InícioYoutubeBlog

Paróquia de Pinheiros | Festa e romaria de Santa Eufémia | 2014


       O dia 16 de setembro é dia de festa e romaria na Paróquia de Pinheiros, cuja festa e padroeira é santa Eufémia, atraindo pessoas das paróquias da Zona Pastoral de Tabuaço e paróquias vizinhas de Armamar e de Moimenta da Beira, para cumprirem promessa, rezar por intercessão de Santa Eufémia, fazer súplicas, agradecer. A festa é precedida de Novena. No sábado anterior, a Procissão das Velas em honra de Nossa Senhora do Rosário. No dia 17, festa em honra de Santa Bárbara, num ambiente mais familiar.
       Música de fundo retirado do CD "A Alegria de Crer", 10.º Ano de Catequese, Edições Salesianas.




Carta Pastoral de D. António Couto à Diocese de Lamego - 2014-15


IDE E CONSTRUÍ COM MAIS AMOR A FAMÍLIA DE DEUS

 

 

«Os filhos são um dom de Deus»

(Salmo 127,3)

«Toda a paternidade, como todo o dom perfeito, vêm do Alto, descem do Pai das Luzes»

(Tiago 1,17; cf. Efésios 3,15).

«Sois membros da família de Deus»

(Efésios 2,19)

 

O amor fontal de Deus-Pai

1. «Deus é amor» (1 João 4,8 e 16) e «amou-nos primeiro» (1 João 4,19), e «nós amamos, porque Deus nos amou primeiro» (1 João 4,19). Então, o amor que está aqui, o amor que está aí, o amor que está em mim, o amor que está em ti, o amor que está em nós, «vem de Deus» (1 João 4,7), e «quem ama nasceu de Deus» (1 João 4,7). Deus amou-nos primeiro, ama-nos e continua a amar-nos sempre primeiro com amor-perfeito (êgapêménos: part. perf. pass. de agapáô), isto é, amor preveniente, fiel, consequente, permanente (1 Tessalonicenses 1,4; Colossenses 3,12). Ama-nos a nós, que estamos aqui, e foi assim que nós começámos a amar. Se não tivéssemos sido amados primeiro, e não tivéssemos recebido o testemunho do amor, não teríamos começado a amar, e nem sequer estaríamos aqui, porque «quem não ama, permanece na morte» (1 João 3,14), sendo então a morte, não o termo da vida, mas aquilo que impede de amar, e, portanto, de nascer!

 

2. Portanto, se «quem ama nasceu de Deus» (1 João 4,7), o amor que há em nós é remissivo, remete para outrem, remete para a origem. O que é a origem? A origem é o que está antes do começo, a quem a Bíblia e uma parte da humanidade chamam Deus, e nós, cristãos, por imagem, chamamos «Pai». Nova genealogia do amor: o Pai ama o Filho (João 3,35; 5,20), e ama também o mundo (João 3,16), a ponto de enviar o seu Filho ao mundo para lhe manifestar esse amor (João 3,16; 1 João 4,9-10). Só o semelhante conhece o semelhante, e lhe pode comunicar o seu amor. O Pai ama e conhece o Filho Unigénito, e comunica-lhe o seu amor. Como o Pai ama e conhece o Filho Unigénito, também o Filho Unigénito ama e conhece o Pai (Mateus 11,27), e o pode revelar os seus discípulos fiéis (João 15,9), tendo, para tanto, de descer ao nosso nível, fazendo-se homem verdadeiro, semelhante a nós (Filipenses 2,7; Hebreus 2,17). Na verdade, comunica-nos o amor do Pai, e dá-nos a conhecer tudo o que ouviu do Pai (João 15,15). E nós somos convidados a entrar nesse divino colóquio, a acolher esse amor desmesurado, e a passar a amar dessa maneira, como fomos e somos amados (João 13,34; 15,12).

 

3. Assim, o amor que está em nós, ou em que estamos nós, o amor entre marido e esposa, entre pais e filhos, entre amigos, entre nós, não provém nem de uns nem de outros. Nem sequer de si mesmo. O amor não é meu nem é teu. O amor não é nosso. O amor é dado. Claro. Se «quem ama nasceu de Deus», não é nossa a patente do amor, e temos mesmo de ser extremamente cuidadosos quando pretendemos ajuizar acerca do amor que há nos outros. A antiga equação nivelada: «Ama o próximo como a ti mesmo» (Levítico 19,18), é plenificada e subvertida pela equação paradoxal: «como Eu vos amei» (João 13,34; 15,12). Mesmo aqueles que desconhecem a fonte do amor, é dela que o recebem. Neste sentido, em que a fé se une à razão, não é o casal que faz o amor; é o amor que faz o casal. Do mesmo modo que não é o casal que faz os filhos; é o amor que os faz. São um dom de Deus (Salmo 127,3). Atravessa-nos um calafrio quando nos apercebemos que a humanidade transmite, de idade em idade, de pais para filhos, algo de eterno. Amor eterno, tão terrivelmente ameaçado de idade em idade!

 

4. É esse amor eterno, primeiro e derradeiro, verdadeiro, que nos faz nascer como irmãos. O lugar que, de forma mais imediata, nos mostra a fraternidade, é a família. E é verdade que, numa família, os filhos, não deixando de ser diferentes na ordem do nascimento, da saúde, da inteligência, temperamento, sucesso, são iguais. E são iguais, não obstante as suas acentuadas diferenças. São iguais, não em função do que são ou do que têm ou do que fazem, mas em função daquilo que lhes é dado e feito. Em função do amor que os precede, o amor dos seus pais, e, em primeira ou última instância, o amor fontal de «Deus-Pai» (Ad gentes, n.º 2), pois nós somos também, diz o Apóstolo, filhos de Deus (1 João 3,2), filhos no Filho (Romanos 8,17.29), membros da família de Deus (Efésios 2,19). É esse amor primeiro que nos torna livres e iguais, logo irmãos. A fraternidade é o lugar em que cada um vale, não por aquilo que é, por aquilo que tem ou por aquilo que faz, mas por aquilo que lhe é feito, antes e independentemente daquilo que deseja, pensa, projeta e realiza, e em que o seu ser é ser numa relação de amor incondicionada, que não é posta por ele, mas em que ele é posto. A verdadeira fraternidade ensina-nos que a nossa consciência não é a autoconsciência daquilo que fazemos, mas a hétero-consciência daquilo que nos é feito e que nós somos sempre chamados a reconhecer e a cantar com renovada alegria, como Maria: «O Todo-poderoso fez em mim grandes coisas» (Lucas 1,49).

O limiar do mistério em cada nascimento

5. Ó abismo da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus! (Romanos 11,33). Ó abismo do amor de Deus! Caríssimos pais e mães, os filhos que gerais e que vedes nascer, são, antes de mais, vossos ou são de Deus? Dir-me-eis: este filho é nosso, fomos nós que o geramos, fui eu que o dei à luz, nasceu neste dia, tenho aqui a cédula de nascimento. E eu pergunto ainda: sim, mas porquê esse, e não outro? É aqui, amigos, que entra o para além da química e da biologia, entenda-se, o para além de nós. É aqui, amigos, que entramos no limiar do mistério, na beleza incandescente do santuário, onde o fogo arde por dentro e não por fora. É aqui que paramos ajoelhados e comovidos à beira do inefável e caímos nos braços da ternura de um amor maior, novo, paternal, maternal, que nenhuma pesquisa biológica ou química explicará jamais. Todo o nascimento traz consigo um imenso mistério. Sim, porquê este filho, e não outro? Porquê este, com esta maneira de ser, este boletim de saúde, este grau de inteligência, estas aptidões, esta sensibilidade própria? Sim, outra vez, porquê este filho, e não outro, com outra maneira de ser, outro boletim de saúde, outro grau de inteligência, outras aptidões? Fica patente e latente, evidente, que, para nascer um bebé, não basta gerá-lo e dá-lo à luz. Quando nasce um filho, é também Deus que bate à nossa porta, é também Deus que entra em nossa casa, é também Deus que se senta à nossa mesa, é também Deus que nos visita. Há outra paternidade, a de Deus, por detrás da nossa vulgar paternidade, participação da verdadeira paternidade de Deus. Na verdade, «toda a paternidade, como todo o dom perfeito, vêm do Alto, descem do Pai das Luzes» (Tiago 1,17; cf. Efésios 3,15).

Membros de uma nova família

6. Há, portanto, também uma nova familiaridade. A partir de Deus. Na verdade, no comportamento Misericordioso de Jesus transparece uma nova familiaridade, que assenta a sua fundação muito para além dos meros laços biológicos e anagráficos das nossas famílias. Prestemos atenção ao luminoso dizer de Jesus no caixilho literário de Marcos:

«E vem a mãe dele e os irmãos dele, e, ficando fora, enviaram quem o chamasse. E estava sentada à volta dele a multidão, quando lhe dizem: “Eis que a tua mãe e os teus irmãos e as tuas irmãs estão lá fora e procuram-te”. E respondendo-lhes, diz: “Quem é a minha mãe e os meus irmãos?”. E tendo olhado à volta, para os que estavam sentados em círculo ao seu redor, diz: “Eis a minha mãe e os meus irmãos. Na verdade, aquele que faz a vontade de Deus, este é meu irmão e irmã e mãe”» (Marcos 3,31-35).

Ensinamento espantoso de Jesus que põe em causa a validade de uma maternidade e fraternidade meramente biológicas, fundadas sobre os direitos do sangue [«a tua mãe e os teus irmãos e as tuas irmãs… procuram-te»], para afirmar uma nova familiaridade aberta pelo horizonte novo do éschaton, do último, do primeiro e último, do novíssimo: «aquele que faz a vontade de Deus, este é meu irmão e irmã e mãe». No novo horizonte da vontade do Pai, não se deixa de ser mãe, irmão ou irmã. Não são, porém, esses laços familiares que nos dão direito a amar e a ser amados, mas o termos sido encontrados pelo Amor, que agora somos chamados a testemunhar. «Vós sois testemunhas (mártyres) destas coisas», diz Jesus (Lucas 24,49). Sermos designados por Jesus testemunhas das coisas de Jesus é sermos chamados a envolver-nos de tal modo na história e na vida de Jesus, a ponto de a fazermos nossa, para a transmitir aos outros, não com discursos inflamados ou esgotados, mas com a vida! Sim, aquela história e aquela vida são a nossa história e a nossa vida. Sentir cada criança como filho, cada mulher como mãe e todo o semelhante como irmão ou irmã não é simples retórica, mas a transcrição verbal do novo real compreensível à luz do projeto Criador, Primeiro e Último, em que o mundo aparece como uma única casa e os seus habitantes como uma só família. Nascerá então o mais belo relato. Sim, o relato re-lata, isto é, põe em relação, une, reúne, enlaça, entrelaça. E re-lata, isto é, põe em relação, une, reúne, enlaça, entrelaça duplamente: primeiro, porque faz uma re-lação dos acontecimentos, unindo-os para formar um belo colar; segundo, porque põe em relação o narrador e o narratário. Sim, quando eu e tu e ele e ela, nós todos, relatarmos a mesma história, e não histórias diferentes, nesse dia luminoso e bendito começamos a nascer como irmãos, não pelo sangue, mas pela liberdade. Sim, só o relato nos pode aproximar tanto, fazendo-nos, não apenas estar juntos, mas nascer juntos, como irmãos. Portanto, irmãos e amigos, deixai que grite bem alto aos vossos ouvidos: mais amor, mais família, mais oração, mais missão, mais formação. Mais. Mais. Mais.

O sentido da vida recebida e dada

7. Na origem dos nossos termos «matrimónio» e «património» está o «dom» como «munus», como bem sublinha e explica o famoso linguista francês Émile Benveniste, seguido por Eugenia Scabini e Ondina Greco, no domínio da psicologia social. Munus faz parte de uma rede de conceitos relacionais, que obriga a uma «restituição». Quem não entra neste jogo do munus diz-se immunus, «imune». E voltam as perguntas contundentes: quem recebe a vida, como e a quem a restitui? Salta à vista que não podemos «restituir» a vida a quem no-la deu. Há, neste domínio, uma assimetria originária nas relações familiares. Verificada esta impossibilidade de «restituir» a vida a quem no-la deu, poderíamos pensar em «restituir» em termos análogos: então, o filho poderia, por exemplo, responder ao dom da vida recebida, tomando a seu cargo e cuidado os pais enfraquecidos e velhinhos. Mas este não é o único modo de «restituição» nem o mais significativo. O equivalente simbólico mais próximo é «restituir» em termos generativos (generativo e generoso têm a mesma etimologia), dando, por sua vez, a vida e assumindo a responsabilidade de pôr no mundo uma nova geração. Dar a vida e tomar a seu cuidado uma nova geração é mesmo o modo mais apropriado de «restituir» à geração precedente. Situação paradoxal: respondemos ao débito que nos liga à geração anterior com um crédito em relação à geração seguinte. E os avós têm muito a ganhar com os netos, e estes com aqueles. Todos sabemos. Da família humana à grande família de Deus, passando pela família religiosa. Também por isso, a Bíblia é um livro de nascimentos e de transmissão: da vida e da fé e da graça. Vamo-nos hoje apercebendo de que o mundo em que estamos tem muitas dificuldades em transmitir a vida e a fé e a graça, a cháris, o carisma, que envolve a nossa vida pessoal e da nossa família humana, mas também a vida da Igreja, família de Deus, e das diferentes famílias religiosas. Talvez por isso, nos voltemos tanto para trás, e se fale tanto em voltar às origens, refundar. Mas o caminho a empreender não passará mais por gerar novos filhos na vida e na fé e no carisma? Parece-me que é esta a tarefa que todos temos pela frente, em casa, na Igreja, família de Deus, e nas famílias religiosas.

Missão: «restituição» para a frente

8. Impõe-se, portanto, não a preservação, a conservação, a autoconservação, mas a missão, que é a verdadeira «restituição» a Deus e aos irmãos. Já atrás nos ocupámos a verificar, em termos familiares, a impossibilidade de «restituir» a vida a quem no-la deu. O Salmista também se pergunta no que a Deus diz respeito: «Como «restituirei» ao Senhor por todos os seus benefícios que Ele me deu?» (Salmo 116,12). Sim, como «restituirei» ao Senhor o amor que há em mim? Como «restituiremos» ao Senhor o amor que há em nós? O Salmista responde: «O cálice da salvação erguerei, e o Nome do Senhor invocarei. Os meus votos ao Senhor cumprirei, diante de todo o seu povo» (Salmo 116,13-14). Sim, o Salmista sabe bem que não pode «restituir» diretamente a Deus, mas sabe também que pode sempre agradecer a Deus (restituição análoga), e, passando de mão em mão, em fraterna comunhão, o cálice da salvação, anunciar a todos que Deus atua em favor do seu povo, faz em nós grandes coisas, sendo este anúncio ação de evangelização ou generosa «restituição» generativa. É assim que, de forma empenhada, generosa e apaixonada, como testemunha S. Paulo, se vão gerando (1 Coríntios 4,15; Filémon 10) e dando à luz novos filhos (Gálatas 4,19).

 

9. Amados irmãos e irmãs, não nos é permitido, nesta encruzilhada da história, ficar quietos, desanimados, tristes e calados. Ou simplesmente entretidos, ensonados e descomprometidos, como crianças sentadas nas praças, que não ouvem, não ligam, não respondem (Mateus 11,16-17; Lucas 7,31-32). Para esta tarefa imensa da transmissão da fé e do amor e da vida verdadeira, vida em grande, todos estamos convocados. Ninguém se pode excluir, ou ficar simplesmente a assistir. São sempre necessários e bem-vindos mais corações, mais mentes, mais entranhas, mais braços, mais mãos, mais pés, mais irmãos. Uma Igreja renovada multiplica as pessoas que realizam serviços e acrescenta os ministérios. A nossa vida humana e cristã tem de permanecer ligada à alta tensão da corrente do Amor que vem de Deus. E temos de ser testemunhas fortes e credíveis de tanto e tão grande Por isso e para isso, podemos aprender a rezar a vida com o orante do Salmo 78:

«As coisas que nós ouvimos e conhecemos,

o que nos contaram os nossos pais,

não o esconderemos aos seus filhos,

contá-lo-emos à geração seguinte:

os louvores do Senhor e o seu poder,

e as suas maravilhas que Ele fez.

Ele firmou o seu testemunho em Jacob,

e a sua instrução pôs em Israel.

E ordenou aos nossos pais,

que os dessem a conhecer aos seus filhos,

para que o saibam as gerações seguintes,

os filhos que iriam nascer. 

Que se levantem e os contem aos seus filhos,

para que ponham em Deus a sua confiança,

não se esqueçam das obras do Senhor,

e guardem os seus mandamentos» (Salmo 78,3-7).

Amados irmãos e irmãs, há coisas que não podemos mais dizer sentados, que é como quem diz, assim-assim, de qualquer maneira ou de uma maneira qualquer. O Amor de Deus, que enche a nossa vida, tem de ser dito com a vida levantada, com um dizer grande, transbordante, contagiante e transformante, com razão, emoção, afeto e paixão. Retomo o dizer do orante e transmissor da fé: «Que se levantem e os contem aos seus filhos» (Salmo 78,6). Ou, de outra maneira: «Uma geração enaltece à outra as tuas obras» (Salmo 145,4). Ou como Maria: «A minha alma engrandece o Senhor» (Lucas 1,47).

Todos-para-todos

10. Para esta tarefa imensa da transmissão da fé e do amor e da vida verdadeira, vida em grande, convoco todos os diocesanos da nossa Diocese de Lamego: sacerdotes, diáconos, consagrados, consagradas, fiéis leigos, pais, mães, avôs, avós, famílias, jovens, crianças, catequistas, acólitos, leitores, agentes envolvidos na pastoral, membros dos movimentos de apostolado. A todos peço a graça de promoverem mais encontros de oração, reflexão, formação, partilha e amizade. Mais. Mais. Mais. A todos peço a dádiva de uma mão de mais amor às famílias desconstruídas e a todos os irmãos e irmãs que experimentam dificuldades e tristezas. Mais. Mais. Mais. A todos peço que experimentemos a alegria de sairmos mais de nós ao encontro de todos, para juntos celebrarmos o grande amor que Deus tem por nós e sentirmos a beleza da sua família toda reunida. Que cada um de nós sinta como sua primeira riqueza e dignidade a de ser filho de Deus. E para todos imploro de Deus a sua bênção, e de Maria a sua proteção carinhosa e maternal.

Santa Maria de um amor maior,

do tamanho do Menino que levas ao colo,

diante de ti me ajoelho e esmolo

a graça de um lar unido ao teu redor. 

Protege, Senhora, as nossas famílias,

todos os casais, os filhos e os pais,

e enche de alegria, mais e mais e mais,

todos os seus dias, manhãs, tardes, noites e vigílias. 

Vela, Senhora, por cada criança,

por cada mãe, por cada pai, por cada irmão,

a todos os velhinhos, Senhora, dá a mão,

e deixa em cada rosto um afago de esperança.

 

Lamego, 27 de setembro de 2014, Dia da Igreja Diocesana

+ António, vosso bispo e irmão

 

 

Faça o download da



Documento para download: Carta_Pastoral_D.Antnio_Couto_Famlia.pdf



Boletim de Santa Eufémia de Pinheiros


Quarta edição do Boletim Santa Eufémia, da Paróquia de Pinheiros. Sendo anual, o Boletim procura avivar a memória do último ano, cujo celebração mais mobilizadora é a Festa da Padroeira, Santa Eufémia. Mas nem só desta festa é feio o boletim, também outras vivências, celebrações, como os 500 anos do Foral, a Festa do Emigrante, a Páscoa.
       Como se pode verificar, o boletim é feito sobretudo de imagens, escolhidas entre muitas outras, que mostram um pouco desta comunidade e as suas vivências, com um ou outro texto.





Catequese Paroquial | 2013-2014


A catequese é um dos movimentos mais constantes e mais expressivo na vida da comunidade paroquial de Nossa Senhora da Conceição, com as diversas celebrações, atividades pastorais, envolvência de pais, e outros familiares, avós, tios, padrinhos, irmãos, crianças, adolescentes e jovens, catequistas.

       Quando nos encontramos a alguma distância temporal do início de novo ano catequético, relembramos o ano anterior com uma seleção de imagens com as festas da catequese e/ou litúrgicas em que a catequese esteve diretamente empenhada, sem esquecer a participação na Semana Santa ou a Festa da Imaculada Conceição, que têm os seus vídeos próprios e os seus álbuns.

 

Para visualizar esta seleção de fotos visite a página da





Encerramento da Catequese | 2014 | Santuário do Sabroso


No passado sábado, o primeiro de julho, dia 5, o ENCERRAMENTO da CATEQUESE da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, de Tabuaço, no Santuário de Santa Maria do Sabroso, na Paróquia de Santa Maria de Barcos, da Zona Pastoral de Tabuaço. Algumas fotos desta tarde, com jogos e animação, com as Catequistas e o Grupo de Jovens (GJT), a celebração da Eucaristia, o lanche partilhado. Os pais foram convidados a estarem presente e alguns fizeram questão, bem assim como outras pessoas da nossa comunidade paroquial de Nossa Senhora da Conceição.

Mais FOTOS disponíveis na página da




Festa do Pai-nosso - 2º´ano de catequese


A Solenidade do martírio dos Apóstolos São Pedro e São Paulo, 29 de junho de 2014, foi o dia escolhido para mais uma festa da catequese, a última deste ano catequético, a Festa do Pai-nosso, com os meninos do 2.º ano de catequese. Fotos de alguns momentos da celebração da Eucaristia, com a alegria e a simplicidades das crianças, ressalvando-se o trabalho dedicado das catequistas, deste ano e de todos os anos de catequese:

      Para visualizar outras fotos disponíveis,

visite a página da Paróquia de Tabuaço no Facebook.





Festa do Município de Tabuaço - São João Batista - 2014


Festas sanjoaninas de Tabuaço.
       O Município de Tabuaço tem como Padroeiro, e como feriado municipal, São João Batista. O dia solene é a 24 de junho, com a celebração da Eucaristia e da Procissão com os Padroeiros das paróquias e de alguns povos.
       O espaço pastoral que nos está confiado: Paróquia de NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO de Tabuaço, paróquia de acolhimento, Paróquia de SÃO JOÃO BATISTA de Távora, Paróquia SANTA EUFÉMIA de Pinheiros, Paróquia de SÃO SALVADOR de Carrazedo, fizeram-se presente com os respetivos padroeiros e com pessoas que acompanharam de perto as respetivas imagens/andores.

Andor de Nossa Senhora da Conceição

Andor de São Salvador

Andor de Santa Eufémia

Andor de São João Batista

 

Pode ver o conjunto de imagens da Festa de São João Batista,

na página de Paróquia de Tabuaço no Facebook,

mas também as referentes a cada uma das Paróquias deste espaço pastoral:

Távora no FacebookPinheiros no FacebookCarrazedo no Facebook





Primeira Comunhão e Corpo de Deus - 2014


Como habitualmente na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, de Tabuaço, celebração da Primeira Comunhão dos meninos do 3.º Ano de Catequese, no dia em que se celebra a grande Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus, popularmente reconhecida como Festa do Corpo de Deus. Este ano tivemos 10 meninos a comungarem pela primeira vez.
       Algumas fotos que ilustram vários momentos, ofertório, comunhão, ação de graças, procissão do Santíssimo, oferta de flores a Nossa Senhora, entrega de diplomas, para recordar e para viver no compromisso de fidelidade a Jesus Cristo.

Foto de Grupo
       Os 10 meninos, do 3. ano de Catequese (ordem alfabética): Cláudia Beatriz; Fábio Alexandre; Guilherme; Joana Filipa; João Miguel; João Pedro; João Rafael; Jorge Daniel; Leonor; Rita Alexandra. O Pároco. E as respetivas catequistas: Eva La Salette; Graça Ferraz e Ângela Teixeira.
Outras fotos e outros momentos:

Para outras fotografias visite a página da Paróquia de Tabuaço no Facebook




Festa do Compromisso e envio - 2014 - 9.º ano de Catequese


Santa Missa com crianças, dedicada especialmente à catequese. 21 de junho: Festa do Compromisso e envio, 9º ano de catequese. Algumas das fotos da celebração, mormente o ato penitencial e ofertório (sal, luz e pão), e no momento de ação de graças, Pegadas na Areia.

ATO PENITENCIAL 
– Jesus viu muita gente preocupada apenas em enriquecer, insensível às desigualdades sociais. A sua resposta foi viver pobre e denunciar o culto do dinheiro. 
– Jesus viu muita gente que procurava o prestígio, as honras sociais, as vénias dos outros...e Jesus recomendou aos seus seguidores que se comportassem com simplicidade. 
– Jesus viu muita gente agarrada ao poder e a exercê-lo despoticamente. E Ele não só fez da sua vida um serviço, como disse aos seus discípulos, que o maior é aquele que mais serve. 
– Jesus viu gente desprezada e posta à margem da sociedade...mas Jesus não tem preconceitos, vai ao seu encontro, diz que para eles foi enviado e acolhe-os. 
– Jesus viu muito egoísmo coração das pessoas que dava origem a uma sociedade cruel e anunciou uma única lei...o AMOR! 
TODOS: "É com Jesus Cristo o nosso compromisso!"

OFERTÓRIO 
– Senhor, num mundo sem alegria, queremos ser SAL, que dá um novo sabor à vida, tornando os homens mais felizes! 
– Senhor, num mundo onde se multiplicam as trevas do mal, da mentira, queremos ser LUZ, que indica caminhos de felicidade. – Senhor, num mundo que avança para futuros sempre inesperados, queremos ser FERMENTO, que faz levedar um mundo segundo o projeto de Jesus Cristo e que torna os homens irmãos.

AÇÃO DE GRAÇAS 
"Pegadas na areia" 
"Uma noite eu tive um sonho... 
Sonhei que andava a passear na praia com o Senhor, e, no firmamento, passavam cenas da minha vida. 
Após cada cena que passava, percebi que ficavam dois pares de pegadas na areia: um era meu e o outro era do Senhor. 
Quando a última cena da minha vida passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia e notei que muitas vezes, no caminho da minha vida, havia apenas um par de pegadas na areia. 
Notei também que isso aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiados do meu viver. Isso aborreceu-me deveras e perguntei então ao Senhor: 
– Senhor, Tu disseste-me que, uma vez que resolvi seguir-Te, Tu andarias sempre comigo, em todos os caminhos. Contudo, notei que durante as maiores atribulações do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia. Não compreendo porque é que, nas horas em que eu mais necessitava de Ti Tu me deixaste sozinha. 
O Senhor respondeu-me: 
– Minha querida filha, jamais te deixaria nas horas de prova e de sofrimento. 
Quando viste na areia apenas um par de pegadas, eram as minhas. Foi exatamente aí que peguei em ti ao colo".

Para visualizar outras fotos visite a página da




Festa da Vida - 8.º Ano de Catequese - 2014


Os meses de maio e de junho são especialmente dedicados às festas da Catequese. Neste sábado, 14 de junho, foi a vez dos jovens do 8.º ano fazerem a sua festa, com uma referência muito particular à Vida, acolhida como dom, mas simultaneamente como tarefa a construir, a edificar, com os outros, com a ajuda da comunidade crente, com o compromisso de viver bem, de viver com os outros e para os outros, de deixar que a Fé seja Luz que guia as suas escolhas.

       Algumas imagens desta belíssima celebração:

Para as restantes imagens disponíveis visitar a página da

Paróquia de Tabuaço no FacebookAQUI.





Boletim Paroquial Voz Jovem - abril a junho de 2014


Disponível nos vários formatos a edição trimestral do Boletim Paroquial Voz Jovem. Este número é especialmente dedicado à Semana Santa, com textos e com imagens. Mas há outros acontecimentos que merecem atenção: o Dia da Mãe, as Escolas da Fé, as atividades juvenis como a Jornada Diocesana da Juventude, o Fátima Jovem e outras curiosidade da vida eclesial.

Pode fazer o download nos formatos habituais.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da Paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Participação do GJT no XI Festival da Canção - Desperta para amar


Participação do GJT (Grupo de Jovens de Tabuaço) no XI Festival Diocesano da Canção Jovem, organizado e promovido pelo SDPJ de Lamego, no Teatro Ribeiro Conceição, no dia 7 de junho de 2014, ficando em 3.º lugar. É mais uma daquelas participações de excelência. Esta música e respetiva interpretação ficava bem em qualquer Festival de inspiração cristã. Garra, melodia, afinação, empatia com a plateia.

Desperta para Amar

Em cada despertar, a história chama por mim

Tanta vida para amar, tanta luta a travar

Um mundo inteiro: sofrimentos sem fim

E eu quase a desistir, quase a vacilar


Jesus me diz, a serenar, não receies, não receies amar

Eu venci o mundo! Não se cansem os braços teus

Olha para o Céu, muito tempo para lá chegar

Agora vai, contigo estarei a semear e a louvar a Deus

 

Em cada olhar, uma prece, uma súplica

Tantos corações magoados, cansados de amar

Um mundo inteiro e tanta injustiça

Que me desanimam antes de começar.

 

Em cada nuvem carregada, de lágrimas a verter

Tanto a transformar, não sei p’ra onde me virar

Um mundo inteiro: com problemas a crescer

Tem sentido, a favor dos outros, a minha vida gastar 





Celebração festiva da Profissão de Fé - 6.º Ano de Catequese


Solenidade de Pentecostes e como em anos anteriores, a celebração da Profissão de Fé, com os adolescentes do 6.º ano de catequese. O Pentecostes remete-nos imediatamente para o Sacramento da Confirmação/Crisma, precisamente o Sacramento em que a profissão de fé, a renovação das promessas batismais, o compromisso cristão, são feito pelos crismandos. A Profissão de Fé, como festa da Catequese, prepara e antecipa o Sacramento do Crisma.

Eduarda Pastor, Liliana, Mafalda AzevedoMargarida Silva, Marco Eduardo, Virgilio Silva, José Pedro, Gustavo Eduardo,Luciano Santos, Marta, Inês Filipa, com as suas catequistas, Luisa Ferraz Serodio e Sónia Castro. Algumas fotografias da Paróquia de Tabuaço:

Para ver o nosso álbum completo visitar:




Festa das Bem-aventuranças


sábado, 31 de maio, Eucaristia vespertina da Ascensão do Senhor, os SETE adolescentes do 7.º ano, a maioria inseridos no Grupo de Acólitos, celebraram a sua festa de catequese, as Bem-aventuranças. Algumas das imagens alusivas a esta festa. No final, a distribuição das Bem-aventuranças a toda a assembleia. Uma celebração muito luminosa, acentuando os laços que nos unem através da vivência das Bem-aventuranças:

Para ver as restantes fotos disponíveis,
visite a página da Paróquia de Tabuaço no FacebookAQUI.




Entrega do Credo - 5.º ano de Catequese


O CREDO é o nosso Bilhete de Identidade, ou o nosso Cartão de Cristão (CC), professamos a fé no mesmo Deus, Pai, Filho e Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na Comunhão dos Santos, na Vida eterna, para agirmos em conformidade com a nossa identidade de irmãos, filhos do mesmo Pai, batizados no mesmo Espírito. O 5.º ano da Catequese preparou-se para receber em festa o CREDO, no sábado, 24 de maio de 2014. É-lhes entregue para o professar com os lábios, o acolher com o coração e para o viver no compromisso com os outros, em Igreja e em sociedade.
       Algumas imagens da Eucaristia com a Entrega do Credo.

       Para mais imagens visitar a página da Paróquia de Tabuaço no Facebook.




LAETARE - concerto de oração em Tabuaço


Maio, o mês de Maria, é preenchido por diversas e variedades celebrações e eventos. O concerto de oração do grupo Laetare, no passado dia 17 de maio, na Igreja Paroquial de Tabuaço, é mais um destes momentos significativos de vivência da fé, através da beleza da música e do canto. Uma harmonia perfeita entre a belíssima voz da Clara, e o engenho do Pedro Marques, à guitarra, e no contraponto de alguns coros. Extraordinariamente belo. Algumas imagens deste início de noite, louvando, rezando, cantando.

Para outras fotos visitar o perfil da Paróquia de Tabuaço no facebook.





XIX Jornada Diocesana da Juventude - 2014


No fim de semana 16 e 17 de maio, realizou-se a XIX Jornada Diocesana da Juventude, com a presença do GJT (Grupo de Jovens de Tabuaço). Um ano depois da Jornada realizada em Tabuaço, no Santuário de Santa Maria do Sabroso, em Barcos, desta feita, em 2014, no Santuário de Nossa Senhora da Carvalha, em Freixo de Numão, envolvendo as Zonas Pastorais de Meda e de Vila Nova de Foz Côa.

       Momentos diversificados da Jornada, com workshop's, Eucaristia - o centro da Jornada -, e com festa e animação quanto baste.

       Na Eucaristia, o Sr. Bispo, D. António Couto, partindo da liturgia da Palavra do 5.º Domingo da Páscoa e da temática da Jornada - "Eu vos envio a vós" (Jo 20, 21), envolveu a assembleia com palavras muito vivas, desafiando todos, especialmente os jovens, a irem, viverem, anunciarem com alegria e paz, o Evangelho. Jesus mostra o Pai. Os cristão hão de mostrar Jesus. Para isso é necessário vivê-l'O. Ele é a Pedra angular, como refere São Pedro, nós as pedras vivas, animadas pelo Espírito Santo. As pedras, estando vivas, movem-se, vão, formam a Igreja e interagem. Oração e Palavra de Deus que devem ocupar Bispo e sacerdotes, mas também os demais cristãos. Serviço das mesas, caridade, atenção aos mais frágeis.

       "Somos palhaços, se dizemos uma coisa e fazemos outra. Eu, Bispo, os padres, vós. Somos palhaços, se não fazemos o que dizemos". (Sublinhe-se a propósito, que durante a manhã havia alguns palhaços a animar os grupos que chegavam. O palhaço, mesmo estando triste, tem que animar, sorrir, fazer rir, faz rir os outros e por vezes a chorar por dentro). O cristão há de transparecer o que lhe vai dentro, deixando-se "abanar" pelo Espírito Santo, para ser música nova, para ser mensageiro da esperança e do amor, da alegria e da paz.

       Algumas imagens deste dia disponibilizadas nas páginas de jovens e Secretarido Diocesano da Juventude:

Para mais fotografias visitar o perfil da página da Paróquia de Tabuaço no facebbok. 





GJT no Fátima Jovem 2014


No passado dia 3 e 4 de maio, o encontro nacional de jovens, o já tradicional Fátima Jovem. A Paróquia de Tabuaço, sobretudo nos últimos anos e de forma mais sistemática, participou com vários elementos do Grupo de Jovens.

       Integrado no grupo da Diocese de Lamego, sob a orientação do SDPJ de Lamego (Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil de Lamego), os nossos jovens participaram ativamente nos diversos momentos propostos para este fim de semana, momentos de oração, de convívio, de partilha, de festa. Algumas imagens desta jornada:

Para outras fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.





Caminhadas de Oração - Terço - maio 2014


Mês de maio, mês de Maria. Durante dos Domingos, Caminhada de Oração às Capelas da Paróquia de Tabuaço e ao Recinto de Nossa Senhora da Conceição. Neste primeiro domingo a caminhada foi até à Capela de São Plácido.

       Fica uma palavra de agradecimento público aos que estiveram mais dedicados à parte logística: som, luz, à Guarda Nacional Republicana de Tabuaço, para assegurar que a caminhada se fazia com segurança, ao longo da estrada municipal, e assim também no regresso. Obviamente se pressupõe o agradecimento a quem asseia as capelas, bem assim aos que transportaram a coluna portátil ao longo trajeto, e aos nossos sacristães, elementos do Conselho Económico.

       A caminhada contou com cerca de 120 pessoas, em passo adequado para as várias idades, de crianças a idosos, um ou outro com mais de 85 anos, de forma ordeira e devota, e como testemunho de devoção, de fé, de proximidade a Nossa Senhora.

       Algumas fotos registam a chegada a São Plácido:

 





Dia da Mãe 2014


O primeiro domingo de maio assinala o Dia da Mãe. As várias comunidades paroquiais assinalam com um ou outro gesto o dia da Mãe. Em Tabuaço, além do ofertório solene e dos cânticos em conformidade com este dia, uma CARTA às MÃES:

Para todas as mães:
Mãe há só uma e tu és a minha. Tu me puseste no mundo e me criaste. Aturaste as minhas birras, ensinaste-me a amar Deus, sempre te preocupaste em me dar o melhor. Quando me lembro das coisas que me contas, de quando eu era pequena, penso logo: "Como tiveste paciência para comigo?"
Por tudo o que fizeste e fazes por mim, pela tua paciência para comigo, pelo apoio e amizade que sempre me deste, quero-te agradecer. Quero também agradecer-te pelo teu amor, pelo teu carinho, pela ajuda que me deste, quando eu mais precisei de ti.
Muitas vezes não te dou razão, mas quase sempre és tu que a tens. Só te peço a tua compreensão para comigo, quanto às minhas ideias. Eu sei que são ideias muito diferentes das tuas, mas como já te disse: "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades!"
MÃE, adoro-te!...Obrigada por tudo!
A tua Filha / O teu Filho
Catequistas




Escola da Fé - Jovens Sem Fronteiras de Vila da Ponte


Na dinâmica das Escolas de Vivência da Fé, mais uma "aula" de oração, de reflexão, de convívio, na comunidade paroquial de Tabuaço, com a presença dos Jovens Sem Fronteiras (JSF) de Vila da Ponte. Em dia de liberdade, 25 de abril, a certeza que o conhecimento, o amor, a oração, são fontes inesgotáveis para nos sentirmos livres e nos comprometermos uns com os outros. Os JSF, com o Luís Rafael, o Joel, e o João Pedro, trouxeram até nós uma dinâmica missionária. Depois de breve apresentação do movimento dos JSF, concretizando no de Vila da Ponte, tempo para a oração e para construir um puzzle a partir do símbolo da JMJ do Brasil, com as cores missionárias dos continentes: branco - Europa (paz, pureza); Verde - África (esperança...); vermelho - América (sangue, vida, amor); amarelo - Ásia (onde nasce o sol, evangelização); azul - Oceania (mar, água, batismo).

       Algumas imagens que traduzem mais este tempo de formação na Paróquia de Tabuaço:

Para outras fotos desta Escola da Fé

visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.





Páscoa da Ressurreição | Visita Pascal 2014


A Páscoa, Ressurreição de Jesus Cristo, é, litúrgica e teologicamente, a festa mais importante da Igreja, dos seguidores de Jesus Cristo. É na celebração da Ressurreição que nasce, se forma e se aprofunda a comunidade cristã. Esta existe depois e por causa da Ressurreição de Jesus. A morte sem a Ressurreição seria uma perda de tempo, pois tudo ficaria como antes, ainda que pudesse ser um gesto de entrega, de oblação. Porém, a dádiva da vida de Jesus a Deus só faz sentido se Deus existe, se Deus garante que nem tudo foi em vão, garante que há mais vida para além da morte, há vida a partir do amor mais forte que a morte.

       As comunidades paroquiais deste espaço pastoral viveram a Páscoa com a celebração da Eucaristia solene, com a Procissão da Ressurreição e com a Visita Pascal de casa em casa, anúncio da Ressurreição. Em Tabuaço, Távora e Carrazedo a Visita Pascal realizou-se no próprio Domingo de Páscoa; em Pinheiros, e como tradicionalmente, realizou-se na segunda-feira de Páscoa.

       Algumas imagens deste DIA.

(Paróquia de Tabuaço)

(Paróquia de Távora)

(Paróquia de Carrazedo)

(Paróquia de Pinheiros)





Tríduo Pascal 2014 | Vigília Pascal


Uma das celebrações mais significativas, em todo o ano litúrgico, é a Vigília Pascal, enriquecida, nas paróquias onde é possível, com batizados. Não foi o caso da paróquia de Tabuaço. Em todo o caso a celebração da Vigília Pascal, em Sábado Santo, é expressão da liturgia da Igreja, com diversos momentos: bênção do lume novo e do Círio Pascal - Jesus é a Luz do Mundo -, liturgia da palavra, com algumas leituras do Antigo Testamento, ajudando a compreender por inteiro a história da salvação presente na história do povo eleito. Desemboca na Ressurreição de Cristo. Outro momento luminoso é a bênção da água batismal, que será usada nos batismo durante o tempo pascal. O terceiro momento traz-nos sacramentalmente Cristo Ressuscitado, que na Eucaristia nos oferece a Deus Pai, cuja comunhão fortalece a nossa vida e nos compromete com os outros.

       Algumas imagens desta celebração:

 Para mais fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.





Sexta-feira Santa | Adoração da Santa Cruz - 18 de abril de 2014


Sexta-feira Santa, Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo. As celebrações repetem-se um pouco por todo lado. Em algumas comunidades é neste dia que se realiza a Via-sacra (neste espaço pastoral, na Paróquia de Carrazedo e na Paróquia de Pinheiros), em outras comunidades segue-se o proposto para o dia da Paixão do Senhor, com os três momentos: Liturgia da Palavra, com a leitura do Evangelho da Paixão, segundo São João; Adoração da Santa Cruz, e Comunhão Eucarística - neste espaço nas paróquias de Távora e de Tabuaço.

       Na paróquia de Tabuaço, continua a ser um dia muito significativo, com a presença luminosa de crianças e jovens e adultos, várias gerações de cristãos que participam nestes dias de Páscoa. Aí estão algumas imagens que retrato os vários momentos da celebração: Liturgia da Palavra - Adoração da Santa Cruz - Comunhão - Procissão do Senhor morto para a Capela de Santa Bárbara:

Para outras fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.





Tríduo Pascal 2014 | Quinta-feira Santa | Missa da Ceia do Senhor | Lava-pés


A quinta-feira, 17 de abril de 2014, santa faz-nos rever um dos gestos mais luminosos na vida de Jesus, durante a última Ceia, Jesus lava os pés aos seus discípulos, assinalando dessa forma qual o caminho do seguimento: servir como Ele, amar como Ele, dar a vida como Ele, a favor dos irmãos.
       Neste espaço pastoral, a celebração em Pinheiros (fotos), em Távora e em Tabuaço (fotos).
       Deixamos algumas imagens que exemplificam este momento de fé, devoção, de vivência da Semana Santa:

Para mais fotos visitar a página de Paróquia de Pinheiros no facebook




Início da Semana Santa: Bênção de Ramos | Via-Sacra 2014


Em comunhão com toda a Igreja e com as diversas comunidades eclesiais espalhada pelo mundo, também a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, Tabuaço, deu início à SEMANA SANTA, a MAIOR da nossa fé. Pela manhã, o encontro na Capela de Santa Bárbara para a bênção de Ramos, com a proclamação do Evangelho da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém.

       Pela tarde noite, e como habitual nesta paróquia, a realização da Via-sacra, coordenada/preparada pelo Grupo de Jovens (GJT) e com a prestimosa colaboração da Catequese e Catequistas, Grupo Coral, e Conselho Económico. Este ano voltámos a um lugar de referência para a Via-sacra, à Capela de Santa Bárbara e ao Calvário, jardim pegado à Capela. Por facilidade, de som, de comodidade para as pessoas mais idosas, e para facilitar a vida do grupo coral, tem-se realizado na Igreja, ou em frente à mesma. Em 2014, alterou-se, mudando de cenário, mas não de empenho e dedicação. Algumas fotos da preparação e da Via-sacra:

 

Para outras fotos deste dia, visitar a página da Paróquia de Tabuaço no Facebook

e/ou GOOGLE + 





Encontro de Formação Juvenil, em Tabuaço, 22 de março de 2014


No passado dia 22 de março, o Sdpj (Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil) de Lamego promoveu a segunda parte do Curso de  Curso de Animadores Juvenis (e não só), com o desafio: "Ide, sem medo, para servir". Se a primeira parte foi em Lamego, no Seminário Maior, esta realizou-se na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Tabuaço. O programa foi preenchido, das 9h30 às 18h00, com momentos de oração, de reflexão, trabalho de grupo, plenários, almoço. Terminou da melhor forma, com a celebração da Santa Missa, na Igreja Paroquial, com a especial participação dos jovens na animação litúrgica.

       O Grupo de Jovens de Tabuaço (GJT) respondeu, de novo, de forma significativa com entusiasmo, dedicação e alegria nesta atividade juvenil, contando que ajudará a um compromissso mais efetivo na comunidade eclesial e na sociedade.

       Algumas fotos desta jornada:

Pode visualizar as restantes fotografias disponibilizadas na página do

Não deixe de visitar também a página do SDPJ de Lamego no FacebooK.





Tabuaço - Festa de São José | Dia do Pai - 19 de março de 2014


A solenidade de São José, esposo da Virgem Maria, Pai adotivo de Jesus, é ocasião paras as diversas comunidades paroquiais assinalarem o DIA do PAI. Assim foi neste espaço pastoral - Carrazedo, Pinheiros, Távora e Tabuaço. Na paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Tabuaço, a celebração da Eucaristia contou com a participação especial da Catequese, catequistas e catequizandos, Grupo Coral da Catequese, Grupo de Acólitos, Grupo de Jovens (GJT). Algumas fotos deste desta celebração:

Para outra fotos visite a página da Paróquia de Tabuaço no Facebook

ou no GOOGLE +





Boletim Paroquial Voz Jovem » janeiro - março 2014


O Boletim Voz Jovem, da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Tabuaço, desde o último número, outubro-dezembro 2013, que passou para uma edição trimestral (antes era mensal) e a ser publicado a cores (antes era uma cor). Este número de janeiro-março atualiza a memória das celebrações e acontecimentos da paróquia, inserida no Arciprestado (de Moimenta, Sernancelhe e Tabuaço) e na Diocese. Temas e imagens do Natal, da Missa do galo, da festa da Apresentação do Senhor e Bênção das crianças, o Compromisso dos Acólitos, as Escolas de Fé, atividades promovidas pelo SDPJ de Lamego, nomeadamente a formação de animadores e o retiro quaresmal, informações paroquiais. Muito importante será a fixação de algumas datas do Plano Pastoral, ficando registadas não apenas para memória mas sobretudo para agendamento.

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da Paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





82.º Aniversário dos Bombeiros Voluntários de Tabuaço - 2014


No passado dia 3 de março, os Bombeiros Voluntários de Tabuaço completaram 82 anos de existência nesta Vila e neste Concelho, passando a celebração oficial do aniversário para o domingo seguinte, 9 de março, com uma homenagem aos Bombeiros e membros dos corpos sociais já falecidos, numa oração no Cemitério orientada pelo Sr. Zé Carlos Soares, Ministro Extraordinário da Comunhão, prosseguindo a Eucaristia de Ação de Graças, com a solenização a cargo dos Bombeiros, com os cânticos por eles sugeridos e interpretados, efetuando as leituras, e com um ofertório mais solene, salientado instrumentros evocativos e utilizados no serviço de Bombeiros. No momento de ação de graças, uma oração de compromisso e súplica:

Senhor, toma-me, por instrumento de tua misericórdia. Faz tuas as minhas mãos e orienta meus passos para que eu possa levar, no momento preciso, o ansiado salvamento a quantos estejam em perigo. Multiplica, como fizeste aos pães e aos peixes, o meu vigor físico e a minha agilidade para que eu nunca esmoreça ante os maiores obstáculos e para que eu possa vencê-los sempre que disso dependa a missão de salvar os que clamam por socorro. Faz-me paciente, perseverante, inteligente, abnegado e ensina-me a amar o próximo mais ainda do que a mim mesmo para que eu nunca falhe no cumprimento de meus deveres de bombeiro. Dá-me, sobretudo, Senhor, total desprendimento, para que jamais eu hesite no ato de salvar e, se necessário, sacrifique a minha própria vida pela do meu semelhante.

Para ver mais fotografias visitar o perfil do Sr. Rui de Carvalho no facebook: AQUI, de onde foram retiradas estas fotos, ou da página da Paróquia de Tabuaço no facebook: AQUI.




À volta do Presépio - Festa de Natal, Missa do Galo e a Apresentação do Senhor


Três momentos festivos realcionados entre si, com a envolvância da comunidade, do grupo de jovens (GJT), da catequese: Festa de Natal da Catequese, a 21 de dezembro de 2013; Missa do Galo, na passagem do dia 24 para 25 de dezembro de 2013, e Apresentação de Jesus, no dia 2 de fevereiro de 2014, com a bênção das Velas, bênção do pão, bênção das Crianças. A música de fundo é a belíssima melodia do Pe. Zézinho, qua apresentamos abaixo.

1. Se ouvires a voz do vento, chamando sem cessar,
se ouvires a voz do tempo, mandando esperar:

A decisão é tua, a decisão é tua.
São muitos os convidados, são muitos os convidados.
Quase ninguém tem tempo. Quase ninguém tem tempo.

2. Se ouvires a voz de Deus chamando sem cessar,
se ouvires a voz do mundo querendo-te enganar:

 

3. O trigo já se perdeu, cresceu ninguém colheu.
O mundo passando fome, passando fome de Deus.




Apresentação de Jesus - 2 de fevereiro de 2014


Festa da Apresentação de Jesus no Templo, conhecido também como o dia das Candeias, e por isso a bênção das velas, que recorda o batismo, cuja LUZ é Jesus Cristo, dia dedicado especialmente às crianças, e como Ele no templo assim a bênção das crianças. Ao templo era levadas as primícias da família e da terra. O primeiro filho varão é de Deus e assim também os primeiros frutos da terra. Neste sentido, a bênção do pão (e nalgumas localidades a bênção dos campos), que nos alimenta e nos deve comprometer com a partilha solidária. Ficam imagens desta celebração, com a encenação do Evangelho da Apresentação de Jesus.

Para ver todas as fotos disponíveis visitar:





Plano Pastoral 2013.2014 - IDE e fazei discípulos


«Ide, pois, fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a cumprir tudo quanto vos tenho mandado. E sabei que Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos»

(Mt 28, 19-20).

 

        Após a Ressurreição, Jesus aparece aos seus discípulos e envia-os. Envia-nos.

Ide e fazei discípulos.

       Nunca deixamos de ser discípulos, alunos, aprendizes de Jesus Cristo. Simultaneamente, a missão de comunicar a alegria que recebemos. Ilustrativo o encontro de Maria com Isabel: “Logo que chegou aos meus ouvidos a tua saudação, o menino saltou de alegria no meu seio” (Lc 1, 44). Quem recebe a Boa Notícia, não pode fazer outra coisa senão passá-la ao próximo.

Ide e fazei discípulos.

       É uma tarefa de sempre. Como os discípulos da primeira hora, temos de viver Jesus, deixando que Ele nos fale e atue em nós, pelo Espírito Santo. Logo nos tornamos mensageiros do Seu amor, da Boa Notícia da salvação.

       Refere São Paulo: “se eu anuncio o Evangelho, não é para mim motivo de glória, é antes uma obrigação que me foi imposta: ai de mim, se eu não evangelizar!” (1Cor 9,16).

       O Papa Francisco, em vésperas da Sua eleição, já convocava a Igreja para sair a levar esta boa notícia a todos os recantos: “Evangelizar supõe na Igreja a "parresia" [coragem, entusiasmo] de sair de si mesma. A Igreja está chamada a sair de si mesma e ir para às periferias, não só as geográficas, mas também as periferias existenciais: as do mistério do pecado, as da dor, as da injustiça, as da ignorância e da indiferença religiosa, as do pensamento, as de toda a miséria… Quando a Igreja não sai de si mesma para evangelizar torna-se autorreferencial e então adoece… A Igreja, quando é autorreferencial, sem se aperceber, julga que tem luz própria, deixa de ser o mysterium lunae [mistério da lua]… [que o próximo Papa] …ajude a Igreja a sair de si para as periferias existenciais, que a ajude a ser a mãe fecunda que vive da “doce e reconfortante alegria de evangelizar”.

       O nosso Bispo, D. António Couto, na Carta Pastoral que enforma o ano pastoral e o lema que enquadra a vivência da fé neste chão da Diocese de Lamego, sublinha algumas prioridades, algumas delas constantes: primado da graça; vida de oração; proximidade; amor; Igreja como casa aberta a todos, dando também continuidade ao lema pastoral do ano anterior, "Vamos juntos construir a Casa da Fé e do Evangelho"; missão evangelizadora/missionária da Igreja; acolhimento do Evangelho com alegria, para o comunicar por palavras e com a vida; formação de cristãos conscientes e empenhados.

Santa Maria, Mãe da Igreja e nossa Mãe, Senhora dos Remédios e de Fátima, [Virgem da Conceição], ícone do primado da graça e da oração, do serviço humilde que gera laços de comunhão e de missão, sê nossa companheira nos caminhos que agora nos propomos percorrer para sabermos melhor levar Cristo aos nossos irmãos e os nossos irmãos a Cristo.

Que Deus nos abençoe e nos guarde,

Que nos acompanhe, nos acorde e nos incomode,

Que os nossos pés calcorreiem as montanhas,

Cheios de amor e de alegria,

Que a tua Palavra nos arda nas entranhas,

E nos ponha no caminho de Maria”.

          (D. António Couto, Carta Pastoral, 24.11.2014)

 

       O IDE pressupõe o estar com Jesus, alimentar-se d’Ele, escutando a Sua Palavra, acolhendo a Sua mensagem, procurando imitá-l’O nas Suas obras. Deixemo-nos atrair por Jesus, identificando-nos com a Sua vontade e o Seu projeto de conciliação e amor, para depois nos deixarmos fazer ENVIADOS, na expressão do Papa Francisco, sermos verdadeira e simultaneamente discípulos missionários. IDE E FAZEI DISCÍPULOS…

       Pode fazer o download da calendarização pastoral da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição:



Documento para download: calendario_2013-2014.pdf



Diocese Lamego 2014: Carta Pastoral de D. António Couto


No Encerramento do Ano da Fé, Dia da Igreja Diocesana de Lamego, Solenidade de Jesus Cristo Rei e Senhor do Universo, no passado dia 24 de novembro de 2013, o nosso Bispo, D. António Couto, deu a conhecer a toda a Diocese a Sua CARTA PASTORAL para enquadrar o novo Ano Pastoral e o tema que o engloba: IDE E FAZEI DISCÍPULOS.

http://www.tbcparoquia.com/dlds/Carta_Pastoral2014_D.Antnio_J_R_Couto.pdf

        Inicia a mesma com uma citação da Constituição Dogmática, Lumen Gentium (9): «Aprouve a Deus salvar e santificar os homens, não individualmente, excluída qualquer ligação entre eles, mas constituindo-os em povo». Segue o enquadramento bíblico. Eis a página do Evangelho:

«Então os Onze Discípulos partiram para a Galileia, para o monte que lhes tinha ordenado Jesus. E vendo-o, adoraram-no; alguns deles, porém, duvidaram.

E aproximando-se, Jesus falou-lhes, dizendo: “Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Indo, pois, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os no nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a observar todas as coisas que vos ordenei. E eis que Eu convosco Sou todos os dias até ao fim do mundo”» (Mateus 28,16-20).

       A Carta sublinha prioridades, algumas delas constantes: primado da graça; vida de oração; proximidade; amor; Igreja como casa aberta a todos, dando também continuidade ao lema pastoral do ano anterior, "Vamos juntos construir a Casa da Fé e do Evangelho"; missão evangelizadora/missionária da Igreja; acolhimento do Evangelho com alegria, para o comunicar por palavras e com a vida; formação de cristãos conscientes e empenhados.

       O melhor mesmo é dedicar um tempo a ler, a reler, a meditar, a refletir e mastigar as palavras de D. António, para que depois se assume a beleza, a alegria e o compromisso de fidelidade a Jesus Cristo e ao Seu evangelho de perdão e de amor.

 

Para LER a CARTA PASTORAL:



Documento para download: Carta_Pastoral2014_D.Antnio_J_R_Couto.pdf






Documento para download: Carta_Pastoral_D.Antnio_Couto.xps



Escola da Fé - Evangelho de São Mateus - com o Pe. Jorge Henrique


Na dinâmica pastoral das Escolas de Vivência da Fé, no dia 24 de janeiro, dia de São Francisco de Sales, realizou-se mais um encontro de reflexão, desta feita sobre o Evangelho de São Mateus, que preferentemente se lê aos domingos no ciclo de leituras do ano A. Connosco, para nos ajudar a acolher e compreender melhor o Evangelho e o seu autor, o Pe. Jorge Henrique, Pároco de Penso, Faia, Vila da Rua, Vila da Ponte e Assistente Diocesano da Obra Kolping. Foi o pregador da última Novena e Festa de Nossa Senhora da Conceição.

       Partilhamos o diaporama preparado pelo Pe. Jorge Henrique, que poderá servir a outros (pessoas e/ou comunidades) para melhor conhecerem o Evangelho de São Mateus e simulteamente a distribuição das textos por todo o ano litúrgico, do 1.º Domingo do Advento (1 de dezembro de 2013) até à próximia solenidade de Cristo Rei do Universo (23 de novembro de 2014).

       Relacionado com este tema, outra apresentação preparada para o ano de 2011, numa semana de formação bíblica: AQUI.





Boletim Paroquial Voz Jovem - outubro a dezembro 2013


Boletim VOZ JOVEM dos meses de outubro, novembro e dezembro. Após alguma reflexão, o boletim paroquial sofreu novas alterações, desta feita quanto à cor e à periocidade. Para ver como resultaria e tendo em conta que todos os domingos é distribuída a Folha Dominical com a reflexão do pároco, com os cânticos sugeridos para a Eucaristia, e com as informações das diversas atividades e celebrações, o Voz Jovem passará a ser impresso a cores, mais dispensioso mas com menos edições, quatro ao ano.

       O primeiro boletim a cores é dedicado especialmente à Festa da Padroeira, a Imaculada Conceição, nos 25 anos do Monumento erigido em Sua honra, na Fraga do Tostão, sob a vila e paróquia de Tabuaço. Além de algumas imagens, das várias celebrações de outubro a dezembro, textos sobre a novena e e festa de Nossa Senhora da Conceição, avalanchas da fé, preparação dos jovens para o Natal, e a Consagração a Nossa Senhora da Conceição feita há 25 anos, pelo pároco de então, Pe. Manuel Pinto Afonso.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da Paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Solenidade de Natal na Paróquia de Pinheiros


Durante os quatro domingos do Advento, a comunidade paroquial de Pinheiros foi sendo introduzida, com a coordenação dos acólitos, na dinâmica do Advento como preparação para a celebração festiva do Natal, com o acender das 4 velas e preparação do presépio. No dia de Natal, no início da Eucaristia, a colocação da imagem do Menino Jesus no presépio e jogral sublinhando algumas expressões: celebrar, fraternidade, Deus connosco, Jesus Luz Verdadeira, Família. No pai-nosso, união das mãos e das pessoas, com as crianças frente ao altar. Durante o beijar do Menino um pequeno postal de felcitações para as famílias. Algumas imagens ilustrativas:

Para outras fotos visitar a página da Paróquia de Pinheiros no facebook

ou no nosso GOOGLE +





Missa do Galo 2013


A tradicional Missa do Galo, ou Missa da Meia-Noite, contou este ano, de novo, com o grupo de jovens, que se empenhou em preparar a encanção do Evangelho, dando mais alegria e envolvência a uma noite fria e sobretudo muito chuvosa. Os tons de festa, de acolhimento, de alegria estiveram presentes em toda a celebração, numa belíssima interação entre o grupo coral e o grupo de jovens.

Ficam algumas imagens desta noite:

Para outras fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook

ou no nosso GOOGLE +




Festa de Natal da Catequese 2013


Em vésperas de Natal, a Festa da Catequese. Simples, alegre. Descontraída. Convite a viver o Natal com Jesus, Maria e José e com cada pessoa da família e da vizinhança. No Auditório do Centro de Promoção Social de Tabuaço. Celebração da Eucaristia e intervenção dos grupos da catequese. 21 de dezembro de 2013. Algumas fotos:

Para ver outras fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook

ou no nosso GOGLE +





Consagração a Nossa Senhora da Conceição - 2013


 

Virgem Imaculada, Mãe de Deus e nossa Mãe.

De Portugal Rainha, Senhora da Conceição.

Vimos aqui de novo, 25 anos passados,

em que as nossas gentes se quiseram consagrar a Vós,

erguendo, sobre a Vila de Tabuaço, esta imagem e este altar,

para honrar o Vosso Nome e invocar a Vossa Proteção.

Voltamos a este lugar, como comunidade peregrina,

a renovar o nosso compromisso

e a nossa sentida homenagem,

Mãe da Igreja e de cada cristão.

Consagramo-nos a Vós, hoje como então,

Virgem da Conceição.

Guia-nos ao Teu Filho, como outrora aos primeiros cristãos,

no silêncio do sábado santo e na alegria da manhã de Páscoa.

Que aprendamos, como filhos bem-amados,

a seguir o Teu convite de Mãe:

– Fazei tudo o que Ele vos disser –

e Contigo a responder como discípulos, empenhados:

– Faça-se em Mim segundo a Tua Palavra –

Consagramos, neste dia e sempre,

o nosso coração ao Teu coração, doce e imaculado.

Que o nosso olhar mergulhe no Teu olhar, humilde e casto,

E no teu regaço de Mãe,

aprendamos a amarmo-nos como irmãos.

Faz com que o Teu sorrir

nos encha de bondade e misericórdia.

Consagramos-Te as nossas casas, as nossas ruas e praças,

os de cá e os que nos visitam, os que chegam e os que partem.

Confiamos-Te, Mãe santíssima,

as nossas crianças, adolescentes e jovens…

Que em Ti encontrem refúgio e em nós esperança e luz.

E os nossos irmãos mais crescidos,

os que sentem o peso da idade, a doença e a solidão,

os que se sentem incompreendidos e injustiçados…

Que em Ti se aconcheguem

e em nós descubram atenção, proximidade e ajuda.

Pedimos-Te, Mãe admirável,

cheia de graça e de beleza, de alegria e de luz,

ampara as nossas famílias,

de modo muito especial as que estão mais fragilizadas,

pela doença, pela discórdia, pela morte de algum familiar,

pela falta de trabalho condigno,

que lhes daria segurança e paz.

Sejas para todos Estrela da Esperança que anima e conduz.

E que também hoje possamos levantar o olhar e o coração,

contemplando o Teu amor,

deixando-nos levar pela Tua mão,

e, como Tu, dizer SIM a Deus e ao irmão.

Sim, no serviço e na fidelidade a Jesus.

Sim, na dúvida e no cansaço que nos aflige.

Sim, quando nos falta o chão e a coragem

e a pedalada para caminhar.

E como Tu, Maria Imaculada,

saibamos resistir diante da Cruz,

com o coração despedaçado,

mas com o olhar a Jesus ligado,

de Quem nos vem a paz e a salvação.

Consagramo-nos como Filhos Teus,

toda a nossa vida, o trabalho e o lazer,

as angústias e as tristezas, as alegrias e as esperanças,

E que o nosso pão de cada dia, partilhado,

tenha o sabor do amor e da alegria, e da comunhão,

para que em cada Eucaristia e em cada encontro,

Contigo, ó Mãe, nos sintamos família.

Virgem Imaculada, nossa Rainha e Padroeira,

Senhora da Conceição,

concede-nos a dita, a Teus filhos em Tabuaço

e a quantos Te têm por Mãe,

de um dia Te encontrarmos, na felicidade eterna,

no reino do Teu amado Filho,

que com o Pai vive e reina na unidade do Espírito Santo.

Amém.





Festa de Nossa Senhora da Conceição - 8 de dezembro de 2013


A festa da Padroeira é, sem dúvida, o momento mais significativo para a comunidade paroquial de Tabuaço, congregando pessoas e instituições. Este ano teve a peculiaridade das Bodas de Prata do Monumento erigido em honra de Nossa Senhora da Conceição, sobre a Vila/Paróquia de Tabuaço. Ao longo de 9 dias a novena, tempo de reflexão, de oração, de encontro.

       No primeiro sábado da novena, o Compromisso dos Acólitos. No segundo sábado, véspera da Imaculada Conceição, a iniciativa do Sdpj Lamego, com a EAJ, "Mensageiros do Amor" - Preparação do Natal, para os jovens do Arciprestado de Moimenta, Sernancelhe, Tabuaço. A animação foi da responsabilidade dos Jovens sem fronteiras, com a presença do Pe. Pedro, que presidiria à Missa vespertina. À noite, o concerto de Oração com Claudine Pinheiro, num momento de rara beleza musical.

       O grande dia é o dia 8 de dezembro, com a solene Eucaristia e com a Procissão em honra de Nossa Senhora da Conceição, que este ano se deslocou à Fraga do Tostão, onde se encontra o Monumento, sobre a Vila e Paróquia de Tabuaço, local onde se renovou a Consagração a Nossa Senhora, seguindo-se a bênção de viaturas dos Bombeiros Tabuaço, que têm como Madrinha Nossa Senhora da Conceição. O pregador da novena e da solenidade foi o Pe. Jorge Henrique, contando, neste último e dia principal com a presença amistosa do Pe. João Morgado, que é também Pró Vigário Geral da Diocese de Lamego, e com o reverendo Pe. Ildo, Pároco de Chavães e de Arcos. Algumas imagens:

Para outras fotos visite a página da Paróquia de Tabuaço no facebooK

ou o nosso GOOGLE +





Há 25 anos, na Fraga do Tostão, Bênção do Monumento e Consagração a Nossa Senhora da Conceição


CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

:: 8 de dezembro de 1988 ::

       Virgem Maria, nossa Mãe, Senhora da Conceição e Padroeira de Portugal, para Vós elevamos os nossos olhos para vos saudar como Rainha dos Céus e da Terra.

       Com legítima alegria de Filhos, queremos exaltar a Vossa realeza e reconhecê-la como devida à excelência de todo o Vosso ser, verdadeira Mãe daquele que é Rei por direito próprio, por herança e por conquista.

       Rainha e Mãe, Senhora da Conceição, mostrai-nos o caminho da santidade, orientai-nos e acompanhai-nos para que nunca nos desviemos dele.

       Senhora da Conceição, abri os caminhos da Fé àqueles que ainda não conhecem o Vosso Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo.

       Senhora da Conceição, reinai na Santa Igreja que celebra a Vossa soberania e recorre a Vós como refúgio seguro nas adversidades do tempo.

       Senhora da Conceição, reinai na inteligência dos homens para que busquem somente a verdade.

       Reinai sobre as vontades para que façam unicamente o bem;

       Reinai nos corações para que amem sempre o que Vós mais;

       Reinai sobre as nações, sobre Portugal, suas cidades, vilas e aldeias;

       Reinai em Tabuaço, em todas as suas famílias e em cada um dos seus membros, neste fia em que, com fé, amor e gratidão, Vos exalta na inauguração deste monumento levantado em Vossa honra.

       Abençoai, deste altar, a nossa terra, o nosso concelho, estas serras e estes vales e a quantos que, ao perto ou ao longe, invocarem a Vossa proteção de Mãe, Rainha e Padroeira.

        Senhora da Conceição, deste local bendito, atendei as súplicas de quantos a Vós recorrerem e reconhecerem o Vosso reino de Misericórdia.

       Senhora da Conceição, que aqui toda a dor encontre consolação; toda a doença, remédio; toda a preocupação, serenidade e resposta de paz; que toda a lágrima encontre um sorriso; toda a dúvida, uma certeza e todo o infortúnio, uma bênção maternal.

       Senhora da Conceição, a Vós nos consagramos neste dia: velai por nós. Em Vós confiamos, protegei-nos. Sob o Vosso patrocínio, queremos realizar a jornada do nosso caminhar para a vida eterna. Guiai-nos.

       Senhora da Conceição, concedei aos Vosso filhos de Tabuaço e a quantos Vos reconhecem como Rainha, Mãe e Padroeira, a graça de um dia irem gozar convosco a plenitude da felicidade eterna, no Reino do Vosso Filho que vive na unidade do Espírito Santo por todo o sempre. Amém.

 Pe. Manuel Pinto Afonso, Pároco de Tabuaço

(Viveu de 18 de Dezembro de 1915 a 11 de setembro de 2011)





Compromisso de Acólitos 2013


Durante a NOVENA de preparação para a Festa da Padroeira, a Imaculada Conceição, o Compromisso dos Acólitos, dos que fazem parte e dos novos que integram o Grupo para ajudar, mais de perto, a solenização das celebrações litúrgicas, sobetudo a Eucaristia.

        Este ano o Compromisso foi firmado no segundo dia de novena, no sábado, dia 30 de novembro. Ficam algumas imagens deste momento importante (sobretudo) para a Mariana, a Margarida, o Guilherme, A Daniela Sofia, a Daniela Gonçalves e a Sofia Silva, e para toda a comunidade paroquial.

 Para outros fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook

ou o nosso GOOGLE +





Folha Dominical - Natal 2013




Documento para download: Solenidade de NATAL 2013 espao pastoral.pdf



Festa do Acolhimento e Magusto


No dia 9 de novembro, na proximidade do São Martinho, na nossa paróquia, antecipando este dia comemorativo, realizámos o Magusto, mais orientado para a catequese, mas aberto a toda a comunidade cristã. Antes do Magusto a primeira festa de catequese, a Festa do Acolhimento aos meninos do primeiro ano de catequese.

       É uma festa muito simples, dentro da Eucaristia vespertina, com crianças, sublinhando precisamente o ACOLHIMENTO que lhes queremos dar, como comunidade, começando por saber quem são. Par eles certamente, foi uma oportunidade de festejar a sua entrada na catequese e uma participação mais ativa na celebração da Eucaristia.

       Algumas fotos desta jornada catequética:

Para mais fotos poderá visitar a página da

Paróquia de Tabuaço no Facebook,

ou no GOOGLE +




DIOCESE de LAMEGO: Sínodo para a Família: recolha de dados


O Sr. D. António Couto, Bispo da Diocese de Lamego, na sequência do pedido feito pela Santa Sé, de colocar aos fiéis um conjunto de quesitos, relativo à família, cujas respostas sirvam de base aos trabalhos do III Sínodo Extraordinário de Bispos, a realizar durante o mês de Outubro de 2014, convoca todos os sacerdotes, religiosos e leigos para darem o seu contributo, na medida das possibilidades de cada um.

Nesse sentido, a Diocese disponibiliza, quer através dos Arciprestados, quer através deste site da Diocese, o Documento preparatório para o Sínodo, onde constam os quesitos, pedindo a todos que contribuam ativamente para que as finalidades desta consulta possam ser atingidas.

As respostas devem ser enviadas até ao final da primeira semana de Dezembro:

a) Por correio normal, para: Pe. João Carlos Costa Morgado, Paço Episcopal, Rua das Cortes, 2, 5100-132 Lamego;

b) Ou por correio eletrónico: Endereço de e-mail (carregar no link)

As respostas aos quesitos "permitem às Igrejas particulares participar ativamente na preparação do Sínodo Extraordinário, que tem a finalidade de anunciar o Evangelho nos atuais desafios pastorais a respeito da família."

 

c) Para os paroquianos deste espaço pastoral (Tabuaço, Távora, Pinheiros e carrazedo), ou para toda a Zona Pastoral (Concelho) de Tabuaço poderão enviar as respostas para um dos endereços de email ou para a morada constante nos CONTACTOS: AQUI.

 

FONTE: página da DIOCESE DE LAMEGO.

 

O DOCUMENTO Preparatório, onde estão elenquadas as questões, está disponível na página da Diocese de Lamego, ou na Agência Ecclesia,  ou abaixo, fazendo download.

 

A DIOCESE DE LISBOA disponibiliza a resposta ao QUESTIONÁRIO de forma online: AQUI. É mais um meio para envolver, para ajudar a responder.



Documento para download: Sinodo2014Lamego.pdf



Avalanches da Fé na paróquia de Tabuaço - 12 de outubro


No passado dia 12 de outubro, realizaram-se as Avalanches da Fé na Paróquia de Tabuaço. As vindimas e a apanha da maça dificultou a presença de mais jovens. De qualquer forma, com alegria e entusiasmo, juntaram-se jovens de Tabuaço e jovens que acompanharam o Pe. Giroto e o Pe. Ricardo, responsável pela Juventude no Arciprestado de Moimenta, Sernancelhe e Tabuaço. Aos jovens agregaram-se alguns adultos.

       Pelas 9h00, a oração da manhã e o envio. Pelas 13h00, o almoço. A Eucaristia, juntamente com as crianças da catequese, pelas 17h00, com a animação coral dos jovens. O dia de festa terminou com um lanche conjunto com os jovens das avalanches e com os meninos da catequese, pais e catequitas. Disponibilizamos algumas imagens deste dia:

Para outras fotos visite a Paróquia de Tabuaço no facebook




Início da Catequese Paroquial 2013/2014


No passado dia 12 de outubro, em dia de AVALANCHES da FÉ na paróquia de Tabuaço, o início do ANO CATEQUÉTICO. Como em anos anteriores, um momento conjunto com os meninos/meninas da catequese, alguns pais, sobretudo do primeiro ano, catequistas. Segiu-se a clebração da Eucaristia, animada pelos jovens das avalanches.

       Depois da Eucaristia, um outro momento, também importante, para maior proximidade de crianças, catequistas e pais, lanche, ainda com a presença dos jovens das Avalanches. Algumas das imagens disponíveis:

(1.º ano de catequese)

(2.º ano de catequese)

(3.º ano de catequse)

 

(4.º ano de catequese)

(5.º ano de catequese)

(6.º ano de catequese)

(7.º ano de catequese)

(8.º ano de catequese)

(catequistas e pároco)

(pais)

Para mais fotos, visitar o perfil da Paróquia de Tabuaço no facebook




Boletim Paroquial Voz Jovem - setembro 2013


O Boletim da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, Voz Jovem, está de regresso. Tirou férias em agosto, mas regressa ao trabalho, informação e formação, divulgação de atividades pastorais, de celebrações, realizadas ou a realizar, notícias e textos de reflexão, sugestões e desafios. Neste número de setembro destaque para a primeira página inteiramente dedicada ao LEMA pastoral para a DIOCESE de LAMEGO para o Ano Pastoral 2013/2014. Na segunda página, e como editorial, texto de enquadramento do tema - Ide e fazei discípulos (Mt 28,19) -, enquanto se aguarda pela CARTA PASTORAL do nosso Bispo, D. António Couto. Refira-se que no dia 5 de outubro realizar-se-á, no Seminário Maior de Lamego, a Assembleia do Clero, oportunidade para assumir diretizes, dar sugestões pastorais, envolver-se com os desafios da Diocese e da Igreja, e ao mesmo tempo com o fito de preparar o Encerramento do Ano da Fé, para o próximo dia 24 de novembro, solenidade de Cristo Rei e na nossa Diocese, Dia da Igreja Diocesana.

       Outro tema em destaque são as AVALANCHES DA FÉ, atividade sugerida por D. António, acerca de um ano, e para se realizar durante o Ano da Fé, o objetivo era/é percorrer todo o chão da Diocese de Lamego, bater a todas as portas, levar Jesus Cristo, a alegria do Evangelho, dar um sorriso, um abraço, uma palavra amiga, interpelar as pessoas para a dimensão da fé. Com a responsabilidade maior do SDPJ de Lamego e dos jovens mas alargadas a todas as pessoas que queiram participar. Neste número texto/reflexão sobre as avalanches e imagens das que foram realizadas no Arciprestado de Moimenta da Beira, Sernancelhe, Tabuaço, e nas quais participaram jovens de Tabuaço.

       Na última página, a reflexão bíblica, com a figura de José do Egipto, as informações habituais, e um pedaço da reflexão do Papa Francisco, numa das últimas Audiências Gerais, das quarta-feiras, onde compara a Igreja às Mães, convidando a frequentarmos a Universidade das Mães.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Festa e Romaria de Santa Eufémia de Pinheiros


O dia 16 de setembro é o mais marcante para a comunidade paroquial de Pinheiros, Festa da Padroeira, Santa Eufémia. É uma data para os paroquianos e devotos de Santa Eufémia. Todos os que se encontram fora, Porto, Lisboa, Andorra, Angola, Macau, Suiça, França ou em outras paragens, fazem todo o esforço por estar presentes nesta ocasião. Só compromissos de maior impedem a participação na festa e romaria. A maior do Concelho de Tabuaço.

 

       Considerada a última festa (popular) de Tabuaço, aqui acorre uma multidão de pessoas, para coroar o tempo de festas, para honrar Santa Eufémia, para cumprir promessas, para rezar, suplicar, colocar novos pedidos diante de Santa Eufémia, para agradecer os benefícios por intercessão de Santa Eufémia.

       A partir do dia 7 de setembro, a NOVENA de preparação, com momentos diversos, recitação do Terço em honra de Nossa Senhora, celebração da Santa Missa, em honra de Santa Eufémia, e pelos que entretanto já partiram, no domingo, e este ano foram dois, a exposição e bênção do Santíssimo Sacramento, já que a Eucaristia se mantém no horário habitual, no final da manhã.

       No dia 14, sábado, e pela primeira vez, Procissão das Velas, em honra de Nossa Senhora do Rosário, Padroeira primitiva da paróquia.

       Mas o dia maior é mesmo o dia 16. Logo pela manhã, 8h00, a celebração da Missa matutina, para cozinheiros/as e outros que estarão ocupados durante a solene Eucaristia. Logo depois tempo dedicado ao Sacramento da Reconciliação. E são sempre tantas as pessoas que se confessam neste dia. Para algumas faz parte da promessa de se confessarem e participarem na Santa Missa.

       O facto deste ano ser numa segunda-feira, afastou alguns da festa e romaria, por se encontrarem na apanha da Maça, gentes de Armamar, por exemplo, ou já nas vindimas. Mas os romeiros são mais que muitos e o largo de Santa Eufémia preenche-se de pessoas vindas das paróquias vizinhas, dos concelhos de Tabuaço, em maioria, de Armamar e de Moimenta da Beira. A hora da Missa é a mais sagrada. E a pessoas cumprem com grande generosidade e em grande silêncio. Nem o calor as afasta.

       Este ano o pregador foi o Pe. Manuel João, sacerdote há dois anos, e natural de Penedono, precisamente onde existe um Santuário dedicado a Santa Eufémia. Esta ligação, só por si, já diz muito da devoção a Santa Eufémia por esta região. Contamos também com a presença amiga e prestável do Pe. Jorge Giroto, pregador em 2011.

       Depois da Missa, da Pregação, evocando a firmeza e fidelidade de Santa Eufémia e o desafio a vivermos testemunhando Jesus Cristo, a magestosa procissão com as 9 imagens dos Santos à veneração em Pinheiros: São Sebastião, Padroeiro da Diocese de Lamego, Santo António, Menino Jesus, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora do Rosário, Sagrado Coração de Jesus, São José, Santa Bárbara e Santa Eufémia. Este ano, outra novidade, os andores foram enfeitados com flores e já não com os tradicionais panos coloridos. A beleza honra-nos e sobretudo como homenagem aos santos evocados através das Imagens.

       No dia 17 de setembro a festa continua, mais reservada, mais familiar, maioritariamente para os pinheirenses. Se na véspera estiveram, muitos deles, concentrados em acolher/atender aos romeiros, neste segundo dia de festa, em Honra de Santa Bárbara, podem participar de forma mais descontraída. Inicia-se a Procissão, da Igreja para a Capela de Santa Bárbara, onde é celebrada a Eucaristia, com a pregação, seguindo a Procissão até à Igreja Paroquial.

       O mais também é muito importante, comes e bebes, o convívio, a música e a dança, os minutos em família, esteeitanto laços, amizades, vivendo a vida.

       Para o ano há mais, se Deus quiser. Em todo o caso, todo o ano há romeiros devotos de Santa Eufémia, que se deslocam a Pinheiros para cumprir promessas, agradecer a sua intercessão, ou fazer pedidos.

Para visualizar outras fotos visite o perfil da Paróquia de Pinheiros no facebook.




Boletim Paroquial de Santa Eufémia - n.º 3


Em vésperas da grande Festa e Romaria, em honra de Santa Eufémias, disponível o Boletim Paroquial, na sua terceira edição priviligiando a imagem, aina que a importância dos textos esteja evidente, sublinhando alguns momentos da comunidade paroquial. No registo fotográfico, salienta-se, obrigatoriamente a Festa de Santa Eufémia. Ao nível dos textos, a festa do Emigrante, testemunho de um emigrante (Tony) em Angola, a festa da Páscoa e a Visita Pascal, a participação nas festas concelhias.

       Em Pinheiros, o Boletim será distribuído nestes dias de festas. Quem desejar lê-lo ou espreitar as suas páginas poderá fazer o download, em PDF:



Documento para download: Santa_Eufmia_2013.pdf



Boletim Paroquial Voz Jovem - julho 2013


Já no ambiente mais descontraído das festas, aí está a edição de julho do Boletim Paroquial Voz Jovem. Este número é dedicada à celebração do Sacramento da Confirmação, no passado dia 6 de julho, com a presença do Sr. Bispo D. António Couto, crismando 17 jovens da comunidade, que juntou dois grupos que frquentaram o 10.º ano de catequese, nos anos pastorais de 2011/2012 e 2012/2013.

       Para lá da notícia desenvolvida pelas catequistas, algumas fotos da celebração. Na página três duas questões colocadas por crianças ao Papa Bento XVI, e que fazem parte de um conjunto maior (pode ser lido na íntegra AQUI), sobre a comunhão e sobre a confissão.

       Na última página o editorial, com a assinatura do pároco, e o olhar de um jovem, que continua a apresentar a vida de José do Egipto, bem como outra informação paroquial.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





E ainda a celebração do Sacramento da Confirmação


Celebração do Sacramento da Confirmação, na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, Tabuaço, no dia 6 de julho de 2013, sob a presidência de D. António José da Rocha Couto, Bispo de Lamego, na Igreja Paroquial de Tabuaço.

Imagens da celebração, em formato de diaporama/vídeo, com o belíssimo cântico GRÃO DE TRIGO, interpretado por Isabel Cardoso:





Celebração do Sacramento da Confirmação - 6 de julho de 2013


No passado sábado, 6 de julho, a celebração do Sacramento da Confirmação. Os dois últimos anos a terminarem o ciclo de 10 anos de catequese, num total de 17 jovens adolescentes, a que se juntou um jovem proposto por uma das paróquias vizinhas.

       Depois de 10 anos de catequese, e uma preparação mais intensiva nas últimas semanas, com um tempo de pregação, para os jovens e para a comunidade paroquial, eis chegado do dia da celebração. Numa tarde quente, não faltou o acolhimento caloroso ao Sr. Bispo D. António Couto, a comunhão alegre com os jovens crismandos, e agora crismados.

       Deixamos algumas das imagens desta celebração.

Outras fotos da Paróquia de Tabuaço, no FACEBOOK ou no GOOGLE +






Encontro de D. António com os Crismandos


Na véspera da celebração do Sacramento da Confirmação, o Sr. Bispo, D. António, acompanhado pelo Sr. Vigário-Geral, Mons. Joaquim Dias Rebelo, encontrou-se com os 17 jovens adolescentes, suas catequistas, pároco, para um momento de reflexão/aproximação.

       Oportunidade para D. António conhecer os Crismandos, e para este se sentirem mais próximos e à vontade com o Pastor da Diocese de Lamego.

       Oração inicial, trocas das primeiras palavras, e a primeiro sugestão: leitura da unção de David - 1 Samuel 16. Deus envia Samuel a Jessé de Belém. Jessé tem vários filhos. Samuel manda que lhe apresentem um a um, os filhos, a começar pelo mais velho. Desfilam diante de Samuel os filhos de Jessé, mas nenhum, nem o mais velho, cuja belo aspeto impressiona, nem os outros são os escolhidos. 7 filhos e nenhum é o escolhido de Deus. Deus vai respondendo a Samuel - não te deixes impressionar pelo aspeto. "O homem vê as aparências, mas o SENHOR olha o coração". Samuel vendo que nenhum daqueles fora o escolhido por Deus pergunta a Jessé se tem mais filhos. Jessé lembra-se que ainda tem um garoto, David, a guardar o rebanho. É precisamente aquele, que quase não conta, que Deus escolhe para ungir como Rei,

       D. António centrou a sua reflexão nesta passagem da Bíblia, dizendo que Deus não olha à aparência. Se fosse hoje talvez não escolhesse os que têm as suas caras em cartazes mas talvez alguém que ninguém estivesse à espera. Deus olha ao coração.

       Sobre a unção, o gesto... que aponta para o coração. Naquele tempo, e no Oriente, a unção é abundante, sobre a pessoa, com a esperança que o óleo penetre até ao coração. Jesus é o Ungido/Cristo/Messias. Os 17 jovens são ser ungidos. São outros Cristo(s). Então, se são Cristo, têm que agir como Ele, com amor, atendendo aos mais frágeis.

       Outro dos aspetos sublinhados e relacionando com a Confirmação, a imposição das mãos, invocando o Espírito Santo. Mãos sobre a assembleia, sinal de bênção, como Deus. As mãos estendidas não tem nada, assim Deus, não tem nada, dá tudo. As mãos abertas e viradas para baixo, não sustentam nada. Também as de Jesus Cristo, estendido na Cruz, de mãos abertas, cravadas, tudo é dado.

       Quem recebe, tem as mãos estendidas, viradas para cima, abertas, recebem e distribuem. O pecado é quando alguém fecha as mãos, querendo apenas para si, como Eva no paraíso, agarra o fruto e reserva-o para si e para o homem. Usurpa o DOM.

       Na parte final, uma pequena estória. Deus criou a pomba. No primeiro dia, pouco depois de pousar no chã, veio um gato, mais forte, e deixou-a de rastos. Então a pomba foi ter com Deus e disse-lhe: como é que pode ser uma coisa destas, a mim deste-me duas patas, fininhas, frágeis e ao gato, mais forte, e com quatro belas patas, assim não pode ser, ele dá cabo de mim. Então Deus colocou-lhe duas asas. A pomba, satisfeita da vida, lá andava toda contente. Vem o gato e de novo a deixa em frangalhos. De novo a pomba vai ter com Deus e protesta: já não bastava duas pequenas patas, franzinas, e ainda que puseste mais peso em cima, assim não me posso quase mexer, o gato dá cabo de mim. Deus respondeu-lhe: estúpida pomba (ingénua), eu não te dei as asas para te pesarem mas para suportarem o teu peso. Nesta belíssima imagem, o convite de D. António aos jovens para se voem, alegres, com Jesus Cristo, ungidos pelo Espírito, no coração, não desistam de voar...





Preparação comunitária para a Confirmação


A celebração do Sacramento da Confirmação, sacramento do compromisso cristão, da maturidade da fé, do Espírito Santo, é DOM e benefício para aqueles que o celebram, mas também Dom, benefício e compromisso para a comunidade paroquial, neste caso, da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, de Tabuaço.

      No tempo em que muitas pessoas já se encontram em férias, pelo calendário ou pela disposição distendida, dedicamos a semana para uma preparação mais comunitária, com a presença do reverendo Pe. Diamantino Alvaíde, para nos ajudar a refletir, na terça, quarta, quinta e sexta-feira.

       Nas suas intervenções, o Pe. Diamantino valorizou a escuta e proclamação da Palavra de Deus.

       No dia 2 de julho, terça-feira, seguindo o Evangelho (Mt 8, 23-27), no qual é relatado a presença dos apóstolos num barco, e cuja tempestade marítima os faz acordar Jesus, o pregador comparou o grupo dos crismandos e da comunidade paroquial de Tabuaço (como toda a Igreja), a um barco. Uns e outros vamos no barco. Uns mais à frente, a bombordo ou a estibordo, uns a espreguiçar outros ao leme, mas todos beneficiarão do que os outros fizerem. Se o barco oscila muito, todos oscilam, se vai calmo, todos vão serenos. Se quem o guia acelerar ou desacelerar, ou procurado viragens bruscas, ou se distrair e o deixar embater em alguma rocha, ou encalhar, todos serão afetados. Nesta mesma imagem, a possibilidade de sermos mar, agitado e que provoca a instabilidade do barco, ou generosidade para que o barco vá mais sereno. Importante saber que Jesus também vai no nosso barco.

       No dia 3 de julho, quarta-feira, festa do Apóstolo São Tomé, o padre pregador comparou a comunidade e a Igreja a uma casa de portas e janelas abertas, onde entra quem quer, e sai quem quer. Quem passa vê o que se passa no interior e quem está dentro vê o que se passa no exterior. A casa onde se encontravam os apóstolos, depois da morte de Jesus, está de trancas à porta. Janelas e portas estão fechadas. Não é possível entrar nesta casa. E, no entanto, Jesus Cristo entra em casa. Ele está no meio dos Seus discípulos, dentro de casa. Tomé está fora. Ele não está em casa com os outros. Quando entra em casa, ele continua fora, pois não acredita se não tiver mais provas. Como nós, podemos estar em casa e e continuarmos fora. E Tomé, dentro de casa, poderia ficar fora se não tivesse encontrado Jesus. Também assim connosco, é necessário encontrar Jesus.

       No dia 4, quinta-feira, o Pe. Diamantino, partindo do Evangelho (Mt 9, 1-8) - cura do paralítico, comparou a Igreja, a comunidade paroquial à enxerga, com a qual aquele homem foi conduzido até Jesus. Do mesmo modo, a comunidade crente nos há de levar a Jesus. Ela nos ajuda a ver Jesus, a encontrar Jesus, a deixarmo-nos curar por Jesus. Como a enxerga que serviu para levar aquele homem, como servia para transportar os cestos das uvas ou outros carregos, assim também nós como comunidade crente deveremos ajudar-nos mutuamente, para que a nossa vida tenha mais sentido, e a  nossa fé nos permita sentir-no mais próximos de Deus e dos irmãos. Abraão (primeira Leitura) confiou de tal maneira em Deus que Lhe confiou o Seu filho. Nós podemos confiar. Em comunidade encontraremos Jesus, encontraremos a cura. Todos somos importantes, cada um nas suas circunstâncias...

       No dia 5, sexta-feira, Vigília de Oração, o Pe. Diamantino colocou a todos a seguinte questão: na nossa vida o que é mais importante, o visível ou o invisível? O mais importante é o invisível, o amor, a alegria, a bondade, a amizade. O Espírito Santo é o Deus Invisível que age no mundo e na Igreja, e naqueles que vão ser confirmados na fé. As diversas imagens do Espírito - pomba, línguas de fogo, sopro, vento, óleo - aponta para uma realidade que não se descreve. É o Espírito que está na barca, que abre as portas da Igreja, qual enxerga que nos atrai para Deus. Outro fruto do Espírito a alegria que todos devemos comunicar...





Boletim Paroquial Voz Jovem - junho 2013


"Iniciávamos este mês com a Solenidade do Corpo e Sangue de Jesus Cristo, e com a Primeira Comunhão dos meninos do 3.º ano de catequese, reconhecendo que a oferenda de Jesus evidencia a totalidade, a plenitude do amor de Deus por nós. Deus ama-nos até ao último sopro, até à última gota de sangue. Ele faz de nós a Sua herança, a terra que vem habitar" (Editorial).

       Nas mãos, ou nesta realidade virtual e globalizante, o Boletim Voz Jovem de junho. Este mês, coomo referido neste pedaço de editorial, torna presente as celebrações mais importantes para a Igreja e, em particular, para a comunidade paroquial de Tabuaço. Destaque neste número para a Primeira Comunhão, celebrada na Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo (Corpo de Deus), no dia 2 de junho (tendo passado a celebração de quinta para domingo, em virtude sa supressão do feriado do Corpo de Deus). Outros temas que enformam o boletim: a Peregrinação Nacional das Crianças a Fátima, ainda Profissão de Fé, o encerramento da catequese,  e outras informações para a comunidade.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Festa de São João Batista - Padroeiro do Município de Tabuaço


A solenidade do nascimento de São João Batista reveste-se de festa em Tabuaço, sendo o padroeiro do Município (e padroeiro de uma das paróquias deste concelho, a de Távora). No que à parte religiosa, a celebração da Eucaristia e a Procissão por algumas das ruas da vila de Tabuaço.

       Presidida pelo pároco, a Eucaristia contou com a presença do Pe. Bráulio Félix, Pe. António Jorge Giroto, que formam equipa sacerdotal em Alvite e Leomil, e Pe. Luís António, pároco de Sendim, Paradela e Granjinha.

       Na pregação, a cabo do Pe. Bráulio, oportunidade para nos fixarmos na figura de João Batista, o Precursor, que nos faz descobrir a presença do Filho de Deus, como um tesouro. Numa pequena estória, o pregador fez-nos compreender a riqueza do encontro com Jesus Cristo a alegria experimentada que se converte em testemunho. O patrão pediu ao seu servo para vender um anel, com a condição de não o vender por menos de uma moeda de ouro. O servo procurou então vender o anel a vários comerciantes. Uns davam um punhado de moedas de prata, outros davam o correspondente a meia moeda de ouro. Foi o melhor que conseguiu. A exigência do seu senhor fê-lo regressar a casa com o anel por vender. Muito triste, pensando que poderia ficar sem o seu emprego, entregou o anel, desculpando-se com a crise e com o facto de ninguém querer ficar com o anel por um valor tão elevado. Então o patrão disse ao seu servo: foste ao menos avaliar o preço do anel? Como não tinha avaliado o anel, a nova ordem do patrão foi que fosse ao ourives avaliar o valor do anel, mas só isso, e depois voltasse com o anel. O ouvires sopesou o anel, olhou uma e outra vez, observou com muita atenção e pensado que era uma anel para vender, disse ao servo: Sabe, como estamos em tempo de crise, eu só posso pagar 60 moedas de ouro. O quê? Uma fortuna. Como foi possível que tivesse andado com um anel tão valioso e não se tivesse apercebido do seu enorme valor. São João Batista ajuda a perceber a presença de Jesus e salta de alegria no seio de sua Mãe, quando Isabel ouve a voz de saudação da Virgem Maria. Que também nós nos deixemos tocar por Jesus Cristo experimentar a mesma alegria de João Batista, para que também nós nos tornemos verdadeiras testemunhas...

       A procissão, como em anos anteriores, contou com as imagens dos santos padroeiros das diferentes freguesias/paróquias do Concelho de Tabuaço.

       Algumas imagens que ilustram a Festa de São João Batista:

Para visualizar todas as fotos que temos,

visitar o perfil da página da Paróquia de Tabuaço: AQUI.





Encerramento da catequese - 15 de junho de 2013


De uma forma simples e descontraída, o encerramento da catequese da comunidade paroquial de Nossa Senhora da Conceição. Primeiro, no Centro Paroquial, momento de encontro e convívio. Depois, a celebração da Eucaristia, ofertório com símbolos da cada ano... Ficam algumas imagens...

Para outras imagens visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook

ou no perfil Google+





10 de junho: Peregrinação Nacional das Crianças a Fátima


Todos os anos, a 9 e 10 de junho, se realiza a Peregrinação Nacional das Crianças a Fátima. Em 2011 fizemos uma primeira experiência, com todo o espaço pastoral, que correu muito bem para as crianças que foram, embora nos faltasse a experiência mínima para estar de forma organizada nos vários momentos celebrativos. Este ano voltamos, no dia 10, com a catequese paroquial de Tabuaço. Fomos menos, com menores preocupações. Da Diocese de Lamego, e contabilizado pelo responsável diocesano da catequese, estaríamos acima de 300 pessoas... Deste momento ficam algumas imagens, da viagem, na celebração eucarística, na presença na Basílica da Santíssima Trindade, no recinto do Santuário...

Para outras fotos visitar o perfil da página da Paróquia de Tabuaço no facebook.





Escola de Fé - Creio na Santa Igreja - Pe. João Carlos


Procuramos responder à iniciativa do nosso Bispo, D. António, de formar nos Arciprestados, nas zonas pastorais e/ou nas paróquias, escolas de vivência da Fé, dedicando tempo e espaço à formação de adultos, ao aprofundamento da da fé, da mensagem de Jesus Cristo, num propósito que deverá ser de todas as dioceses do país, resultado também do pedido dos leigos aquando do inquérito sobre a pastoral da Igreja em Portugal.

       Na passada sexta-feira, 7 de junho, solenidade do Sagrado Coração de Jesus, tivemos entre nós o Pe. João Carlos para abordar mais um elemento do Credo, da nossa identidade cristã-católica. Desta feita, na Igreja Paroquial. O Pe. João Carlos, servindo-se de um diaporama sobre a Constituição Dogmática Lumen Gentium, exarado do Concílio Vaticano II, aprofundou o tema da Igreja, do compromisso eclesial de todos os cristãos, sublinhando o papel dos leigos, dentro e fora da Igreja, a abertura da igreja para outros credos, e para as realidades circundantes. Durante a reflexão foi deixando um testemunho pessoal da forma de viver a fé em diferentes realidades.

       Sobre a Igreja, a abertura da mesma para outras confissões religiosas e para outras religiões. Além disso, sublinhando também o lugar dos santos, a quem devemos chatear. A Igreja não os adora, mas se estão mais perto de Deus, também a sua intercessão está mais próxima. Olhando a partir das três portas que estão na fachada da Sé Catedral de Lamego, a concepção da Igreja "tripartida", porta de entrada no Céu, com os santos, porta da Igreja peregrina, por onde entramos e caminhamos, e a Igreja em purgatório.

       Algumas fotos de mais uma sessão da Escola de Fé:

Para outras fotos da Escola de Fé, visite a página:




Solenidade do Corpo de Deus - Primeira Comunhão 2013


Na paróquia de Nossa Senhora da Conceição, a solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Jesus Cristo (Corpo de Deus) é o dia escolhido para a celebração da Primeira Comunhão.

       Este ano a solenidade, pela dinâmica governativa, passou para o DOMINGO, seguinte à quinta-feira do Corpo de Deus.

       À hora marcada, lá estava as 9 crianças e os seus familiares para viver um acontecimento intenso, de alegria, festa, partilha, renovando a fé, firmando propósitos. Para os próprios, mas certamente uma ocasião para que outros familiares e amigos desfrutassem de uma momento de oração, fervor, paz, vivência da fé em Cristo Jesus, que no pão e no vinho consagrados que oferece e nos oferece ao Pai.

Este ano, além da Primeira Comunhão, também a celebração do batizado da Adriana, enriquecendo a já riquíssima celebração.

       O momento mais aguardado é sempre o da COMUNHÃO propriamente dito. Este ano não foi exceção. Alegres, talvez um pouco ansiosas, lá foram as nossas crianças.

       Depois da Eucaristia, a Procissão do Santíssimo Sacramento, por algumas das ruas da nossa vila e paróquia. No regresso, tempo para adoração e bênção do Santíssimo e com uma dedicatória e oração mariana. Diante do altar de Nossa Senhora de Fátima, os meninos ofereceram uma flor. Ficam algumas destas imagens que ilustram este DIA tão festivo, marcante para os meninos mas também para pais, familiares, amigos.

 

Meninos da Primeira Comunhão:

Fábio (Paróquia de Carrazedo); Diogo Miguel; Diogo Azevedo; Lara Sofia; Nicole Pina; Diana Catalino; Alexandra; Joana, Adriana.

 

Outras imagens, no perfil da página da





Festa da Vida - 8.º ano de catequese - 2013


1 de junho, na Eucaristia vespertina, mais uma festa da catequese. Vamos avançando nos grupos de catequese, desta feita a Festa da Vida, dos jovens adolescentes do 8.º ano da Catequese. Cada ano é assinalado num dimensão da vida e da fé. Desta feita o sublinhado, a própria VIDA, como dom, como oferenda de Jesus Cristo, que dá a Sua Vida a nosso favor, para redenção de todos. A oferenda de Jesus é um desafio para nós: Ele diz-nos que no dar a vida, ganhamos a Vida em abundância.

       A idade dos nossos adolescentes já lhes permite ir fazendo e afirmando compromissos, em sociedade como na Igreja, cuja lógica é sempre colocar os talentos a render, sabendo que só desta forma se multiplicam e se realizam. Talentos escondidos é como se não existissem, não fazem bem aos outros, nem aos próprios.

       Algumas imagens da celebração:

Outras fotos da Festa da Vida e das Festas da Catequese 2012/2013: AQUI.




Festa da Visitação de Nossa Senhora e encerramento do mês de Maria


Estamos no fim de maio, o mês de Maria, o mês do coração. E o mês termina com a festa da Visitação de Nossa Senhora à Sua prima santa Isabel, aliás, o segundo mistério do Rosário. Deixamos as seguintes pistas de reflexão:
 
       1 – Chegamos ao final do mês de Maria, não com a consciência de dever cumprido, pois estamos sempre a caminho, e é a caminhar que que Deus nos encontra, mas como página que quisemos pintar com a oração, com o encontro, sintonizando-nos uns com os outros, em Jesus Cristo, sob o olhar e a intercessão de Maria santíssima.
       Trouxemos à oração mariana a nossa vida, como deve ser, com alegrias que nos motivam agradecimento, louvor, com preocupações que percorrem os nossos dias, tristezas e dúvidas, unimo-nos à Igreja, rezamos pelo mundo e pela paz, suplicamos pelos nossos familiares, sobretudo aqueles que no presente nos suscitam mais cuidados, e pelas pessoas que se encontram em situação mais frágil.
       Iniciámos o mês com a festa de São José operário, um homem justo, trabalhador, discreto, que toma a seu cargo a missão de ser a Casa de Maria e de Jesus. Belo testemunho de vida e de fé!
       A meio do mês, a celebração da festa de Nossa Senhora de Fátima, com a Procissão das Velas, que traz muitos corações ao Coração de Maria, e com o dia 13, a comemoração da primeira aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos, em Fátima, mostrando que o Céu está perto de nós, só precisamos de fazer o nosso caminho de conversão, oração, empenho.
       Peregrinamos também ao Sabroso, onde a história da fé erigiu um templo em honra de Maria, convidando a sair da nossa comodidade para nos darmos aos outros.
       E terminámos o mês com o belíssimo e significativo episódio da Visitação de Maria à Sua prima Santa Isabel.
 
       2 – A liturgia da palavra remete-nos para a confiança em Deus, nosso Salvador. Ainda que o mundo inteiro desmorone, Deus não nos abandona. Por maiores que sejam as nuvens, para lá da escuridão é possível que encontremos Deus a velar por nós: “Não temas, Sião, não desfaleçam as tuas mãos. O Senhor teu Deus está no meio de ti, como poderoso salvador. Por causa de ti, Ele enche-Se de júbilo, renova-te com o seu amor, exulta de alegria por tua causa, como nos dias de festa”.
       Por outro lado, a caridade como fruto da graça santificante de Deus. Diz-nos São Paulo: "Seja a vossa caridade sem fingimento. Detestai o mal e aderi ao bem. Amai-vos uns aos outros com amor fraterno; rivalizai uns com os outros na estima recíproca. Não sejais indolentes no zelo, mas fervorosos no espírito; dedicai-vos ao serviço do Senhor. Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação, perseverantes na oração. Acudi com a vossa parte às necessidades dos cristãos; praticai generosamente a hospitalidade..."
       Fortalecidos pelo Espírito Santo caminhemos na caridade ao encontro dos outros.
 
       3 – No evangelho, o relato da Visitação:
“Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se apressadamente para a montanha, em direção a uma cidade de Judá… Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?»… Maria disse então: «A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador. Porque pôs os olhos na humildade da sua serva: de hoje em diante me chamarão bem-aventurada todas as gerações. O Todo-poderoso fez em mim maravilhas, Santo é o seu nome”.
       São Lucas deixa-nos alguns dados precisos. Maria vai apressadamente para a Montanha. A pressa das palavras deve dar lugar à pressa da caridade. A rivalidade, como lembra São Paulo, seja no serviço, na atenção ao outro, na caridade.
       Encontro, no seio materno, de João Batista e de Jesus. Ambos gerados por ação de Deus, envolvidos no mistério divino, ainda que a missão e as circunstâncias sejam distintas. A alegria é uma característica fundamental no nosso encontro com Jesus Salvador. Como nos sentimos por nos sabermos salvos por Jesus? É diferente a nossa vida por termos Jesus na nossa vida?
        Papel preponderante de Maria na vida de Jesus, e futuramente na comunidade cristã. Ela é a eleita do Senhor, a cheia de Graça, escolhida para ser a Mãe do Filho do Altíssimo. É bem-aventurada porque acreditou em tudo o que o Senhor lhe comunicou. Isabel deixou-se contagiar com a PRESENÇA de Deus em Maria. E nós, cristãos, de que forma nos deixamos contagiar por Jesus, pela Sua palavra, pelos seus sacramentos, pelas pessoas que Ele coloca ao nosso lado?

Pe. Manuel Gonçalves

Textos para a Eucaristia: Sof 3, 14-18; Rom 12, 9-16b; Lc 1, 39-56.





Boletim Paroquial Voz Jovem - maio 2013


Edição de maio do Boletim Paroquial Voz Jovem, está pronto para entrega, em papel ou nesta rede. Este número tem dois temas maiores: a Jornada Diocesana da Juventude e a Profissão de Fé, das crianças/adolescentes do 6.º ano de Catequese. Uma parte preenchido com fotografias, outra com o desenvolvimento destas atividades pastorais. Outros assuntos: Olhar de um jovem, sobre a figura bíblia José do Egipto, e informações várias à comunidade paroquial, anunciando a Peregrinação Nacional das Crianças da Catequese a Fátima, as Festas da Catequese, Corpo de Deus e Primeira Comunhão, Escola da Fé, com o Pe. João Carlos, os donativos que vêm a ser recebidos para o pagamento do empréstimo bancário.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Profissão de Fé 2013 - Solenidade de Pentecostes


Solenidade de Pentecostes e celebração da Profissão de Fé dos meninos do 6.º Ano Catequese. Nos últimos anos, para dar mais relevo a grande festa do Pentecostes, temos feito coincidir a Profissão de Fé, pois é no Espírito Santo que professamos a fé em Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. É no Espírito Santo que nascemos como cristãos e formamos Igreja.

       O dia 19 de maio de 2013 fica marcado de forma especial para a Mariana Lemos, Mariana Seixas, Margarida, Guilherme, Neuza, Sofia, Daniela Correia, Daniela Gonçalves, Rita Ferreira, e para as suas famílias, sendo sempre uma celebração envolvente da comunidade paroquial. Algumas imagens desta belíssima festa.

Para outras fotos disponíveis, na página da Paróquia de Tabuaço no facebook,

ou no Google +





Festa das Bem-aventuranças 2013


Os jovens adolescentes do 7.º ano de catequese celebraram a sua Festa de Catequese, as Bem-aventuranças, no passado dia 11 de maio, sábado, durante a celebração da Eucaristia.

       No momento de ação de graças, tempo para um gesto espcífico. Os catequizandos foram "atados", pela catequistas, olhos, ouvidos, pés. O celebrante soltou as amarras, seguindo-se as palavras... pela Liberdade que Deus nos deu... possamos anunciar o bem, o belo, o amor, possamos ver, possamos ser obreiros da paz... para sermos bem-aventurados.

       Algumas imagens ilustrativas desta festa:

Para ver mais fotos das Bem-aventuranças e das Festas da Catequese,





Boletim Paroquial Voz Jovem - abril 2013


O momento mais importante da vida litúrgica da Igreja é a Páscoa da Ressurreição, na Qual nasce a Igreja. No boletim Voz Jovem deste mês não poderia faltar a referência e a reflexão à volta da Semana Santa, com as várias celebrações comunitárias e seus significados. Para lá deste tema central outros fizeram/fazem a vida da comunidade paroquial: a Vigília Vocacional, proposta pelo Departamento da Pastoral Vocacional da Diocese de Lamego, a solenização da Eucaristia e convívio com o Grupo Coral dos Bombeiros Voluntários de Vila Real - Cruz Verde. No boletim, outras informações mais voltadas para a comunidade paroquial, mas também outros motivos de interesse: reflexão bíblica, ou editorial, neste mês, sobre o gesto de renúncia do Papa Bento XVI.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Festa do Credo - 5.º ano de catequese


No ANO DA FÉ que vivemos o CREDO é essencial para valorizar as nossas raízes, o que nos caracteriza como comunidade crente, cristã, católica. No itinerário catequético,  o Credo sublinha-se no 5.º e 6.º anos, com a Festa do Credo e com a Profissão da Fé. Não é apenas uma fórmula, deve ser, antes, um compromisso que nos faz partir da mesma fonte: DEUS, que é Pai, Filho e Espírito Santo, cuja experiência se inicia, aprofunda e sustenta na comunidade crente, a Igreja.

       Durante a celebração da Eucaristia, foi precisamente colocado em evidência o Credo, no ornamentos, nas palavras, nos gestos. Ficam algumas imagens sugestivas desta bonita festa:

 

Para mais fotos desta festa e das Festas da Catequese,

visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.




Festa da Palavra / Entrega da Bíblia


O tempo de Páscoa, para a paróquia de Tabuaço, acolhe as diferentes festas da catequese. Sábado, 20 de abril, Festa da Palavra/Entrega da Bíblia, para os meninos e meninas do 4.º ano da catequese. Durante a celebração da Eucaristia a acentuação da Bíblia e da Palavra de Deus como alimento dos cristãos. Algumas fotos deste momento de festa, de oração, de reflexão.

Para mais fotos desta festa e das Festas da Catequese

visite a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.





Vigília Vocacional, na Semana das Vocações


14 a 21 de abril, 50.º Semana de Oração pelas Vocações. O papa Paulo VI instituiu o Dia Mundial de Oração pelas Vocações, com o intuito de promover as vocações sacerdotais e religiosas, a partir da Diocese de Roma, alargando a sensibilização a toda a Igreja.

       Por proposta do Departamento da Pastoral Vocacional da Diocese de Lamego, realizou-no na sexta-feira, 19 de abril, a Vigília Vocacional. Nos últimos anos, os responsáveis diocesanos têm procurado que esta vigília de oração se realize no arcipretado/zona pastoral onde se realiza a Jornada Diocesana da Juventude. Esta realizar-se-á daqui a um mês, nos dias 17 e 18 de maio, no Santuário de Santa Maria do Sabroso, na paróquia de Santa Maria de Barcos.

       A Vigília de Oração foi presidida por D. António Couto, Bispo de Lamego, com a presença do Seminário Maior de Lamego, seminaristas e equipa formadora, das religiosas que trabalham na cidade, e de sacerdotes destes Arciprestado, com pessoas das comunidades paroquiais de Tabuaço, Távora, Barcos, Valença do Douro, Chavães, Arcos, Pinheiros, Carrazedo, Sendim, Vale de Figueira...

       A Igreja Paroquial de Tabuaço encheu-se para rezar pelas Vocações sacerdotais, religiosas, laicais, com orações, salmos, cânticos, com leituras bíblicas, com exposição e bênção do Santíssimo. 

       Durante a Homilia, partindo do Evangelho de São Marcos, que narra o chamamento dos Apóstolos, o Senhor Bispo sublinhou a urgência de procurar coisas belas, deixar-se chamar por Jesus, só Ele diz verdadeiramente o meu, o nosso, nome, num convite a "estar com Ele", viver com Ele, e só depois o envio, para levar a Boa Nova, a alegria da salvação a outros. Quando chamados, os apóstolos não pedem tempo para pensar, deixam de imediato o que estão a fazer e seguem Jesus, com desprendimento, com alegria. São os primeiros malucos, trocam a vida que têm pelo seguimento, pela cruz, por Jesus. Hoje, Jesus chama por nós, pelo nosso nome para irradiarmos o Seu Evangelho em casa, na família, entre os amigos. É necessário que a Igreja vá ao encontro das pessoas, saia portas e penetre no mundo. Um dos convites bem vincados por D. António foi a descoberta da beleza de Jesus e do Evangelho. Por vezes andamos atolados no lodo, no lixo, no estrume, à margem da beleza, da vida autêntica que Jesus nos dá. Ele faz-nos discípulos, apóstolos, enviados. No Génesis Deus fez. Deus disse: faça-se e tudo foi feito. Agora é Cristo que re-cria. Faz os 12 apóstolos. Nova Criação.

       Algumas imagens ilustrativas da celebração:

Para mais imagens visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.




Grupo Coral Bombeiros Voluntários de Vila Real - Cruz Verde entre nós


3.º Domingo da Páscoa, 14 de abril de 2013, o dia nasceu com muito sol, para um dia festivo na paróquia de Nossa Senhora da Conceição, com a presença entre nós do Grupo Coral dos Bombeiros Voluntários de Vila Real, Cruz Verde.

       A comunidade paroquial preparou-se para receber bem os nossos convidados. O primeiro momento, como não poderia deixar de ser, foi a celebração da Eucaristia, com vários grupos paroquiais e com muitas das pessoas da comunidade. Para animar no canto, o Grupo Coral convidado, com um dos nossos organistas, o André, brindou-nos com a alegria, com o entusiasmo e sobretudo com o carinho com que prepararam esta Eucaristia.

       As leituras foram também proferidas por elementos do Grupo Coral dos Bombeiros Cruz Verde.

       Depois da Eucaristia solene, a confraternização no espaço circundante, parque de merendas, do Santuário de Santa Maria do Sabroso, na paróquia e freguesia de Barcos.

       O Conselho Económico e o grupo das Catequistas tiveram o encargo de coordenar e assumir a preparação desta parte, contando com outras pessoas que quiseram ajudar. Além destes grupos, também os elementos que participaram na Visita Pascal.

       Seguem algumas fotos desta jornada memorável.

 

29.º aniversário de Matrimónio. Muitos Parabéns ao Sr. José Pedro e D. Maria José

Para ver mais fotos disponíveis, consulte o perfil da página da

Paróquia de Tabuaço no Facebook: AQUI.





Festa do Pai-nosso - 2.º ano de Catequese


O itinerário catequético de 10 anos, implantado há vários anos na Paróquia de Tabuaço, sugere que cada ano seja marcado com uma festa que saliente uma dimensão refletida, rezada, dialogada. No segundo ano de catequese, a Festa do Pai-nosso, depois da Festa do Acolhimento, em 10 de novembro de 2012.

       Sábado, dia 13 de abril, meninos e catequistas, familiares e comunidade paroquial, juntos na CASA de todos, à volta da MESA para a qual todos são desafiados, um momento muito especial para as crianças deste ano de catequese, numa participação mais ativa, com palavras e gestos, sublinhando as várias palavras da oração do Pai-nosso, convidando a escutar a Palavra de Deus, a viver ao jeito de Jesus, vivendo como Ele, estando atento aos outros, repartindo com quem tem menos.

       Um dos momentos belos, sempre envolventes, é o cântico do Pai-nosso (Junto ao mar...), com os gestos que se alargam a toda a comunidade celebrante. Refira-se igualmente a beleza dos cânticos que animam as Eucaristias com as crianças.

Para ver mais fotos da Festa do Pai-Nosso e das Festa da Catequese 2012/2013: AQUI.





Festa de São Vicente e Oração Taizé


5 e 6 de abril, a paróquia de Nossa Senhora da Conceição viveu dois momentos luminosos, potenciando outros locais de culto e outras oportunidades.

       Na sexta-feira, Eucaristia-Festa de São Vicente Ferrer, na Capela que lhe é dedicado, animada pelo grupo coral e pelos jovens.

       No sábado, à noite, na Igreja Paroquial, um tempo de ORAÇÃO-TAIZÉ. Um bom grupo de pessoas se juntou para mais este encontro de oração, em atitude de escola de vivência de fé, com a presença de elementos dos vários grupos paroquiais e com o entusiasmo especial do Grupo de Jovens. Agora algumas das imagens:

Outras fotos da Escola da Fé: AQUI.

Outras fotos sobre a festa de São Vicente: AQUI

 





Semana Santa - 24 a 31 de março de 2013


A Páscoa ocupa um lugar central e fundante na vida da Igreja. É na Páscoa que se funda a nossa fé. Sem Ressurreição não haveria VIDA NOVA, não haveria discípulos, não haveria cristãos. Se Jesus tivesse morrido, sem continuação, teria desaparecido da história ou pelo menos ficar na história como um personagem curiosa, ou até um revolucionário, mas como tantos outros seria uma figura do passado. Com a RESSURREIÇÃO vem sobre nós a vastidão dos Céus. Cristo vive. Foi morto mas ressuscitou, está no meio de nós.

Nas comunidades paroquiais a Semana Santa canaliza e deverá canalizará as energias dos vários grupos para tornar mais visível os acontecimentos da vida de Jesus e que são desafio para as comunidades. Para pessoas mais distantes até pode ser uma mera repetição de ritos. Para os cristãos poderá ser uma oportunidade de nos situarmos no tempo de Jesus, ou melhor, de deixarmos que Jesus venha ao nosso tempo.

Em formato de vídeo/diaporama imangens de diversas celebrações da SEMANA SANTA, com duas músicas canatadas habitualmente pelos grupos paroquiais de Tabuaço e aqui interpretadas pelos organistas:





Início da Semana Santa - Ramos e Via-sacra


A Semana Santa inicia com o Domingo de Ramos na Paixão do Senhor, com destaque para a bênção dos Ramos e a proclamação do Evangelho da Paixão, este ano seguindo o evangelista São Lucas. Na paróquia de Tabuaço, apresentamos imagens da celebração da bênção dos Ramos, na Capela de Santa Bárbara, seguindo-se a procissão até à Igreja e a celebração da Santa Missa, e ao início da noite, a Via-sacra, na Igreja Paroquial, com a participação de vários grupos, à cabeça com as catequistas e catequese, mas incluindo acólitos, grupo coral, elementos do conselho económico, jovens...

Para ver outras imagens, visitar o perfil da Paróquia de Tabuaço no facebook





Boletim Paroquial Voz Jovem - março 2013


Com o aproximar do fim do mês o Boletim Paroquial Voz Jovem, em mais uma edição especial, desta feita dedicada ao Papa Francisco, eleito no último conclave, no dia 13 de março. Juntamos imagens, do Papa com os seus antecessores, o aparecimento na varanda, as primeiras palavras, um breve biografia, sublinhados da primeira homilia como Papa, perante os Cardeais.

       Mas o boletim grava outros acontecimentos, como a festa da Apresentação, imagens da Solenidade de São José, Dia do Pai, e as habituais informações paroquiais, os horários da Semana Santa, e outras atividades pastorais previstas para depois da Páscoa.

   O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Solenidade de São José - Dia do Pai


No passado dia 19 de março, celebrou-se a solenidade de SÃO JOSÉ, Patrono Universal da Igreja. Foi também o dia para assinalar a figura do pai, dos nossos pais. Nas comunidades paroquiais de Tabuaço e de Távora, e no âmbito da catequese, lugar para que as crianças/adolescentes promovessem a festividade deste dia. Em Tabuaço, a Eucaristia solenizada pelo Grupo Coral da Catequese, encenação do Evangelho - Parábola do Filho Pródigo -, e no momento de ação de graças, leitura de um poema e distribuição pelos pais de um cravo e um cartão.

       Em Távora, a distribuição de um cartão também alusivo a São José e ao pais, no ofertório, e, no momento de ação de graças pequenas frases das crianças sobre os seus pais, o que se alargou também ao grupo coral.

       Ficam algumas imagens, que podem ser visualizadas nos respetivos perfis no facebook: Paróquia de Tabuaço || Paróquia de Távora.





Habemus Papam - Francisco


Irmãos e irmãs, boa-noite!

Vós sabeis que o dever do Conclave era dar um Bispo a Roma. Parece que os meus irmãos Cardeais foram buscá-lo quase ao fim do mundo… Eis-me aqui! Agradeço-vos o acolhimento: a comunidade diocesana de Roma tem o seu Bispo. Obrigado! E, antes de mais nada, quero fazer uma oração pelo nosso Bispo emérito Bento XVI. Rezemos todos juntos por ele, para que o Senhor o abençoe e Nossa Senhora o guarde.

 [Recitação do Pai Nosso, Ave Maria e Glória ao Pai]

E agora iniciamos este caminho, Bispo e povo... este caminho da Igreja de Roma, que é aquela que preside a todas as Igrejas na caridade. Um caminho de fraternidade, de amor, de confiança entre nós. Rezemos sempre uns pelos outros. Rezemos por todo o mundo, para que haja uma grande fraternidade. Espero que este caminho de Igreja, que hoje começamos e no qual me ajudará o meu Cardeal Vigário, aqui presente, seja frutuoso para a evangelização desta cidade tão bela!

 

E agora quero dar a Bênção, mas antes… antes, peço-vos um favor: antes de o Bispo abençoar o povo, peço-vos que rezeis ao Senhor para que me abençoe a mim; é a oração do povo, pedindo a Bênção para o seu Bispo. Façamos em silêncio esta oração vossa por mim. […]

Agora dar-vos-ei a Bênção, a vós e a todo o mundo, a todos os homens e mulheres de boa vontade.

 

[Bênção]

 

Irmãos e irmãs, tenho de vos deixar. Muito obrigado pelo acolhimento! Rezai por mim e até breve! Ver-nos-emos em breve: amanhã quero ir rezar aos pés de Nossa Senhora, para que guarde Roma inteira. Boa noite e bom descanso!






Escola da Fé - CREIO no ESPÍRITO SANTO - Pe. Bráulio


Sexta-feira, 1 de março, de volta à Escola da Fé, para refletir, para rezar, para testemunhar a vivência da fé, centrados na terceira parte do CREDO - Creio no Espírito Santo. O Ano da Fé é um desafio a aprofundar as razões da nossa esperança, solidificando o que nos une a Jesus Cristo, e à Sua Igreja, da Qual Ele é a Cabeça e nós membros vivos. Uma das preocupações de Bento XVI, Papa Emérito, é que se refletisse no CREDO e nas Verdades que expressa, para que a Profissão de Fé não seja uma récita, mas um verdadeiro compromisso com Jesus Cristo, com a Igreja, com a humanidade.

       Connosco, o Pe. Bráulio para nos falar de Deus - Espírito Santo. Das três Pessoas da Santíssima Trindade, o mais desconhecido e o mais difícil de falar. Em todo o caso, o Espírito Santo está sempre presente, na criação, nos profetas, em Cristo Jesus, no Batismo, no horto das oliveiras, no alto da Cruz.

        Em qualquer situação da vida deveriamos evocar o Espírito Santo, na relação com os familiares, no compromisso eclesial, na resolução de probelas, nas dificuldades, como se reflete na Oração ao Espírito Santo, proposta para encerrar este encontro, e para rezar todos os dias, pelo menos na Quaresma:

Ó Espírito Santo, amor do Pai e do Filho!
Inspirai-me sempre aquilo que devo pensar,
Aquilo que devo dizer,
Aquilo que devo calar,
Aquilo que devo escrever,
Aquilo que devo sentir,
Aquilo que devo fazer,
Para procurar a Vossa glória,
O bem das almas e a minha própria santificação.
Ó Jesus, toda a minha confiança está em Vós.
Ó Maria, Templo do Espírito Santo,
Ensinai-nos a sermos fieis
Àquele que habita em nosso coração. Ámen.





Boletim Paroquial Voz Jovem - fevereiro 2013 - Edição Especial


No passado dia 11 de fevereiro, de forma surpreendente, o Papa Bento XVI comunicou aos Cardeais, e a toda a Igreja, a decisão de renunciar ao ministério petrino, como Bispo de Roma: "declaro - disse o Papa Bento XVI - que renuncio ao ministério de Bispo de Roma, Sucessor de São Pedro, que me foi confiado pela mão dos Cardeais em 19 de Abril de 2005, pelo que, a partir de 28 de Fevereiro de 2013, às 20h00, a sede de Roma, a sede de São Pedro, ficará vacante e deverá ser convocado, por aqueles a quem tal compete, o Conclave para a eleição do novo Sumo Pontífice".

       A partir de 28 de fevereiro, às 19h00 portuguesas, a Sé de Pedro fica vacante. É neste contexto muito próximo e importante para a Igreja, que editámos o Boletim Voz Jovem deste mês de fevereiro, inteiramente dedicado ao Papa Bento XVI, em jeito de gratidão pelo Seu ministério muito profícuo. A edição é baseada sobretudo em imagens de Bento XVI, em algumas delas ao lado do beato João Paulo II. As imagens são acompanhadas por três textos: o da renúncia, o da Audiência Geral, quarta-feira seguinte a ser conhecida a renúncia de Bento XVI, e também as primeira palavras de Bento XVI, como Papa, no dia 19 de abril de 2005.

   O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Mensagem de Bento XVI para a Quaresma: Crer na caridade suscita caridade


A Mensagem de Bento XVI para a Quaresma de 2013, conjuga duas virtudes teologais: a FÉ e a CARIDADE. Deus é Amor - Caritas est -. Crer em Deus é crer no AMOR, na CARIDADE. Ora se acreditamos em Deus, na CARIDADE que é Deus, Ele torna-se origem, fundamento, e fim de todo o amor. Quem crê a Deus, ama os irmãos. A fé conduz à caridade. Não há fé que não nos comprometa com os outros.

Diz Bento XVI:

«A fé mostra-nos o Deus que entregou o seu Filho por nós e assim gera em nós a certeza vitoriosa de que isto é mesmo verdade: Deus é amor! (...) A fé, que toma consciência do amor de Deus revelado no coração trespassado de Jesus na cruz, suscita por sua vez o amor. Aquele amor divino é a luz – fundamentalmente, a única - que ilumina incessantemente um mundo às escuras e nos dá a coragem de viver e agir» (ibid., 39). Tudo isto nos faz compreender como o procedimento principal que distingue os cristãos é precisamente «o amor fundado sobre a fé e por ela plasmado»

Utilizando uma imagem simples, do dia a dia, o Papa Bento XVI compara a fé sem caridade, a uma árvore de frutos sem os frutos.

A fé faz-nos descobrir a nossa igual pertença: somos irmãos em Jesus Cristo. A fé é uma resposta ao AMOR de Deus. Respondemos ao amor de Deus amando o nosso semelhante.

Vejamos o argumento tornado simples por Bento XVI:

A existência cristã consiste num contínuo subir ao monte do encontro com Deus e depois voltar a descer, trazendo o amor e a força que daí derivam, para servir os nossos irmãos e irmãs com o próprio amor de Deus. Na Sagrada Escritura, vemos como o zelo dos Apóstolos pelo anúncio do Evangelho, que suscita a fé, está estreitamente ligado com a amorosa solicitude pelo serviço dos pobres (cf. At 6, 1-4). Na Igreja, devem coexistir e integrar-se contemplação e acção, de certa forma simbolizadas nas figuras evangélicas das irmãs Maria e Marta (cf. Lc 10, 38-42). A prioridade cabe sempre à relação com Deus, e a verdadeira partilha evangélica deve radicar-se na fé...

Para ler a MENSAGEM COMPLETA clique AQUI, ou faça download abaixo.



Documento para download: MSG_Quaresma_BentoXVI.pdf



Responder ao AMOR de Deus - Mensagem de D. António Couto para a QUARESAMA


No dia em que a Igreja celebra a memória de Nossa Senhora de Lurdes, e Dia Mundial do Doente, D. António Couto, Bispo de Lamego, fez divulgar a sua MENSAGEM para esta QUARESMA 2013.

Renúncia Quaresmal:

"Vamos destinar uma parte da nossa «renúncia» quaresmal para o fundo solidário diocesano, para aliviar as dores dos nossos irmãos de perto que precisem da nossa ajuda. Olhando para os nossos irmãos de longe, vamos destinar outra parte do contributo da nossa caridade para as missões dos Padres Vicentinos espalhadas pelas zonas de Chókwe e Caniçado, no Vale do Rio Limpopo, Moçambique, grandemente devastadas pelas cheias, que ali provocaram dezenas de mortos e mais de 100 mil desalojados, e que deixam as populações pobres à mercê da fome e de doenças várias, como a cólera e a malária".

A mensagem de D. António parte da Mensagem de Bento XVI, para aprofundar a lógica do AMOR que nos vem de Deus, que havemos viveruns com os outros, respondendo ao amor de Deus que nos amou primeiro...
 
Leia na íntegra a MENSAGEM de D. ANTÓNIO COUTO:  RESPONDER AO AMOR DE DEUS.


Documento para download: MSG_Quaresma_Lamego.pdf



Festa da APRESENTAÇÃO do SENHOR - Festa das Crianças


No passado dia 2 de fevereiro, tradicionalmente o Dia das Candeias, a Igreja celebra a festa da Apresentação de Jesus no Templo (mas algumas terras continuam a clebrar em honra de Nossa Senhora das Candeias).

       Como em outras paróquias, também na de Nossa Senhora da Conceição, oportunidade para envolver as ciranças da catequese, acentuando a LUZ, a BÊNÇÃO, as primícias. A clebração da Eucaristia iniciou com a bênção das velas, recordando o nosso batismo: à LUZ que é Cristo Jesus vamos buscar luz para as nossas vidas.

       O Evangelho (que disponibilizámos), foi encenado por crianças e adolescentes da catequese, e com um bébé. No momento de ação de graças, a bênção e distribuição do pão, símbolo da primícias da terra, como oferenda a Deus, pedindo que nos dê fartura de pão e sobretudo de sentido para a nossa vida. No final a bênção de todas as crianças da catequese, renovando o desafio da fé para nos tornarmos bênção uns para os outros.

Para outras fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.





Festa da APRESENTAÇÃO do SENHOR


Dia 2 de fevereiro, 40 dias depois da clebração do Natal, a Igreja celebra a Apresentação de Jesus no Templo. Chegados os dias da Purificação, Maria e José levam o Menino ao Templo, onde se encontra Simeão, que inspirado por Deus reconhece naquele Menino o cumprimento das promessas de Deus feitas ao Povo, Ele será a LUZ das Nações.

Sobre a Apresentação veja-se a sempre pertinente reflexão do nosso Bispo, D. António Couto: AQUI

Para a catequese, preparamos o texto do Evangelho, para ser encenado/representado. Se for oportuno poderá ser utilizado por outros grupos ou comunidades paroquiais. Em baixo...:



Documento para download: Evangelho_APRESENTAO.pdf



Preparação da Jornada Diocesana da Juventude


No passado dia 26 de janeiro, mais um encontro de preparação para a XXVIII Jornada Diocesana da Juventude, a realizar no Santuário de Santa Maria do Sabroso, paróquia de Barcos, nos dias 18 e 19 de maio. Presentes a equipa do SDPJ Lamego, e jovens de algumas das pároquias do Arcipretado/Concelho de Tabuaço, servindo já para distribuir algumas tarefas por diferentes grupos.

       Depois da oração inicial, a apresentação de várias propostas, procurando depois comprometer os jovens, e as diferentes paróquias.

       Qualquer atividade, eclesial, cultural, social, vale muito pela preparação. Aqueles que se envolvem no antes saborearão com mais intensidade e alegria o acontecimento.

       Ficam algumas imagens deste dia:

Outras imagens das reuniões de preparação da Jornada: AQUI





Escola da Fé - ORAÇÃO/TAIZÉ - SDPJ de Lamego - 25 de janeiro


Com anunciado, no passado dia 25 de janeiro, a ESCOLA da FÉ abriu as portas para mais um momento de oração, ao estilo de Taizé, pela mão do Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil de Lamego (SDPJ Lamego). Procurando responder a uma das proposta do nosso Bispo, D. António Couto, a Escola da Fé pretende ser uma espaço formativo, aberto a todos, oportunidade para jovens e adultos aprofundarem as razões da sua fé, ocasião para testemunhar a fé e para rezar.

        Este encontro foi mais orientado para a oração e reflexão, com cânticos em várias línguas, com adoração à santa Cruz...

        Além das pessoas de Tabuaço, a presença de jovens que acompanharam o Pe. Manuel João, e o Pe. Ricardo Barroco.

        Eis algumas das imagens, antes do início da oração.





Boletim Paroquial Voz Jovem - janeiro 2013


Com o aproximar do fim do mês, a edição do boletim paroquial VOZ JOVEM, deste primeiro mês do ano de 2013.

       O editorial, nuima referência incontornável apresenta ROSTOS do ano da Fé, com destaque para o padroeiro da Diocese de Lamego, São Sebastião. Nas páginas centrais, a 2 e 3, a Peregrinação a Roma, no Encontro Internacional Taizé, na passagem de 2012 para 2013, e o dia de formação YOUTRAVEL - a viagem do Youcat pelas Dioceses portugueses, para dar a conhecerp Catecismo Jovem da Igreja Católica, para se converter em ferramento de ajuda à catequese e aos encontros juvenis.

       Na última página, para lá da refleão bíblica, notícias/informações de interesse para a comunidade paroquial de Tabuaço.

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





YOUTRAVEL - a viagem do YouCat, em Lamego


No sábado, 19 de janeiro, o projeto YOUTRAVEL, que andará pelo país, a divulgar o Catecismo Jovem da Igreja Católica, oportunidade para rezar e dizer a FÉ que professámos e que testemunhamos aos outros.

       Youcat é uma ferramenta, neto do Concílio Vaticano II, e filho do Catecismo da Igreja Católica, para tornar perceptível aos jovens a linguagem do Catecismo, balizando os princípios e valores fundamentais da fé cristã e da inserção à comunidade crente.

       Adaptado para os jovens, será oportuno e benéfico também para os adultos. Com a ligação ao Catecismo, com testemunhos, imagens, citações, numa apresentação muito juvenil.

       O desejo do Papa Bento XVI é que este jovem Catecismo fosse estudo, individualmente, em grupo, por jovens, catequsitas, em encontros de cristãos. O projeto YOUTRAVEL responde ao desafio do Papa. O Departamento Nacional da Juventude e a Editora Paulus fazem viajar o Youcat pelas Dioceses portugueses.

       Foi a vez da Diocese de Lamego, em encontro realizado no Centro Pastoral de Almacave, promovido pelo Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil e pelo Secretariado Diocesano da Catequese, contoou com jovens e catequistas da paróquia de Tabuaço e da paróquia de Barcos.

       Mais um momento de oração e formação, que reverte a favor dos participantes, mas, logicamente, a favor das comunidades de origem.

       Algumas imagens:





Passagem de Ano, em Roma, no 35.º Encontro Internacional de Taizé, com jovens de Tabuaço


Entre os dias 26 de dezembro de 2012 e 2 de janeiro de 2013, o tradicional Encontro, promovido pela Comunidade Taizé, sediada em França, para a Passagem de ano, contou com a presença de 7 jovens oriundos da nossa paróquia de Tabuaço: Rita, Ângela Teixeira, Márcia, Margarida, Bruno Maia, Filipa, Raquel (à última da hora uma baixa, a Carolina). Do concelho de Tabuaço também a Ana Ferreira, de Valença do Douro.
É uma forma diferente de fazer a passagem de ano, a rezar e a meditar sobre Deus.




Quadra de Natal, neste espaço pastoral, em imagens...


Diaporama/vídeo com fotos da quadra de Natal, das paróquias de Tabuaço, Távora, Pinheiros e Carrazedo, incluindo a Festa de Natal da Catequese, em Tabuaço, e imagens da Solenidade de Natal em Pinheiros e Carrazedo, e Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus, em Távora e Tabuaço. A música de fundo é do SDPJ de Lisboa, no CD "Em Teu Nome...", com o tema "O Verbo de Deus acampou", escrita pelo Pe. Tolentino Mendonça.




Boletim Paroquial Voz Jovem - dezembro 2012


Aí está a última edicção do Boletim VOZ JOVEM. Em dezembro, a solenidade da Imaculada Conceição, com a novena, o compromisso dos acólitos, a festa da comunidade, ocupa uma lugar de destaque, assim no boletim, assim na comunidade paroquial. Mas não faltam outros textos, informações, reflexõs, sobre o Natal, sobre a escola da Fé, sobre a Festa de Natal da Catequese, sugestão de leitura, informações internas da (para a) comunidade, e as fotos que documentam estes momentos.
 Para quem não tiver acesso ao formato impresso, disponibilizamos os formatos virtuais:

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Pe. João Carlos - Reflexão de Natal


Estamos novamente a viver a quadra natalícia. Esta recorda-nos que Deus não desiste do homem. A vinda de Jesus ao mundo é a expressão máxima da afirmação anterior. Deus criou o mundo e o homem, mas este afastou-se de Deus pelo pecado e assim feriu de forma grave a bondade inicial do ato criador de Deus.

       O pecado desfigurou a imagem divina do homem criado à imagem e semelhança de Deus. Mas Deus enviando o seu Filho ao mundo quis, pela sua Encarnação, assumir tudo o que é humano e pela sua paixão morte e ressurreição restaurar o que o pecado tinha destruído.

       É uma grande lição, esta, que nos vem do Natal: Deus não fez um mundo diferente, nem criou um homem novo; Ele veio para este mundo e para este homem para o transformar.

       Esta exemplaridade da Encarnação deve servir-nos como chave de leitura para a nossa vida, e para o nosso tempo: se Deus aposta em nós, como não havemos de apostar uns nos outros? O mundo mudou muito: fatores demográficos, sociais, culturais, migratórios e outros alteraram profundamente – e num espaço de tempo muito curto – a configuração social e eclesial das nossas comunidades. Mas aceitar esta realidade e trabalhar com ela é uma forma de fidelidade ao Evangelho.

       Por conseguinte, evitemos a tentação de fugir da realidade, de nos alienarmos ou de nos demitirmos dos sinais interpelantes do nosso tempo. Sobretudo evitemos a tentação de imaginarmos que tudo seria perfeito se a realidade fosse outra, se as pessoas fossem diferentes e se os recursos fossem inesgotáveis.

       A realidade é o que é, as pessoas são o que são e os recursos nunca serão suficientes se não tivermos prioridades bem definidas. Revisitando o Evangelho constamos que os tempos de Jesus não eram fáceis e eram, tal como hoje, mais difíceis para uns do que para outros. Mas é precisamente àqueles para quem a vida era mais dura que Deus se dirige em prioridade, basta pensar nos pobres pastores de Belém, os mais excluídos dos excluídos sociais da altura; foram esses que primeiro receberam o anúncio do nascimento do Salvador e os primeiros a comtemplar o rosto humano do Filho de Deus.

       Talvez seja mesmo necessário uma certa pobreza, pelo menos interior, para não nos deixarmos distrair por tanto barulho, tanto consumismo, tanta futilidade, tanta autossuficiência e tanto orgulho que nos encadeiam os olhos e nos impedem de ver a luz diáfana do Presépio.

       O Santo Padre Bento XVI no seu livro sobre a infância de Jesus afirma que o jumento e o boi do presépio representam a humanidade. Bela imagem esta, a dos animais que estão comtemplando o Menino sem se aperceberem do mistério de que eram testemunhas. Na mesma linha o nosso Bispo escreve:

Há dois mil anos Deus sonhou

E foi

Natal em Belém.

Sonha também.

Se o jumento corou

E o boi se ajoelhou,

Não deixes tu de orar também. 

         (D. António Couto, Estação de Natal, p. 37)

 

       Ajoelhemos nós também diante do Deus feito menino para nos ensinar a grandeza das coisas pequenas. Então, também hoje, será Natal!

P. João Carlos





Festa de Natal da Catequese - 2012


No passado sábado, 15 de dezembro, no Auditório do Centro de Promoção Social de Tabuaço, realizou-se a Festa de Natal da Catequese. Com encontro marcado para as 14h30, a festa iniciou com a celebração da Santa Missa. Seguiu-se a apresentação dos vários anos de catequese, que nos brindaram com poemas, canções, teatro, dança.

       Ficam algumas imagens desta tarde bem animada, agradecendo a todos os que participaram e a todos os que apoiaram a logística.

Para ver todas as imagens que temos disponíveis

visite-nos na página da Paróquia de Tabuaço no facebook




Escola da Fé - CREIO EM JESUS CRISTO - Pe. António Jorge Giroto


No dia 14 de dezembro, sexta-feira, no Centro Paroquial de Tabuaço, mais um tempo de formação, encontro, reflexão, testemunho de fé e de vida, desta feita com o Pe. António Jorge Giroto.

       Depois da temática - Creio em Deus Pai -, este encontro versava sobre a segunda Pessoa da Santíssima Trindade, Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem.

          O ponto de partida foi o poema de José Régio que se segue:

Ignoto Deo

Desisti de saber qual é Teu nome,
Se tens ou não tens nome que Te demos,
Ou que rosto é que toma, se algum tome,
Teu Sopro tão além de quanto vemos. 

Desisti de Te amar, por mais que a fome
Do Teu amor nos seja o mais que temos,
E empenhei-me em domar, nem que os não dome,
Meus, por Ti, passionais e vãos extremos. 

Chamar-Te amante ou pai…, grotesco engano
Que por demais tresanda a gosto humano!
Grotesco engano o dar-te forma! E enfim, 

Desisti de Te achar no quer que seja,
De Te dar nome, rosto, culto, ou igreja…
— Tu é que não desistirás de mim!

José Régio, Biografia

 

       Sempre numa toada de grande familiaridade, o Pe. Giroto, servindo-se de alguns documentos importantes paras os cristãos - a Bíblia, o Catecismo da Igreja Católica, os documentos do Vaticano II e um ou outro estudo - ajudou-nos a aprofundar a fé em Jesus Cristo, numa lógica de compromisso com o tempo presente. Numa belíssima imagem, baseando-se no texto dos Atos dos Apóstolos, em que Pedro e João não dão moedas mas pegam pela mão um paralítico e falam-lhe de Jesus... assim também nós, que estamos coxos, precisamos de nos levantar, saltar, dançar, indo à procura de Jesus onde O poderemos encontrar...

       Dentro deste espaço de formação, houve também tempo para perguntas, em jeito de partilha. E uma das questões presentes - como fazer? Desde que nos levantamos, todas as horas que temos pela frente é para viver ao jeito de Jesus Cristo.





Festa da nossa Padroeira - Imaculada Conceição 2012


Depois da Novena de prepação, eis o grande dia para a comunidade paroquial de Tabuaço, com a Festa da Imaculada Conceição, Padroeira de Portugal, Padroeira de Tabuaço, Madrinha dos Bombeiros Voluntários de Tabuaço. Pela manhã, a bênção de 2 carros dos Bombeiros, incluída na cerimónia de aniversário assinalado neste dia. Já completaram 80 anos. Da parte de tarde a celebração da Eucaristia, seguida da Procissão por algumas das ruas da paróquia/vila de Tabuaço.

       Toda a comunidade presente, Conselho Económico, Catequistas, Zeladoras da Igreja e dos altares, Grupos Corais e Organistas, Acólitos, Leitores, Mordomas, Guias da Europa, Jovens. Entidades públicas - Bombeiros Voluntários, Câmara Municipal, Junta de Freguesia, Guarda Nacional Republicana.

       A Eucaristia animada no canto pelo Grupo Coral/Paroquial de Nossa Senhora da Conceição, e com a prestimosa pregação do Pe. Ricardo Barroco, que durante 10 dias soube comunicar a beleza da palavra de Deus, com o recurso à vida e missão de Nossa Senhora, entrando na vida concreta das pessoas, e com exemplos de fácil captação. Todos se empenharam para que a celebração fosse festiva, alegre, envolvente.

       Na Procissão, a presença da Fanfarra de São João da Pesqueira, cartazes alusivos a Nossa Senhora, o ícone e a CRUZ das Jornadas Diocesanas da Juventude, com os jovens, as crianças da Primeira Comunhão, junto ao andor de Nossa Senhora, Os Bombeiros, e os sacerdotes e acólitos, as autoridades, e Banda de Música de Sendim, e todos os que fizeram questão em integrar a Procissão.

       Aqui ficam algumas das imagens deste dia tão significativo para a comunidade paroquial, e para toda a Vila de Tabuaço, bem como para muitas pessoas do Concelho.

Disponibilizamos outras fotos na página da Paróquia de Tabuaço no facebook.

Abaixo um apanhado de vários momentos da Festa e também do compromisso dos acólitos, com a belíssima música da Irmã Maria Amélia.





Compromisso dos Acólitos - 1 de dezembro de 2012


Desde alguns anos a esta parte que o sábado anterior à solenidade da Imaculada Conceição é o dia do Compromisso dos Acólitos, dos que já fazem parte e dos novos acólitos que se comprometem com a comunidade. Este ano, forma 5 os que integraram o grupo de acólitos: Ana Balsa, Ana Almeida, Bárbara, Luana e Sofia. Aqui ficam algumas imagens...:

Para outros fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.





Boletim Paroquial Voz Jovem - novembro 2012


Com o aproximar do final do mês, o Boletim Paroquial VOZ JOVEM fica disponível, assumindo-se como ponte entre as pessoas, estreitanto laços através da informação e reflexão apresentada, fazendo memória do pulsar da vida em comunidade. Com o número de novembro fica completa a publicação da CARTA PASTORAL "Vamos juntos construir a Casa da Fé e do Evangelho", do nosso Bispo, D. António José da Rocha Couto. Uma das propostas do Bispo diocesano de Lamego é a criação de Escolas da Fé, promovendo a formação de cristãos adultos. Seguindo esta sugestão, a paróquia de Tabuaço levará a efeito, um vez por mês, um momento de formação/reflexão, oração, convívio. No primeiro encontro - Creio em Deus Pai -, com a prestimosa presença do Pe. Ricardo Barroco. No segundo encontro - momentos de oração -, a generosa proposta orange do Pe. Sousa Lara. Dois encontros a que damos destaque no Voz Jovem, tal como damos nota da Festa do Acolhimento, dos meninos do 1.º Ano de catequese, das atividades juvenis, e, muito curioso o conjunto de respostas de alguns elementos do 6.º ano de Catequese. Como habitual, olhar jovem, com mais uma passagem da Sagrada Escritura, e outras novas da paróquia.

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Escola da Fé - momentos de oração - Pe. Sousa Lara


 No ANO DA FÉ, e a prosseguir em anos posteriores, uma proposta de formação/reflexão/oração/convívio para pessoas motivadas e a motivar para aprofundar mais a fé, partilhar a vida, reforçar laços de amizade, promover a aproximação de todos, seguindo a ideia de D. António Couto, Bispo de Lamego, e abrindo a ESCOLA DA FÉ. Para já uma aula por mês, no Centro Paroquial de Tabuaço. O primeiro encontro, seguindo o CREDO, no dia 16 de outubro, com o Pe. Ricardo Barroco, centrou-se em Creio em Deus Pai. Foi mais formativo.

       O segundo encontro, no dia 18 de novembro, com o Pe. Duarte Sousa Lara, dedicado sobretudo à oração, louvor, ação de graças, prece, com momentos para cânticos, para leitura/escuta de uma passagem da Bíblia, partilha de experiência, reflexão, exposição e bênção do Santíssimo Sacramento. Um momento de graça.

       Ficam algumas imagens.

Para ver outras imagens da Escola da Fé visite a página da

Paróquia de Tabuaço no facebook.





Lançamento da XXVIII Jornada Diocesana da juventude


Sábado, 17 de novembro, lançamento da XXVIII Jornada Diocesana da Juventude, que se realizará em 18 e 19 de maio de 2013, no Santuário de Santa Maria do Sabroso, Paróquia de Santa Maria de Barcos. Presentes jovens de algumas paróquias, com reunião de preparação às 14h30 e a celebração da Santa Missa às 17h00.

       Imagens deste momento:

Para ver outras fotos deste dia: AQUI.





Festa do Acolhimento | Magusto da catequese


No dia 10 de novembro, sábado, realizou-se a primeira festa da Catequese, a Festa do Acolhimento, com os meninos do 1.º ano de catequese. Oportunidade para os fazer sentir em casa. A festa é um momento de aproximação. A comunidade participa com alegria na entrada de novos membros para participarem mais assiduamente na celebração da Santa Missa. Os meninos que entram sentir-se-ão parte importante da comunidade, onde são estimados e acarinhados, como o devem ser todas as pessoas.

        Ficam algumas imagens da celebração da Eucaristia, com o destaque para os meninos que fizeram a Festa do Acolhimento. No mesmo dia, no Centro Paroquial, o Magusto da catequese, aberto aos pais e à comunidade paroquial, de que ficam também algumas imagens.

      Para outras fotos da Festa do Acolhimento e para outras fotos do Magusto da catequese visite o perfil da paróquia de Tabuaço no facebbok

Fica também o vídeo/diaporama destes dois acontecimentos festivos:





Jovens de Tabuaço no X Festival Diocesano da Canção Religiosa


No passado dia 3 de novembro realizou-se o X Festival Diocesano da Canção Religiosa, promovido pelo SDPJ de Lamego, no Teatro Ribeiro Conceição. Pelo segundo ano, o Grupo de Jovens de Tabuaço fez-se representar com a Canção: FAZER DISCÍPULOS EM CADA CHÃO, letra o pároco e música do Professor Abel Rodrigues, como intérpretes a Carolina, a Márcia, a Filipa e a Rita.

       10 grupos encantaram o lotado Teatro Ribeiro Conceição. Tabuaço ficou em 2.º LUGAR, numa magnífica prestação. Obviamente o mais improtante é a participação e a partilha de experiências. Tudo o mais, acentua a dedicação e a vontade de fazer bem.

       Em baixo algumas fotos dos ensaios, e da presença em Lamego, bem como o vídeo da excelente prestação no Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego:

     

Para ver mais fotos visitar o perfil da Paróquia de Tabuaço no facebook





Escola da Fé - CREIO EM DEUS PAI - Pe. Ricardo Barroco


No dia 26 de outubro, sexta-feira, como previamente divulgado, a "primeira aula" da Escola da Fé, prevista para todos os meses, com acentuação formativa e/ou orante.

       Estando no ANO DA FÉ, respondendo ao desafio do nosso Bispo, D. António Couto, laçamos bases para que estes encontros sejam uma verdadeira escola de fé, aprofundando as razões da nossa fé, motivações para a alegria e para a esperança, rezando a vida, com um Deus que em Jesus nos mostra a face de um Deus meigo, amigo, companheiro, e fazendo a experiência de fé com os outros.

       Os temas, na acentuação formativa, partirão da formulação do CREDO, o que nos identifica como comunidade cristã. O primeiro tema - CREIO EM DEUS PAI.

       Para nos ajudar nesta primeira reflexão/formação, contamos com a presença do Pe. Ricardo Jorge Barroco, que será também o pregador da Novena e Festa da Imaculada Conceição. A novena, como retiro aberto, é também uma verdadeira escola de fé.

       O Pe. Ricardo procurou desmontar as imagens tradicionais de Deus, como bombeiro, como juiz, Deus "General", "Génio da Lâmpada", "Estrela de cinema", Deus "sádico", "Intelectual",... para nos mostrar o Pai e sobretudo Amigo com que Deus é revelado em Jesus. Por outro lado, vincando a urgência das nossas celebrações, e a nossa vida toda, espelhar a alegria da salvação.

Abaixo algumas imagens deste encontro:

Para mais fotografias deste encontro consultar o perfil da





Plano Pastoral Paroquial - calendarização


O Papa Bento XVI propõe a toda a Igreja a vivência do ANO DA FÉ, com início no dia 11 de outubro de 2012, 50.º aniversário do início do Concílio Vaticano II e 20.º aniversário da publicação do Catecismo da Igreja Católica, e com o seu termo no dia 24 de novembro de 2013, Solenidade de Cristo REI do Universo.

       Cada Diocese procurará responder ao desafio do Bento XVI, enquadrando o ANO da FÉ nos planos pastorais respetivos.

       A DIOCESE de LAMEGO, enquadra o Ano da Fé, a Nova Evangelização, sendo que o nosso Bispo é o respondável da Comissão Epsicopal da Nova Evangelização, partindo do projeto sinodal que a Conferência Episcopal preconiza: "Repensar juntos a Pastoral da Igreja em Portugal". Para este efeito D. António Couto publicou a Sua primeira CARTA PASTORAL, onde faz o enquadramento da proposta à Diocese: VAMOS JUNTOS CONSTRUIR A CASA DA FÉ E DO EVANGELHO.

“Convoco todos os Padres e toda a Diocese para abrirmos de par em par as portas da escuta qualificada da Palavra de Deus, da formação, da fração do pão, da comunhão e da oração. Escolas de fé, acolhimento, formação da fé, vivência e transmissão da fé constituem o grito que mais se levantou no chão eclesial aquando da auscultação das pessoas no processo sinodal «Repensar juntos a Pastoral da Igreja em Portugal» (n.º 8).

       Na paróquia Nossa Senhora da Conceição, acrescentamos uma nuance à proposa de D. António Couto, propondo a referência fundamental de Nossa Senhora, como Padroeira e guia e intercessora:

 

COM MARIA VAMOS JUNTOS CONSTRUIR A CASA DA FÉ E DO EVANGELHO

       Abaixo poderá fazer o download da calendarização das atividades pastorais da paróquia, na aberura para Diocese de Lamego e suas atividades

 



Documento para download: Programao_2012-2013.pdf



Boletim Paroquial Voz Jovem - outubro 2012


Quando se aproxima o final do mês de outubro, aí está a edição deste mês do Boletim Paroquial VOZ JOVEM. Nas páginas centrais, imagens do início do ano da Fé e da catequese paroquial, bem assim como reflexão sobre o Ano da Fé, e mais 4 números da Carta Pastoral do nosso Bispo, D. António Couto.

       No editorial centramo-nos no lema pastoral paroquial para o ano da fé 2012/2013, conjugado com o lema da Diocese de Lamego:

COM MARIA VAMOS JUNTOS CONSTRUIR A CASA DA FÉ E DO EVANGELHO. Na última página informações várias da comunidade paroquial, e calendário de algumas das atividades pastorais e ainda a reflexão bíblica, no olhar de um jovem.

  O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Início do Ano da Fé - em imagens


 No fim de semana de 13/14 de outubro, a Paróquia iniciou o Ano da Fé, na comunhão com toda a Igreja, dando início ao ano pastoral e à catequese paroquial. Pelas 15h00, como habitualmente, os ensaios do Grupo Coral da Catequese; pelas 16h00, no Centro Paroquial, a Catequese. No primeiro encontro de sábado, todas as crianças e adolescentes se juntaram no espaço exterior, para um momento mais descontraído, com a animação juvenil. Pelas 17h00, a celebração da Eucaristia, utilizando elementos simbólicos para o lema pastoral - Com Maria, vamos juntos construir a Casa da Fé e do Evangelho.

       No Domingo, a celebração da Eucaristia contou com simbologia idêncitca, ainda que em momentos diferentes da celebração, para que todos fossem sensibilizados para o Ano da Fé e para a orientação diocesana e paroquial.

       Abaixo poderá ver um conjunto de imagens, em formato do vídeo/diaporama, com o Hino Oficial do Ano da Fé como música de fundo.

       Para ver as fotos poderá também visitar-nos no facebook: paróquia de Tabuaço.





Início da Catequese Paroquial - Início do ANO da FÉ 2012-2013


Na passada quinta-feira, em Roma, o Papa Bento XVI deu início ao ANO DA FÉ.

Na nossa paróquia o início aconteceu na celebração da Eucaristia vespertina, com as crianças e adolescentes da catequese, e na Missa Dominical, dias 13 e 14 de outubro.

Este ANO especialmente dedicado à fé, colocando-nos em comunhão com toda a Igreja católica, com a Diocese de Lamego, e com todos os que de coração sincero procuram construir uma sociedade mais justa.

É convite a percorrermos de novo, com alegria e entusiasmo, a peregrinação da Fé iniciada no dia do nosso batismo.

A comunidade cristã está em constante processo de conversão e de transformação, procurando ser fiel, em cada tempo e situação, a Jesus Cristo e ao seu Evangelho, vivendo a fé como oportunidade e espaço de conforto, de diálogo, de provocação e de envolvimento, de todos os seus membros.

Procuraremos seguir os passos do nosso Salvador, Jesus Cristo, acolhendo-O na nossa vida e testemunhando-O aos outros na fidelidade crescente ao Evangelho da caridade e do perdão.

Pode consultar o guião da celebração de Sábado e de Domingo, utilizadas na paróquia de Nossa Senhora da Conceição. Clique:

GUIÃO PARA O INÍCIO DO ANO DA FÉ DENTRO DA EUCARISTIA

E de seguida veja um vídeo com um dos momentos do incío da Catequese.



Documento para download: Ano_F_missa.pdf



Carta Pastoral de D. António Couto à Diocese de Lamego


D. António Couto, Bispo de Lamego, dirigiu à Diocese de Lamego a Sua primeira Carta Pastoral, enquadrando o Ano da Fé, proposto para toda a Igreja, e a Nova Evangelização, tendo como pano de fundo a Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos sobre "A Nova Evangelização para a transmissão da fé", a decorrer no Vaticano, desde o dia 7 de outubro, subjugada ao tema/lema pastoral proposto para 2012/2013: Vamos juntos construir a casa da Fé e do Evangelho.


Pode ler a Carta em PDF, clicando sobre a imagem, ou AQUI, ou na página da Diocese de Lamego.


Documento para download: Carta_Pastoral_D.Antnio_Couto.pdf



Boletim Paroquial Voz Jovem - setembro 2012


 Está aí o início de mais um ano pastoral, sob a égide de ANO da FÉ, proposto pelo Papa Bento XVI e se inicia no próximo dia 11 de outubro, no 50.º aniversário da abertura do Concílio Vaticano II, e no 20.º aniversário da promulgação do Catecismo da Igreja Católica, e que terminará no dia 24 de novembro de 2013. Mais uma excelente oportunidade para aprofundar a FÉ que nos une em Jesus Cristo, testemunhando com novo ardor a nossa adesão a Jesus Cristo, pessoal, familiar e comunitariamente. As várias dioceses procuram adequar os seus planos pastorais às realidades de hoje com o pano de fundo do Ano da Fé. A Diocese de Lamego, na pessoa do nosso Bispo D. António, propôs o seguinte lema - Vamos juntos construir a Casa da Fé e do Evangelho -, na incidência do Ano da Fé e da Nova Evangelização (realiza-se no início de outubro, no Vaticano, a Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos para se debruçar sobre "A nova evangelização para a transmissão da Fé").

       Na nossa paróquia alargaremos o lema, na especificidade e no patrocínio de Nossa Senhora da Conceição - Com Maria, vamos juntos contruir a Casa da Fé e do Evangelho.

       É destes temas e outros que damos nota no boletim paroquial "VOZ JOVEM", de setembro. Vale a pena ler e meditar os primeiros 4 números da Carta Pastoral do nosso Bispo, o início da Carta Apostólica de Bento XVI, a Porta da Fé, que "justifica" o ANO da FÉ, o testemunho de Roberto Carneiro sobre este ano da fé.

       Em tempo de férias, as comunidades paroquiais continuam a viver e partilhar a fé, ainda que de maneira diferente. Fica o registo de dois momentos: a participação na Procissão de Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego, e na Peregrinação a Taizé, de 6 jovens da nossa paróquia. Há ainda outros informações importantes: o início da catequese - 13 de outubro; leituras propostas para o Ano da Fé; informações sobre o empréstimo bancário, e a "Escola de Fé" para o dia 26 de outubro, no Centro Paroquial.

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Festa de Santa Eufémia de Pinheiros - 16 de setembro


A Festa e Romaria de Santa Eufémia envolve a paróquia de Pinheiros, mas,por certo, é uma festa e romaria para todo o Arciprestado/Concelho de Tabuaço, bem como paróquias vizinhas de Moimenta da Beira, como Castelo e Beira valente, ou de Armamar, Goujoim ou Arícera, entre muitas outras pessoas, vindas de outros lugares.

       O facto desde ano ter calhado ao fim de semana, facilitou a presença de muitas mais pessoas devotas de Santa Eufémia, que acorreram a Pinheiros para agradecer graças solicitadas, concedidas, para cumprir promessas, para fazer pedidos.

Em tempo de turbulência, a fé e a religião são um porto de abrigo. Não apenas um refúgio, mas uma âncora para enfrentar os desafios do tempo presente, para sentir terra, chão firme.

       Ficam algumas imagens da Festa de Santa Eufémia, 1.º e dia principal, a 16 de setembro, e imagens do segundo dia da festa, em honra de Santa Bárbara.





Boletim Paroquial de Santa Eufémia - n.º 2


As festas em honra de Santa Eufémia, peregrinação e romaria, traz a Pinheiros uma enchente, e ainda para mais quando o dia 16 de setembro coincide com o fim de semana, como foi o cado, coincidindo com o Domingo. Há outros momentos e celebrações na comunidade paroquial de Piinheiros, de que dá nota também o segundo número do Boletim Paroquial de Santa Eufémia, elaborado para ser entrgue às pessoas preciamente no ocasião das festas da comunidade.

       Além das fotos, alguns textos de reflexão e de inforamção sobre a vida da comunidade paroquial de Pinheiros. O Boletim pode ser lido e visto no formato digital. Clique sobre a imagem, ou abaixo faça donwload.



Documento para download: Santa_Eufmia_2012.pdf



NOTA PASTORAL de D. ANTÓNIO COUTO sobre a solenidade de Nossa Senhora dos Remédios


 

1. No próximo dia 8 de Setembro, dia em que a Igreja celebra a Festa da Natividade da Virgem Santa Maria, a Igreja que vive na Cidade de Lamego celebra a Solenidade de Nossa Senhora dos Remédios, sua Padroeira principal.


2. Nossa Senhora dos Remédios é, com certeza, nas suas coordenadas culturais e religiosas, o ponto mais alto (falo de outras alturas) da cidade de Lamego, mas também de toda a nossa Diocese de Lamego, e ainda de muita gente humilde e devota do inteiro Portugal e até do estrangeiro, que acorre a este lugar alto (a Bíblia chama «lugar alto» [maqôm], mais alto do que eu, aos santuários de Deus) para, juntamente connosco, bater a esta porta aberta desta Casa da Mãe de Deus e nossa Mãe, à procura de algum consolo para as suas dores e de um bocadinho de esperança para a sua vida.

3. A nós, Igreja de Deus que vive nesta Cidade e nesta Diocese de Lamego, compete-nos, portanto, pôr a mesa e acender a lareira, para que esta Casa da nossa Mãe seja um lar belo e acolhedor, onde todos aprendamos outra vez a sentir-nos verdadeiramente filhos e irmãos.

4. Ouso, por isso e para isso, apelar a todos os Movimentos e a todas as Comunidades Paroquiais espalhadas pelo espaço da nossa Diocese de Lamego, com os seus párocos e fiéis, acólitos e porta-estandartes, a marcarem presença activa, peregrinante e orante, de modo a enchermos de Fé, de Amor e de Esperança todos os caminhos que vão dar ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios.

5. O Dia Grande é o Dia 8 de Setembro. Nesse Dia haverá no Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, às 10 horas, a Solene Celebração da Eucaristia. E às 16 horas terá lugar a Solene Procissão que, saindo da Igreja das Chagas e atravessando as ruas da cidade, se dirigirá para o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios.

6. Toda a grande Celebração requer que nos preparemos condignamente para ela. Nesse sentido, o Santuário oferece um itinerário de preparação, que decorrerá de 30 de Agosto a 7 de Setembro, com dois momentos altos em cada um dos dias desta novena: às 6 horas da manhã, haverá a Recitação do Terço, Adoração e Celebração da Eucaristia; e às 18 horas, haverá um tempo de oração mariana, orientado pelas Irmãs Franciscanas Hospitaleiras. No dia 6, no final da Oração da manhã, a imagem de Nossa Senhora dos Remédios será levada em Procissão para a Igreja das Chagas, de onde sairá no dia 8, em Solene Procissão, às 16 horas.

7. Aproveitemos este tempo de graça para renovarmos a nossa Alegria cristã e a nossa Dedicação à Mãe de Deus e Mãe nossa, que sempre nos acolhe na sua Casa e nos conforta nos seus braços maternais.

 

Lamego, 11 de Agosto de 2012, memória de Santa Clara de Assis
+ António Couto, Bispo de Lamego





Boletim Paroquial Voz Jovem - julho 2012


Nas comunidades paroquiais, pelo menos do Interior Norte, o tempo de férias traz outros compromissos como as festas populares, dos padroeiros, ou dos santos Mártires, batismos e casamentos, dos residentes e daqueles que regressam da emigração para estas ocasiões festivas. O boletim VOZ JOVEM de julho faz referência ao ambiente ferial, sobretudo no Editorial, mas balança-se para o ANO da FÉ, que se inicia em 11 de outubro, mas que já se prepara nas paróquias e dioceses de todo o mundo. Vale a pena, a propósito, o texto-reflexão sobre a FÉ, da D. Evinha. O boletim tem outros motivos de interesse, reflexão bíblica, informações paroquiais e diocesanas, dando nota da Ordenação do mais recente sacerdote e do falecimento da D. Adriana Lima, promotora da caridade, da Ação Católica...

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Festa do Jardim Infantil de Pinheiros - Missa de Finalistas 2011/2012


Solenidade do martírio dos Apóstolos São Pedro e São Paulo, enriquecida com a festa de ação de graças dos FINALISTAS do Jardim Infantil de Pinheiros (inclui o lugar de Carrazedo, única paróquia do Arciprestado de Tabuaço que não é freguesia). A Festa teve o condão de contar com a beleza, o encanto e a simplicidade dos quatro finalistas e de outras crianças e adolescentes.

       Oportunidade de abertura à comunidade e à dimensão espiritual da vida, em lógica de solidariedade intergeracional, tão necessário no mundo e no tempo atuais.

       Ficam algumas imagens, outras poderão ver vistas no perfil das Paróquias de PINHEIROS e de CARRAZEDO no facebook. Veja as mesmas imagens em formato de vídeo e comduas canções da catequese.





Festa do Município de Tabuaço - São João Batista - 24 de junho


Como muitos municípios (por exemplo São João da Pesqueira, Sernancelhe,...), também Tabuaço tem como Padroeiro São João Batista, oportunidade para atrair muitas pessoas à Vila e ao Concelho. No que à dimensão religiosa diz respeito, o DIA da solenidade do Nascimento de São João Batista, a celebração solene da Eucaristia, com pregação, a cargo do reverendo Pe. António Giroto, Pároco em Leomil, Sever e Alvite, no Arciprestado de Moimenta da Beira (com o Pe. Bráulio), e com a presença do Pe. Luís António, pároco de Sendim, de Paradela e da Granjinha, e a majestosa procissão com os santos padroeiros das paróquias do Arciprestado (excluindo Carrazedo, única paróquia que não freguesia).

        Durante a pregação o ilustre Pregador, partindo da primeira leitura, do profeta Isaías falou no cansaço que humanamente se pode sentir no trabalho profético/pastoral. Será um trabalho fastidioso, cansativo, em vão, se tiver em vista apenas o sucesso imediato, o sucesso humano. Por vezes não se vê o fruto. Contudo, em Isaías, como em São João, o cansaço físico é superável com o compromisso da missão em prosseguir a verdade e o bem, promovendo a justiça, procurando fazer a vontade de Deus. E quando Deus está no centro o sucesso surgirá, sem dúvidas.

       Outras das acentuações, bem visível, o facto de o nome de JOÃO apontar para o futuro. Os familiares querem, como tradicional no filho primogénito, siga com o mesmo nome do Pai, Zacarias. Mas Zacarias e Isabel decidem um nome que assume futuro. É certo que a nossa vida é também fruto da história, mas somos chamados a viver hoje, para diante, no futuro que é Deus.

       Um dado claro em Zacarias é a mudez do anúncio que vai ser pai até ao dia de dar o nome ao seu filho... às vezes também deveríamos ser mudos, pelo menos quando estamos a dizer mal dos outros, e falar quando temos algo de bem e de bom para dizer. Zacarias ultrapassa a mudez para louvar a Deus, do silêncio às palavras, para que estas sejam proveitosas...

       A ALEGRIA é uma dimensão também importante da vida de João Batista, ainda no seio materno já ele rejubila pela proximidade de Jesus Cristo. Perto de Jesus Cristo, de Deus, também os cristãos hão de ser alegres, firmes na esperança que vem de Deus.

       Como João Batista, também os cristãos devem orientar a sua vida por três paradigmas/ddimensões:

  • martirial
  • integradora
  • superadora.
  • Martirial. São João dá testemunho com o próprio sangue, dando a sua vida. É mártir. Nós podemos não ter necessidade testemunhar Jesus Cristo com o sangue, mas podemos e devemos testemunhá-lo com a nossa vida, com suor, trabalho, dedicação.
  • Integradora. Importa, como cristãos, estar com todos, procurar que tudo façam parte do Corpo de Cristo, que é a Igreja. Ir até aos átrios da Igreja anunciar Jesus Cristo, levar o Evangelho, tornando acessível a todos a palavras de Deus, mas sem impor, respeitando a opção dos outros. Ainda que os outros não acolham, não cessemos de dar testemunho. São livres para entrar ou não. Ao cristão cabe sempre ser testemunha de Jesus, como o foi João a apontar para o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
  • Superadora. Os cristãos têm de ser as melhores pessoas. Não se trata de descriminação ou de juízos de valor. Mas se se tem Deus, e se tem consciência que tem Deus dentro de si, então só podem ser as melhores pessoas. Dar Deus aos outros. Dar o melhor. Dizer bem. Fazer bem, e que começa em casa, na família, nos que estão perto... às vezes somos menos delicados e tolerantes para os que estão mais perto e com quem deveríamos amar, proteger, respeitar...

 

»» Poderá visualizar outras imagens no nosso perfil de facebook: AQUI




Boletim Paroquial Voz Jovem - junho 2012


Os meses de maio e de junho são férteis de atividades pastorais, mormente no que à catequese diz respeito. Este número do boletim paroquial VOZ JOVEM é dedicado por inteiro à Catequese Paroquial, cujo encerramento foi no passado dia 16 deste mês. Fotos de todos os grupos de catequese, com destaque para a Festa da Promeira Comunhão (Sacramento da Eucaristia) e para a Festa da Profissão de Fé, que ocupam as páginas centrais do boletim.

       Em formato digital, uma apresentação mais colorida.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Encerramento da catequese paroquial - 2011/2012


15 de junho de 2012, encerramento da Catequese Paroquial de Tabuaço, com um momento descontraído de convívio e lanche, e celebração da Eucaristia, com a apresentação do simbolismo de cada ano de catequese, no ofertório, e a inclusão de um batizado, o da Mariana (Pais: Pedro Nuno e Maria do Carmo)...

(1.º ano - ACOLHIMENTO)

(2.º ano - PAI-NOSSO)

(3.º ano - Primeira Comunhão)

(4.º ano - Festa da Palavra = BÍBLIA)

(5.º ano - CREDO)

(6.º ano - PROFISSÃO DE FÉ)

(7.º ano - BEM-AVENTURANÇAS)

(8.º ano - FESTA DA VIDA)

(9.º ano - COMPROMISSO)

(10.º ano - ENVIO)

»» Para ver mais fotos do ENCERRAMENTO DA CATEQUESE 2012,

visite o perfil da paróquia de Tabuaço no facebooK.





Catequese Paroquial de Tabuaço - Bem-aventuranças 2012


Sábado, 9 de junho, Eucaristia vespertina, mais uma festa da catequese, desta feita das Bem-aventuranças, dos adolescentes do 7.º ano. Tivemos a ventura de celebrarmos também o Sacramento do Batismo da Constança, filha do Sérgio e da Marlene, paroquianos de Tabuaço. Ficam algumas das imagens desta belíssima festa...

Para mais fotografias visitar:





Solenidade do Corpo de Deus e Primeira Comunhão


A Solenidade do Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo (CORPO de DEUS), celebração festiva da EUCARISTIA, na paróquia de Nossa Senhora de Tabuaço é também o dia, de há muitos anos a esta parte, da Primeira Comunhão.

       Hoje 17 crianças do terceiro ano de catequese comungaram pela primeira vez. Uma festa alegre, sorridente, bela... Ficam algumas imagens da Eucaristia e da Procissão Eucarística...





Catequese Paroquial de Tabuaço - Festa do Envio


A segunda festa da Catequese deste fim de semana da Santíssima Trindade, na Missa Dominical, foi a festa do envio, do 10.º ano de catequese. Ficam algumas imagens, registando este momento de desafio em comunidade:




Catequese Paroquial de Tabuaço - Festa da Vida 2012


Para este fim de semana, celebração da Festa da Santíssima Trindade, reservamos duas festas da catequese, do 8.º e 10.º anos. Sábado, Missa vespertina - Festa da Vida - 8.º ano de catequese. Aqui ficam algumas imagens, onde se salienta o grupo, e os elementos da vida: água, vinho, cruz - a vida que Deus no dá em Jesus Cristo, o pão, a cor...





Festa da Profissão de Fé 2011/2012


Solenidade do Pentecostes, oportunidade de celebrar mais um festa da catequese, desta feita, a Profissão de Fé. Com efeito, nos últimos anos, e para sublinhar o carácter solene do Pentecostes, temos aproveitado a ocasião para uma das festas da catequese a que continua a dar-se um relevo muito peculiar. Este ano, curiosamente, duas festas da catequese, em Pentecostes, a do Credo, na Missa vespertina, e da Profissão de Fé, na Missa dominical.

       Ficam algumas das imagens:

 

Para ver outras fotos visitar no perfil da Paróquia de Tabuaço:





Festa do Credo 2011/2012


À grande solenidade do Pentecostes, juntámos, na paróquia de Nossa Senhora da Conceição, as festas da catequese do Credo e da Profissão de fé. A Festa do Credo, na Missa vespertina, e a da Profissão de Fé, na Dominical.

       Mais uma vez, com gestos simples e significativas, a expressividade da fé cristã, centrada na Santíssima Trindade, vivida em Igreja. Aqui ficam algumas imagens:

Para ver outras fotos visitar no perfil da Paróquia de Tabuaço:





Festa da Palavra 2011/2012


No sábado, 12 de maio, na Eucaristia vespertina, os meninos do 4.º ano de catequese realizaram a sua festa de catequese, a Festa da Palavra. Aqui ficam algumas fotos da celebração:

Para ver outras fotos visitar no perfil da Paróquia de Tabuaço:





XXVII Jornada Diocesana da Juventude - em São Salvador do Mundo 19 de maio


Realizou-se, em 19 de maio, a XXVII Jornada Diocesana da Juventude, em São João da Pesqueira, em São Salvador do Mundo. Esteve um bom grupo de jovens do Arciprestado de Tabuaço, de Barcos, Tabuaço, Távora, Balsa, Valença do Douro. Ficam algumas fotos:

 

»»» A próxima JORNADA DIOCESANA DA JUVENTUDE vai ser no Arciprestado de Tabuaço... A Cruz e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos importantes nas Jornadas Mundiais da Juventude, e também ao nível diocesano..





Procissão das Velas - 12 e 13 de maio


Uma das tradições bem entranhadas nas comunidades católicas portuguesas, a Procissão das Velas, numa ligação muito espiritual ao Santuário de Nossa Senhora da Fátima. Imagens da celebração nas paróquias de Santa Eufémia, Pinheiros; Nossa Senhora da Conceição, Tabuaço, e São João Batista, Távora. Magnífico cântico da Irmã franciscana hospitaleira Maria Amélia da Costa.




Boletim Paroquial Voz Jovem - maio 2012


O boletim paroquial VOZ JOVEM, como habitualmente quando se aproxima o último domingo do mês, aí está, para já em formato virtual e no fim de semana impresso. Em maio, os temas são variados, bem assim como as informações. No editorial, reflexão à volta do tema propostos como aglutinador para os meses de maio e junho, ORAÇÃO, MISSÃO, COMUNHÃO, partindo da caraterização da comunidade de Jerusalém nos primórdios da Igreja. Nas páginas centrais, duas atividades relacionadas sobretudo com os jovens: Fátima Jovem 2012 e XXVII Jornada Diocesana da Juventude. Espaço também para a notícia do Dia da Mãe e do Encontro de Reflexão Bíblica. Na última página, o Olhar de um Jovem, informações habituais e duas imagens da Procissão das Velas, no passado dia 12 de maio.


O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Silêncio e palavra: caminho de evangelização - MSG de Bento XVI para o Dia Mundial dos Media


Amados irmãos e irmãs,

Ao aproximar-se o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2012, desejo partilhar convosco algumas reflexões sobre um aspeto do processo humano da comunicação que, apesar de ser muito importante, às vezes fica esquecido, sendo hoje particularmente necessário lembrá-lo. Trata-se da relação entre silêncio e palavra: dois momentos da comunicação que se devem equilibrar, alternar e integrar entre si para se obter um diálogo autêntico e uma união profunda entre as pessoas. Quando palavra e silêncio se excluem mutuamente, a comunicação deteriora-se, porque provoca um certo aturdimento ou, no caso contrário, cria um clima de indiferença; quando, porém se integram reciprocamente, a comunicação ganha valor e significado.

 

É assim que começa a Mensagem de Bento XVI para o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2012. O Papa, de forma simples, clara, luminosa, conjuga duas realidades que se enriquecem e promovem: o silêncio e a palavra. Uma potencia a outra. As palavras ecoam também no silêcnio. O silêncio tambémnos fala...

Leia na íntegra. Vale a pena. Mais uma mensagem envolve. Convocação. Desafio. Interpelação. Faça o download em PDF:

Mensagem de Bento XVI para o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2012



Documento para download: MSG_BENTO_XVI_Comunicaes_Sociais_2012.pdf



13 a 20 de maio de 2012 - SEMANA da VIDA


A Conferência Episcopal propôs aos católicos portugueses e a todas as pessoas de boa vontade a realização da SEMANA da VIDA, na terceira semana de maio, mês de maria, mês do coração.

Como tema proposto à reflexão: COMPROMETIDOS COM A VIDA.

O download da Mensagem para este ano pode ser efetuado abaixo.



Documento para download: Semana_VIDA_2012.pdf



Mensagem de Bento XVI para a JMJ 2012, celebrada a nível diocesano


A próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ) realizar-se-á no Rio de Janeiro, no Brasil, no próximo ano de 2013. Entre as Jornadas mundiais, a Jornada da Juventude é celebrada a nível diocesano, como acontece em 2012. Em muitas dioceses, a começar pelos Diocese de Roma, realiza-se no Domingo de Ramos, na nossa Diocese (como em outras) é transferida para uma ocasião mais oportuna, para que os jovens estejam na paróquia num Domingo tão significativo como é o Domingo de Ramos. Em Lamego realiza-se, este ano, a 19 de maio.

Para a Jornada Mundial da Juventude de 2012, Bento XVI escolhue o tema da alegria, partindo da Carta aos Filipenses.

Em baixo pode fazer-se o download da MENSAGEM DE BENTO XVI PARA A JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 2012.



Documento para download: MSG_BENTO_XVI_JMJ_2012.pdf



Mensagem de D. António Couto para a XXVII Jornada Diocesana da Juventude


PERMANECEI NO MEU AMOR

        1. Vale sempre a pena começar por receber, com particular atenção e carinho, o retrato da Igreja-mãe de Jerusalém, tal como nos chega pela paleta de tintas do Autor do Livro dos Atos dos Apóstolos:

Eram perseverantes no ensino dos Apóstolos e na comunhão, na fração do pão e na oração. […] Todos os que acreditavam estavam no mesmo lugar e tinham tudo em comum. […] Todos os dias frequentavam juntos o Templo, e partiam o pão em cada casa, tomando o alimento com alegria e simplicidade de coração, louvando a Deus e tendo graça junto de todo o povo. E o Senhor acrescentava em cada dia o número dos que estavam a ser salvos» (Atos 2,42.44.46-47). 

       Trata-se de uma visita guiada à primeira Catedral da Igreja nascente – mas com ramificações em todas as casas, em todos os corações –, bem assente em quatro colunas: o ensino dos Apóstolos (1), a comunhão fraterna (2), a fração do pão (3) e a oração (4). Com a boca cheia de louvor, os olhos de graça, as mãos de paz e de pão, as entranhas de misericórdia, a comunidade bela crescia, crescia, crescia. Não admira. Era uma comunidade jovem, leve e bela, tão jovem, leve e bela, que as pessoas lutavam para entrar nela!

 

       2. É uma comunidade fecunda e feliz, que cuida de si, da sua imagem, e que sorri sempre, que dá testemunho da sua bela identidade, sem peias nem vergonha, num mundo hostil e agressivo. Testemunho diz-se em alemão Zeugnis, e testemunhar diz-se zeugnen. Mas zeugnen significa também gerar. Então, testemunhar é gerar novos filhos e filhas, fazer nascer com o nosso testemunho e a dádiva da nossa vida novas vidas cheias de Cristo, novas teias de esperança.

 

       3. É urgente saber aproveitar todas as oportunidades, mas também saber provocá-las, e lançar mão de capacidades e aptidões, mas também saber cultivá-las, para oferecer o Evangelho a este mundo. Neste domínio, vós, queridos jovens, quando devidamente preparados e estimulados, pareceis particularmente aptos para criar relações de simpatia e de acolhimento, de modo a saberdes dar o Evangelho juntamente com a vossa própria vida (o vosso tempo, a vossa saúde, a vossa energia, a vossa alegria), estabelecendo relações significativas, não só́ com as pessoas que frequentam a Igreja, mas também com as que estão «à porta», no caminho ou na estrada. Neste sentido, vós, jovens, podeis tornar-vos nos mais eficazes evangelizadores dos jovens, mas também dos adultos e idosos, dado o vosso interesse pelos outros e por tudo o que é novo. Foi, neste sentido, que ouvistes palavras de estímulo do Papa Bento XVI: «Jovens amigos […], testemunhai a alegria desta sua [de Jesus Cristo] presença forte e suave, a todos, a começar pelos da vossa idade. Dizei-lhes que é belo ser amigo de Jesus e que vale a pena segui-l’O» (Homilia da Santa Missa, Terreiro do Paço, Lisboa, 11 de Maio de 2010).

 

       4. Comunidade jovem, leve e bela, jovens da nossa Diocese de Lamego. Tecei telas belas, novas teias (e não peias), embelezai o mundo, entretecei- o de amor. Dai a vida por ele, dai-lhe vida. Reuni as vossas energias, construı́ sinergias, trazei mais mãos, mais corações, rezai e lutai sempre por um mundo novo, mais justo e mais fraterno, carregado de muito mais esperança.

 

       5. Queridos jovens, abraçai o estilo de vida de Jesus, vosso amigo, preparai e formai grupos de evangelização, formai uma verdadeira rede de evangelização, que, no coração da nossa Diocese e do mundo, sinta a alegria de levar o Evangelho a todos os sectores da vida, desde a família, à escola, ao trabalho, aos tempos livres, à solidão, à dor. Eu conto convosco. Cristo conta convosco.

+ António Couto, Bispo de Lamego



Documento para download: XXVII_JDJ_2012.pdf



Plano Pastoral - maio e junho (4)


O Plano Pastoral Paroquial desdobra-se em 4 partes distintas e complementares, como se pode acompanhar nesta página (PROGRAMAÇÃO PASTORAL): outubro e novembro (início da catequese, festa do acolhimento, dia mundial das missões e semana dos seminários); advento - Imaculada Conceição (Padroeira) - Natal; quaresma e páscoa; maio e junho (festas da catequese, mês de maria, Corpo de Deus, Pentecostes, festa do padroeiro do município - são joão batista). Na temática bíblia, e partindo da Palavra de Deus, seguimos o evangelista São Marcos, referência para o ano litúrgico, ciclo B, com desafios ao movimento: Ide e ensinai (outubro e novembro); Levantai-vos, vamos!(quaresma); Ressuscitou. Ide... (páscoa).

Inicíamos o mês de maio, o mês de Maria, procurando que a oração, a missão e a comunhão sejam um compromisso de todos, dos paroquianos e de todos os que integram os vários grupos paroquiais.

Pode fazer o download do Plano Pastoral Paroquial 2011/2012.

Para fazer download da folha dominical o enquadramento bíblico deste 4 tema.



Documento para download: plano_pastoral_4.pdf



Dia da Mãe - Tabuaço e Pinheiros


Cada comunidade assinala à sua maneira as data comemorativas. Em Tabuaço, a opção solenizar o Ofertório, e oferecer a cada mãe/mulher adulta, uma rosa e um cartão a assinalar o dia, e com a leitura de um poema. Em Pinheiros, a oferta de uma rosa, um cartão e a leitura de um poema. Das duas paróquias temos algumas imagens. Em Carrazedo, cada pessoa levou uma flor, ou um ramos de flores e no momento de ação de graças, os que tinham as mães presentes oferecem-lhe a flor/o ramo. As pessoas cujas mães já faleceram ofereceram a flor/ramo a Nossa Senhora, Mãe nossa.

       A frase escolhida para o cartão de comum a Tabuaço e Pinheiros é de Ermes Ronchi: "Como não podia estar em toda a parte, criou as Mães" (As casas de Maria). Aqui ficam imagens de Pinheiros e de Tabuaço. Podem ver-se mais no perfil do facebook: PINHEIROS || TABUAÇO.

 

 

 

 

 





Jovens da paróquia de Tabuaço no Fátima Jovem 2012


Um grupo de jovens da paróquia de Tabuaço participou no Fátima Jovem 2012, nos dias 5 e 6 de maio. A maioria já tinha participado no ano anterior. Ficam algumas das imagens "sacadas" do perfil do SDPJ de Lamego no facebook e do Cordeiro de Deus.





Festa do Pai-nosso - 2011/2012


Retomamos as Festa da Catequese, na paróquia de Tabuaço. A primeira - a do Acolhimento - realizou-se do dia 22 de outubro de 2011, no início deste ano pastoral. 28 de abril de 2012, a Festa do Pai-nosso, com as nossas crianças do 2.º ano de catequese.

       Aqui ficam algumas imagens:

»»» Para ver outras fotografias, visite o perfil da Paróquia de Tabuaço no Facebook.





Boletim Paroquial Voz Jovem - abril 2012


O boletim paroquial Voz Jovem está disponível nos formatos habituais. A destacar, neste mês de abril, a festa mais importante da liturgia, a PÁSCOA de Jesus Cristo, com a preparação da mesma, a vivência da Semana Santa. Este número está mais preenchido pelas imagens dos diversos momentos e celebrações da semana santa. Como editorial, o enquadramento do tema a refletir em comunidade e, na última página, informações da e para a comunidade paroquial de Tabuaço, bem assim com a reflexão bíblica, no olhar de um jovem. Boa leitura.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Aniversário natalício de D. António Couto, Bispo de Lamego


O nosso bispo completa hoje 60 anos de idade. Feliz aniversário e votos de saúde e paz, e um pontificado, à frente da Diocese de Lamego, profícuo. Muitos parabéns e que Deus seja o Seu norte.

Data Nascimento: 18 de abril de 1952.

Naturalidade: Vila Boa do Bispo, Marco de Canaveses, Porto

Ordenação Sacerdotal: 3 de dezembro de 1980, em Cucujães.

Nomeação episcopal: 6 de julho de 2007, para Bispo Auxiliar de Braga.

Ordenação Episcopal: 23 de setembro de 2007, no Seminário das Missões, Cucujães, Oliveira de Azeméis.

Nomeação para Bispo de Lamego: 19 de novembro de 2011. 

Entrada solene e tomada de posse na Diocese de Lamego: 29 de janeiro de 2012.

 Veja a biografia mais detalhada de D. ANTÓNIO COUTO, aqui.





Semana Santa 2012 - em imagens


A Páscoa continua. A Quaresma conduz-nos a um novo começo, ou ao começo por excelência, à vida nova que Jesus Cristo nos traz pela Sua ressurreição. O túmulo está vazio. É tempo, agora, de O procurar onde Se pode encontrar, em casa, no coração, no mundo, na oração, na escuta da Palavra, e essencialmente nos Sacramentos, que se prolongam no compromisso quotidiano com as pessoas que nos rodeiam.

       Porém, para que a Páscoa seja mais efetiva, importa não esquecer a travessia, o que nos conduziu à celebração festiva da Ressurreição. Fizemos quaresma, celebrámos a Semana Maior da nossa fé, envolvemo-nos na festa. A Semana Santa é (deve ser) aglutinadora da vivência da comunidade crente. Aqui ficam alguns recortes, em imagens, em formato de vídeo, desta Semana Santa, deste ano da graça de 2012, na paróquia de Nossa Senhora da Conceição:





Páscoa e Visita Pascal em Pinheiros


A celebração da Páscoa é sempre motivo de festa, de convívio, de encontro em família. Também de recordar os que já partiram e continuam a fazer parte da família e da comunidade. E também lembrança dos que estão longe, doentes ou em trabalho. A visita pascal, na paróquia de Pinheiros, é à segunda feira de Páscoa. Aqui ficam algumas das imagens, em formato de vídeo, deste dia de festa e de fé...




Plano Pastoral - Quaresma e Páscoa (3) - segunda parte


O Plano Pastoral Paroquial desdobra-se em 4 partes distintas e complementares, como se pode acompanhar nesta página (PROGRAMAÇÃO PASTORAL): outubro e novembro (início da catequese, festa do acolhimento, dia mundial das missões e semana dos seminários); advento - Imaculada Conceição (Padroeira) - Natal; quaresma e páscoa; maio e junho (festas da catequese, mês de maria, Corpo de Deus, Pentecostes, festa do padroeiro do município - são joão batista). Na temática bíblia, e partindo da Palavra de Deus, seguimos o evangelista São Marcos, referência para o ano litúrgico, ciclo B, com desafios ao movimento: Ide e ensinai (outubro e novembro); Levantai-vos, vamos!(quaresma); Ressuscitou. Ide... (páscoa).

Decorre o tempo do terceiro tema. Depois do tratamento inicial do tema 3, com a quaresma, apresentamos a Páscoa e o tempo pascal, em boletim a distribuir na clebração eucarísticca do Domingo de Páscoa.

Pode fazer o download aqui: PLANO PASTORAL - TEMA 3 (quaresma).

Pode fazer o download aqui: PLANO PASTORAL - TEMA 3 (PÁSCOA).

Pode fazer o download do Plano Pastoral Paroquial 2011/2012.



Documento para download: planificao_pastoral_2012.pdf



SEMANA SANTA - Tabuaço, Távora, Pinheiros, Carrazedo


A SEMANA SANTA constitui o centro da vida cristã. Há de ser valorizada e vivida, nas diversas comunidades paroquiais, aproveitando e promovendo a identidade de cada uma delas. Fica aqui a calendarização das várias celebrações no espaço paroquial ao nosso encargo: Tabuaço (cartaz), Távora, Pinheiros e Carrazedo.

Paróquia de Tabuaço:

PARÓQUIA DE TÁVORA

31 de março: Via-sacra paroquial - 21h00

1 de abril: Domingo de Ramos - 9h00: bênção dos Ramos, Capela de Nossa Senhora dos Prazeres. Eucaristia, na Igreja Paroquial.

  17h00 - Confissões

5 de abril: quinta-feira santa - 18h00 - Instituição da Eucaristia e Lava-pés

6 de abril: sexta-feira santa - 15h00 - Adoração da Santa Cruz

8 de abril: Páscoa da Ressurreição - 12h00: Eucaristia e Procissão da Ressurreição - 14h30: Visita Pascal

 

PARÓQUIA DE PINHEIROS

1 de abril: Domingo de Ramos - 12h00: bênção dos Ramos e celebração da Eucaristia, na Igreja Paroquial.

 16h00: Confissões

6 de abril: sexta-feira santa - 20h30 - Via sacra e adoração da Santa Cruz

8 de abril: Páscoa da Ressurreição - 14h30: Eucaristia e Procissão da Ressurreição

9 de abril: segunda feira de Páscoa: celebração da Santa Missa e Visita Pascal

 

PARÓQUIA DE CARRAZEDO

1 de abril: Domingo de Ramos - 14h30: bênção dos Ramos e celebração da Eucaristia, na Igreja Paroquial.

 16h00: Confissões

6 de abril: sexta-feira santa - 15h00 - Adoração da Santa Cruz

8 de abril: Páscoa da Ressurreição - 15h30: Eucaristia e Procissão da Ressurreição. Segue a Visita Pascal



Documento para download: domingo-ramos.pdf



Boletim Paroquial Voz Jovem - março 2012


Aí está, para já em formato digital, e no fim de semana em papel, distribuído gratuitamente aos paroquianos, o Boletim Paroquial Voz Jovem, na sua edição de março, com o número 140. Os temas, como é habitual, estão relacionados com a vivência da fé, na comunidade paroquial, e na aberura à Igreja e à sociedade. Neste mês os assuntos relacionam-se com a Quaresma, a conversão, com o Dia de São José e do Pai, com o Dia Diocesano do Catequista, a reflexão bíblica, continuando o texto de janeiro, e as informações próprias da vida paroquial.

       Boa leitura.

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Solenidade de São José e Dia do Pai - Tabuaço 2012


Como é já habitual,a Eucaristia solene do dia 19 de março, em honra de São José e dedicada aos Pais, contou com a bela presença das famílias, pais e mães, crianças e adolescentes da catequese, e é por estas animado, no canto como nos gestos. Cada criança/adolescente entregou aos pais um postal realizado na catequese, e a todos os pais/homens foi entregue um cravo. No ofertório símbolos da fé e da vida, da Eucaristia e de São José, do trabalho e da beleza. E ainda tempo para um poema de Florbela Espanca dedicado aos pais.

       Pode visualizar mais algumas fotos aqui: Paróquia de Tabuaço no Facebook

       E as mesmas fotos em formato de vídeo, com uma belíssima música, "Enche-nos com o Teu Espírito".





D. António Couto, em Tabuaço, para benzer obras no Santuário do Sabroso, em Barcos


11 de março, 3.º Domingo da Quaresma, Dia Nacional da Cáritas, o nosso Bispo, D. António Couto, reservou a tarde para estar connosco em Tabuaço, a fim de benzer/inaugurar as obras de melhoramento da Igreja do Santuário de Santa Maria do Sabroso, na freguesia de Barcos, deste concelho/arciprestado de Tabuaço, cuja paroquialidade está confiada ao reverendo Pe. Luís Ribeiro da Silva.

       O primeiro encontro foi com os sacerdotes a paroquiar neste espaço pastoral, à volta da mesa, na Santa Casa de Misericórdia de Tabuaço.

       Depois de breve visita às pessoas que se encontram no Lar, seguiu com o sacerdotes para o Santuário do Sabroso, para presidir à Eucaristia, com a bênção do altar e das obras realizadas neste templo antiquíssimo. No final a bênção do parque das merendas, no espaço circundante do Santuário. Houve ainda tempo para confraternizar com as pessoas, no lanche que se seguiu.

       Destaque-se uma significativa moldura humana, com paroquianos de Barcos mas também de paróquias vizinhas, como deste espaço: Tabuaço, Távora, Pinheiros, Carrazedo.

 

 

 

 

 

 

Para ver mais fotos, visite a nossa página do FACEBOOK (as fotos do Santuário foram-nos cedidas pelo Sr. Rui de Carvalho, Câmara Municipal de Tabuaço).





Mensagem do responsável da Cáritas Diocesana de Lamego


No Domingo III da Quaresma é o DIA CÁRITAS. Mas toda a semana é dedicada especialmente à reflexão, oração e mobilização à caridade, à partilha e à comunhão.

Aqui fica a mensagem do Responsável da nossa Diocese, Pe. Adriano Monteiro Cardoso:

O calendário litúrgico aproxima-nos a passos largos de mais um Dia Cáritas (III Domingo da Quaresma - 11 de março).

"Edificar o Bem Comum, tarefa de todos e de casa um", é o tema deste ano. Cada cristão, em verdadeiros espírito de partilha, é chamado a cooperar na construção dum mundo mais justo e fraterno, começando, antes de mais, pela atenção aos irmãos que fazem parte da comunidade paroquial.

"Se a caridade não está presente no anúncio do Evangelho, qual o Evangelho que se anuncia? Se a caridade não transparece do que se celebrar, que vida cristã é a que se celebra? Que Ressurreição?". Estas questões basilares expressam na perfeição a necessidade de viver a comunhão, promovendo a articulação/cooperação entre todas as Instituições, Movimentos, Grupos que, nas paróquias, atuam na dimensão do Serviço, sem desprezar a participação dos outros setores da Pastoral, em torno da opção preferencial de Cristo pelos mais pobres. É neste sentido que o Sr. Bispo exorta à prioritária e urgente organização do setor da caridade ao nível comunitário/paroquial.

A Cáritas, na qualidade de Serviço do Bispo para a dimensão sócio caritativa, congrega, em si mesma, as referidas "entidades" da Igreja que atuam no espaço diocesano, promovendo a sua animação e sensibilizando para um trabalho que é tão mais urgente, quanto a exigência dos tempos que estamos a atravessar.

Que cada paróquia possa partilhar um pouco do que tem.

Que o amor de Deus, derramado sobre nós, a todos se manifeste na partilha solidária.

Lamego, 27 de fevereiro de 2012

O Presidente da Direção,

 Pe. Adriano Monteiro Cardoso.

 

Não deixe de ler também a Nota Pastoral para o Dia Cáritas 2012





Plano Pastoral - Quaresma e Páscoa (3)


O Plano Pastoral Paroquial desdobra-se em 4 partes distintas e complementares, como se pode acompanhar nesta página (PROGRAMAÇÃO PASTORAL): outubro e novembro (início da catequese, festa do acolhimento, dia mundial das missões e semana dos seminários); advento - Imaculada Conceição (Padroeira) - Natal; quaresma e páscoa; maio e junho (festas da catequese, mês de maria, Corpo de Deus, Pentecostes, festa do padroeiro do município - são joão batista). Na temática bíblia, e partindo da Palavra de Deus, seguimos o evangelista São Marcos, referência para o ano litúrgico, ciclo B, com desafios ao movimento: Ide e ensinai (outubro e novembro); Levantai-vos, vamos!(quaresma); Ressuscitou. Ide... (páscoa).

Para já o enquadramento do tema 3 (primeira parte; a segunda parte terá a ver com a contextualização da páscoa) do plano de pastoral 

Pode fazer o download aqui: PLANO PASTORAL - TEMA 3.

Pode fazer o download do Plano Pastoral Paroquial 2011/2012.

 

 



Documento para download: plano_pastoral_3.pdf



Boletim Paroquial Voz Jovem - fevereiro 2012


O boletim paroquial Voz Jovem já se encontra disponível em formato digital. Vem com um rosto ligeiramente diferente, à espera de sugestões já solicitadas. E bem mesmo a calhar, em tempo de conversão interior, de mudança de vida, expressão da conversão e da adesão firme a Jesus Cristo. Obviamente, e como refletimos nesta edição, o exterior, as tradições, os gestos - jejum, oração, esmola - só serão verdadeiramente transformadores se traduzirem a conversão e levarem a um empenho mais consciente e responsável pelo bem de todos. Como sugere Bento XVI, na Sua Mensagem Quaresmal, e partindo do texto da Carta aos Hebreus (10,24) - "Prestemos atenção uns aos outros. para nos estimularmos ao amor e às boas obras" - somos responsáveis uns pelos outros, somos "guarda" do nosso semelhante, do nosso irmão. Na mesma lógica a Mensagem Quaresmal do nosso Bispo, D. António Couto - rsponsáveis pelos que estão perto e pelos que estão longe. Nesse sentido, e como vem anunciado no boletim, a Semana Nacional da Caritas, cujo peditório na nossa diocese se destina em parte ao fundo solidário diocesano (responsáveis pelos que estão perto) e para as missões de Malema e Nametil, em Moçambique (responsáveis pelos que estão longe).

       Para além das informações decorrentes do trabalho pastoral paroquial, textos sobre a quaresma, sobre a fé de Jesus, sobre a tomada de posse do nosso novo Bispo, D. António Couto.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Mensagem de D. António Couto para a Quaresma 2012


O Papa Bento XVI inspirou-se na bela homilia que é a Carta aos Hebreus para falar, nesta Quaresma, ao coração da Igreja inteira e fazer soar e ressoar as suas cordas mais sensíveis, no sentido de nos fazer acordar da nossa letargia e nos persuadir a «prestar atenção uns aos outros, para acender em nós o paroxismo do amor e das obras boas e belas» (Hebreus 10,24).

«Prestar atenção» significa, como bem indica o verbo grego katanoéô, olhar de forma nova, próxima e dedicada para os outros e pelos outros. Olhar atentamente para os outros será sempre, em boa verdade, olhar pelos outros, pondo-nos ao seu serviço. Este olhar novo, limpo e diaconal dissolve o nosso olhar tantas vezes patronal, e faz-nos compreender que o outro, qualquer outro, tem sempre prioridade e precedência sobre nós.

Este procedimento novo de nos descentrarmos de nós mesmos para ficarmos por amor atentos aos outros e a olhar pelos outros é o caminho por excelência ou hiperbólico da vida cristã, como bem nos indicou São Paulo na Primeira Carta aos Coríntios (12,31). Por isso, nos tempos difíceis mas cheios de graça e de esperança que vivemos hoje, não temos o direito de nos acomodar (Romanos 12,2), passando insensivelmente ao lado das dores dos nossos irmãos, vivam eles aqui perto ou lá longe.

A Quaresma é um tempo de graça, de verdade e de escuta em alta fidelidade. É também um tempo de prova. Tempo de rasgar novas avenidas de nova sensibilidade, de abrir caminhos de caridade mais intensa, sempre a partir da Vida nova do Ressuscitado, sempre a caminho da Vida nova do Ressuscitado. Em boa verdade, é sempre bom e belo tomarmos consciência de que estamos hoje e aqui, a viver esta Quaresma do Ano da Graça de 2012, depois da Ressurreição do Senhor e por causa da Ressurreição do Senhor.

Depois da Ressurreição do Senhor e por causa da Ressurreição do Senhor. São estas as coordenadas nucleares da nossa estrada quaresmal. Não podemos, portanto, queridos irmãos, deixar de testemunhar que também hoje é possível, belo, bom e justo viver a existência humana de acordo com o Evangelho, e empenhar-nos, por isso e para isso, em viver uma vida verdadeira, plena, bela, de tal modo bela, que não seria possível explicá-la se Cristo não tivesse sido Crucificado e se não tivesse verdadeiramente Ressuscitado.

Querida Igreja desta Diocese de Lamego, não esqueças a tua identidade. Não te percas no caminho. Não te esqueças de onde vens e para onde vais. Não percas de vista Cristo Crucificado e Ressuscitado. E não te esqueças de que Ele continua vivo e atuante em ti, e solenemente exposto no rosto de cada irmão e irmã mais pequeninos.

Assim sendo e assim é, querida Igreja de Lamego, «enquanto temos tempo, façamos o bem para com todos» (Gálatas 6,10). E tu, meu irmão e minha irmã, «não deixes de fazer o bem a quem tem necessidade, quando está em tuas mãos fazê-lo. Não digas ao teu próximo: “Vai-te embora, volta amanhã e dar-te-ei, se tens aquilo de que ele necessita”» (Provérbios 3,27-28).

Lembro ainda, queridos irmãos, que esta viagem quaresmal é mais intransitiva do que transitiva. Não é tanto uma viagem exterior, nas estradas e no mapa. É mais, muito mais, uma viagem por dentro de nós, para refazer um coração que vê, entranhas que amam sem medida, pés que correm a anunciar o Evangelho, mãos abertas que acolhem e dão, mente cheia de grandes ideais. Ou, para o dizer com São Paulo: «Revesti-vos […] de entranhas de misericórdia, bondade, humildade, mansidão e magnanimidade, levantando-vos uns aos outros e fazendo-vos graça uns aos outros» (Colossenses 3,12-13).

Amados irmãos, queria propor-vos também, para este itinerário quaresmal, uma maneira concreta de prestarmos atenção aos nossos irmãos, de olharmos pelos nossos irmãos, de perto e de longe. Falo do destino a dar ao nosso contributo quaresmal diocesano, que é uma das expressões da nossa caridade. Olhando para os nossos irmãos de perto, vamos destinar uma parte do contributo da nossa caridade para o fundo solidário diocesano, para ajudar a aliviar os irmãos mais necessitados. Olhando para os nossos irmãos de longe, vamos destinar outra parte do contributo da nossa caridade para as missões de Malema e Nametil (Diocese de Nampula, Moçambique), para sentirmos também a alegria de levar um pouco de alívio a irmãos nossos que experimentam muito mais dificuldades do que nós.

Com a ternura de Jesus Cristo, saúdo todas as crianças, jovens, adultos e idosos, catequistas, acólitos, leitores, escuteiros, cantores, ministros da comunhão, membros de todas as associações, serviços e secretariados, todos os nossos seminaristas, todos os religiosos e religiosas, todos os diáconos e sacerdotes que habitam e servem a nossa Diocese de Lamego ou estão ao serviço de outras Igrejas. Saúdo com particular afeto todos os doentes, carenciados e desempregados, e as famílias que atravessam dificuldades. Uma saudação especial aos nossos emigrantes.

Na certeza da minha oração e comunhão convosco, a todos vos abraça o vosso bispo

+ António Couto, Bispo de Lamego

Em formato PDF:



Documento para download: Mensagem_D_Antnio_Couto_Quaresma2012.pdf



Mensagem de Bento XVI para a Quaresma 2012


  «Prestemos atenção uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras»

(Heb 10, 24)

 Irmãos e irmãs!

A Quaresma oferece-nos a oportunidade de refletir mais uma vez sobre o cerne da vida cristã: o amor. Com efeito este é um tempo propício para renovarmos, com a ajuda da Palavra de Deus e dos Sacramentos, o nosso caminho pessoal e comunitário de fé. Trata-se de um percurso marcado pela oração e a partilha, pelo silêncio e o jejum, com a esperança de viver a alegria pascal.

Desejo, este ano, propor alguns pensamentos inspirados num breve texto bíblico tirado da Carta aos Hebreus: «Prestemos atenção uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras» (10, 24). Esta frase aparece inserida numa passagem onde o escritor sagrado exorta a ter confiança em Jesus Cristo como Sumo-sacerdote, que nos obteve o perdão e o acesso a Deus. O fruto do acolhimento de Cristo é uma vida edificada segundo as três virtudes teologais: trata-se de nos aproximarmos do Senhor «com um coração sincero, com a plena segurança da » (v. 22), de conservarmos firmemente «a profissão da nossa esperança» (v. 23), numa solicitude constante por praticar, juntamente com os irmãos, «o amor e as boas obras» (v. 24). Na passagem em questão afirma-se também que é importante, para apoiar esta conduta evangélica, participar nos encontros litúrgicos e na oração da comunidade, com os olhos fixos na meta escatológica: a plena comunhão em Deus (v. 25). Detenho-me no versículo 24, que, em poucas palavras, oferece um ensinamento precioso e sempre actual sobre três aspetos da vida cristã: prestar atenção ao outro, a reciprocidade e a santidade pessoal.

 

1. «Prestemos atenção»: a responsabilidade pelo irmão.

O primeiro elemento é o convite a «prestar atenção»: o verbo grego usado é katanoein, que significa observar bem, estar atento, olhar conscienciosamente, dar-se conta de uma realidade. Encontramo-lo no Evangelho, quando Jesus convida os discípulos a «observar» as aves do céu, que não se preocupam com o alimento e todavia são objeto de solícita e cuidadosa Providência divina (cf. Lc 12, 24), e a «dar-se conta» da trave que têm na própria vista antes de reparar no argueiro que está na vista do irmão (cf. Lc 6, 41). Encontramos o referido verbo também noutro trecho da mesma Carta aos Hebreus, quando convida a «considerar Jesus» (3, 1) como o Apóstolo e o Sumo-sacerdote da nossa fé. Por conseguinte o verbo, que aparece na abertura da nossa exortação, convida a fixar o olhar no outro, a começar por Jesus, e a estar atentos uns aos outros, a não se mostrar alheio e indiferente ao destino dos irmãos. Mas, com frequência, prevalece a atitude contrária: a indiferença, o desinteresse, que nascem do egoísmo, mascarado por uma aparência de respeito pela «esfera privada». Também hoje ressoa, com vigor, a voz do Senhor que chama cada um de nós a cuidar do outro. Também hoje Deus nos pede para sermos o «guarda» dos nossos irmãos (cf. Gn 4, 9), para estabelecermos relações caracterizadas por recíproca solicitude, pela atenção ao bem do outro e a todo o seu bem. O grande mandamento do amor ao próximo exige e incita a consciência a sentir-se responsável por quem, como eu, é criatura e filho de Deus: o facto de sermos irmãos em humanidade e, em muitos casos, também na fé deve levar-nos a ver no outro um verdadeiro alter-ego, infinitamente amado pelo Senhor. Se cultivarmos este olhar de fraternidade, brotarão naturalmente do nosso coração a solidariedade, a justiça, bem como a misericórdia e a compaixão. O Servo de Deus Paulo VI afirmava que o mundo atual sofre sobretudo de falta de fraternidade: «O mundo está doente. O seu mal reside mais na crise de fraternidade entre os homens e entre os povos, do que na esterilização ou no monopólio, que alguns fazem, dos recursos do universo» (Carta enc. Populorum progressio, 66).

A atenção ao outro inclui que se deseje, para ele ou para ela, o bem sob todos os seus aspetos: físico, moral e espiritual. Parece que a cultura contemporânea perdeu o sentido do bem e do mal, sendo necessário reafirmar com vigor que o bem existe e vence, porque Deus é «bom e faz o bem» (Sal 119/118, 68). O bem é aquilo que suscita, protege e promove a vida, a fraternidade e a comunhão. Assim a responsabilidade pelo próximo significa querer e favorecer o bem do outro, desejando que também ele se abra à lógica do bem; interessar-se pelo irmão quer dizer abrir os olhos às suas necessidades. A Sagrada Escritura adverte contra o perigo de ter o coração endurecido por uma espécie de «anestesia espiritual», que nos torna cegos aos sofrimentos alheios. O evangelista Lucas narra duas parábolas de Jesus, nas quais são indicados dois exemplos desta situação que se pode criar no coração do homem. Na parábola do bom Samaritano, o sacerdote e o levita, com indiferença, «passam ao largo» do homem assaltado e espancado pelos salteadores (cf. Lc 10, 30-32), e, na do rico avarento, um homem saciado de bens não se dá conta da condição do pobre Lázaro que morre de fome à sua porta (cf. Lc 16, 19). Em ambos os casos, deparamo-nos com o contrário de «prestar atenção», de olhar com amor e compaixão. O que é que impede este olhar feito de humanidade e de carinho pelo irmão? Com frequência, é a riqueza material e a saciedade, mas pode ser também o antepor a tudo os nossos interesses e preocupações próprias. Sempre devemos ser capazes de «ter misericórdia» por quem sofre; o nosso coração nunca deve estar tão absorvido pelas nossas coisas e problemas que fique surdo ao brado do pobre. Diversamente, a humildade de coração e a experiência pessoal do sofrimento podem, precisamente, revelar-se fonte de um despertar interior para a compaixão e a empatia: «O justo conhece a causa dos pobres, porém o ímpio não o compreende» (Prov 29, 7). Deste modo entende-se a bem-aventurança «dos que choram» (Mt 5, 4), isto é, de quantos são capazes de sair de si mesmos porque se comoveram com o sofrimento alheio. O encontro com o outro e a abertura do coração às suas necessidades são ocasião de salvação e de bem-aventurança.

O facto de «prestar atenção» ao irmão inclui, igualmente, a solicitude pelo seu bem espiritual. E aqui desejo recordar um aspeto da vida cristã que me parece esquecido: a correção fraterna, tendo em vista a salvação eterna. De forma geral, hoje é-se muito sensível ao tema do cuidado e do amor que visa o bem físico e material dos outros, mas quase não se fala da responsabilidade espiritual pelos irmãos. Na Igreja dos primeiros tempos não era assim, como não o é nas comunidades verdadeiramente maduras na fé, nas quais se tem a peito não só a saúde corporal do irmão, mas também a da sua alma tendo em vista o seu destino derradeiro. Lemos na Sagrada Escritura: «Repreende o sábio e ele te amará. Dá conselhos ao sábio e ele tornar-se-á ainda mais sábio, ensina o justo e ele aumentará o seu saber» (Prov 9, 8-9). O próprio Cristo manda repreender o irmão que cometeu um pecado (cf. Mt 18, 15). O verbo usado para exprimir a correção fraterna - elenchein - é o mesmo que indica a missão profética, própria dos cristãos, de denunciar uma geração que se faz condescendente com o mal (cf. Ef 5, 11). A tradição da Igreja enumera entre as obras espirituais de misericórdia a de «corrigir os que erram». É importante recuperar esta dimensão do amor cristão. Não devemos ficar calados diante do mal. Penso aqui na atitude daqueles cristãos que preferem, por respeito humano ou mera comodidade, adequar-se à mentalidade comum em vez de alertar os próprios irmãos contra modos de pensar e agir que contradizem a verdade e não seguem o caminho do bem. Entretanto a advertência cristã nunca há de ser animada por espírito de condenação ou censura; é sempre movida pelo amor e a misericórdia e brota duma verdadeira solicitude pelo bem do irmão. Diz o apóstolo Paulo: «Se porventura um homem for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi essa pessoa com espírito de mansidão, e tu olha para ti próprio, não estejas também tu a ser tentado» (Gl 6, 1). Neste nosso mundo impregnado de individualismo, é necessário redescobrir a importância da correção fraterna, para caminharmos juntos para a santidade. É que «sete vezes cai o justo» (Prov 24, 16) - diz a Escritura -, e todos nós somos frágeis e imperfeitos (cf. 1 Jo 1, 8). Por isso, é um grande serviço ajudar, e deixar-se ajudar, a ler com verdade dentro de si mesmo, para melhorar a própria vida e seguir mais retamente o caminho do Senhor. Há sempre necessidade de um olhar que ama e corrige, que conhece e reconhece, que discerne e perdoa (cf. Lc 22, 61), como fez, e faz, Deus com cada um de nós.

 

2. «Uns aos outros»: o dom da reciprocidade.

O facto de sermos o «guarda» dos outros contrasta com uma mentalidade que, reduzindo a vida unicamente à dimensão terrena, deixa de a considerar na sua perspetiva escatológica e aceita qualquer opção moral em nome da liberdade individual. Uma sociedade como a atual pode tornar-se surda quer aos sofrimentos físicos, quer às exigências espirituais e morais da vida. Não deve ser assim na comunidade cristã! O apóstolo Paulo convida a procurar o que «leva à paz e à edificação mútua» (Rm 14, 19), favorecendo o «próximo no bem, em ordem à construção da comunidade» (Rm 15, 2), sem buscar «o próprio interesse, mas o do maior número, a fim de que eles sejam salvos» (1 Cor 10, 33). Esta recíproca correção e exortação, em espírito de humildade e de amor, deve fazer parte da vida da comunidade cristã.

Os discípulos do Senhor, unidos a Cristo através da Eucaristia, vivem numa comunhão que os liga uns aos outros como membros de um só corpo. Isto significa que o outro me pertence: a sua vida, a sua salvação têm a ver com a minha vida e a minha salvação. Tocamos aqui um elemento muito profundo da comunhão: a nossa existência está ligada com a dos outros, quer no bem quer no mal; tanto o pecado como as obras de amor possuem também uma dimensão social. Na Igreja, corpo místico de Cristo, verifica-se esta reciprocidade: a comunidade não cessa de fazer penitência e implorar perdão para os pecados dos seus filhos, mas alegra-se contínua e jubilosamente também com os testemunhos de virtude e de amor que nela se manifestam. Que «os membros tenham a mesma solicitude uns para com os outros» (1 Cor 12, 25) - afirma São Paulo -, porque somos um e o mesmo corpo. O amor pelos irmãos, do qual é expressão a esmola - típica prática quaresmal, juntamente com a oração e o jejum - radica-se nesta pertença comum. Também com a preocupação concreta pelos mais pobres, pode cada cristão expressar a sua participação no único corpo que é a Igreja. E é também atenção aos outros na reciprocidade saber reconhecer o bem que o Senhor faz neles e agradecer com eles pelos prodígios da graça que Deus, bom e omnipotente, continua a realizar nos seus filhos. Quando um cristão vislumbra no outro a ação do Espírito Santo, não pode deixar de se alegrar e dar glória ao Pai celeste (cf. Mt 5, 16).

 

3. «Para nos estimularmos ao amor e às boas obras»: caminhar juntos na santidade.

Esta afirmação da Carta aos Hebreus (10, 24) impele-nos a considerar a vocação universal à santidade como o caminho constante na vida espiritual, a aspirar aos carismas mais elevados e a um amor cada vez mais alto e fecundo (cf. 1 Cor 12, 31 - 13, 13). A atenção recíproca tem como finalidade estimular-se, mutuamente, a um amor efetivo sempre maior, «como a luz da aurora, que cresce até ao romper do dia» (Prov 4, 18), à espera de viver o dia sem ocaso em Deus. O tempo, que nos é concedido na nossa vida, é precioso para descobrir e realizar as boas obras, no amor de Deus. Assim a própria Igreja cresce e se desenvolve para chegar à plena maturidade de Cristo (cf. Ef 4, 13). É nesta perspetiva dinâmica de crescimento que se situa a nossa exortação a estimular-nos reciprocamente para chegar à plenitude do amor e das boas obras.

Infelizmente, está sempre presente a tentação da tibieza, de sufocar o Espírito, da recusa de «pôr a render os talentos» que nos foram dados para bem nosso e dos outros (cf. Mt 25, 24-28). Todos recebemos riquezas espirituais ou materiais úteis para a realização do plano divino, para o bem da Igreja e para a nossa salvação pessoal (cf. Lc 12, 21; 1 Tm 6, 18). Os mestres espirituais lembram que, na vida de fé, quem não avança, recua. Queridos irmãos e irmãs, acolhamos o convite, sempre actual, para tendermos à «medida alta da vida cristã» (João Paulo II, Carta ap. Novo millennio ineunte, 31). A Igreja, na sua sabedoria, ao reconhecer e proclamar a bem-aventurança e a santidade de alguns cristãos exemplares, tem como finalidade também suscitar o desejo de imitar as suas virtudes. São Paulo exorta: «Adiantai-vos uns aos outros na mútua estima» (Rm 12, 10).

Que todos, à vista de um mundo que exige dos cristãos um renovado testemunho de amor e fidelidade ao Senhor, sintam a urgência de esforçar-se por adiantar no amor, no serviço e nas obras boas (cf. Heb 6, 10). Este apelo ressoa particularmente forte neste tempo santo de preparação para a Páscoa. Com votos de uma Quaresma santa e fecunda, confio-vos à intercessão da Bem-aventurada Virgem Maria e, de coração, concedo a todos a Bênção Apostólica.

 

Vaticano, 3 de Novembro de 2011

 

Em formato PDF:



Documento para download: Msg_Bento_XVI_Quaresma_2012.pdf



29 de janeiro: Tamada de Posse de D. António Couto, como Bispo de Lamego


       Nomeado pelo Papa Bento XVI, no passado dia 19 de novembro de 2011, D. António José da Rocha Couto assumiu ontem, dia 29 de janeiro, a cátedra de Lamego, sucedendo a D. Jacinto Tomás de Carvalho Botelho, que esteve à frente da diocese durante 12 anos. D. Jacinto tomou ao seu encargo a diocese em 19 de março de 2000. Tendo completado 75 anos de idade em 11 de setembro de 2010, pediu a resignação, que foi aceite pelo Papa, mantendo-se, depois da aceitação da resignação, como Administrador Apostólico da diocese.

         A cidade de Lamego encheu-se de cor e sobretudo de cristãos para acolher o seu novo Bispo.

       Pelas 15h30, D. António, recebido pelo Administrador Apostólico, pelo Mons. Vigário-Geral e pelo Presidente  da Câmara Municipal de Lamego, no Seminário Maior de Lamego, segue no carro da Diocese até à Sé Catedral. Aqui é recebido por uma multidão em festa. À entrada para a Sé é saudado pelo Deão do Cabido e pelo Sr. Presidente da Câmara de Lamego.

       Pelas 16h00 o início da celebração eucarística. D. Jacinto presidiu à Procissão de entrada. Depois da saudação inicial, a Bula de Nomeação foi lida pelo Núncio Apostólico em Portugal e o Sr. D. Jacinto cedeu o lugar da presidência ao Sr. D. António, dirigindo-lhe algumas palavras de passagem de testemunho, como Bispo cessante e como diocesano (lembremos que D. Jacinto é natural da Diocese de Lamego e pertence ao presbitério desta diocese). A partir do momento em que assume a presidência da celebração, D. António passa também a presidir como Pastor à Diocese de Lamego.

        Presentes na tomada de posse, os Bispos de Portugal, muitos sacerdotes de Lamego, do Porto, de onde D. António é natural (Marco de Canaveses), de Braga, onde esteve nos últimos 4 anos como Bispo Auxiliar, dos Missionários da Boa Nova, autoridades civis da cidade e da diocese, muitos cristãos. A Sé Catedral foi pequena para acolher tanta gente. Muitas pessoas acompanharam a celebração em frente à Sé através dos plasmas aí colocados para este efeito.

        Na Homilia, partindo do Evangelho e da manifestação de Jesus em Cafarnaum, D. António deixou claro que o mensageiro, o enviado, mais que a mensagem comunica Aquele que O envia...

       Quase a terminar a celebração, a leitura da ATA de tomada de posse, pelo Chanceler da Cúria, Mons. Germano José Lopes.

       Também de Tabuaço um grupo de pessoas, associando-se assim a esta passagem de testemunho, do D. Jacinto para o D. António.

       Como cristãos, pedimos a Deus que esteja com o D. António e com as Suas preocupações pastorais. O Bispo é e referência de comunhão com Jesus Cristo, com as outras dioceses e seus bispos e com o Papa, sucessor de Pedro.

Fotos: KYMAGEM. Poderá ver mais fotos AQUI (também da Kymagem)





Obrigado, D. Jacinto


Foram vários os momentos em que D. Jacinto (que passará a ser Bispo Emérito de Lamego no próximo dia 29 de janeiro, dia da tomada de posse de D. António Couto, novo Bispo de Lamego) passou por diversas ocasiões neste espaço pastoral, de Tabuaço, Távora, Pinheiros e Carrazedo. De Carrazedo não temos connosco imagens, mas em jeito de homenagem ficam algumas das imagens que recordam diversas ocasiões em que D. Jacinto nos visitou, para estar e rezar connosco, para celebrar os Sacramentos...




Boletim Paroquial Voz Jovem - janeiro 2012


O Boletim Paroquial Voz Jovem insere-se numa dinâmica de informação e reflexão, sobre as iniciativas e preocupações da comunidade paroquial, inserida no contexto mais amplo da Diocese de Lamego e de toda a Igreja, mas também inserida neste tempo e neste nosso mundo atual. Em janeiro, o editorial faz uma pequena abordagem sobre os domingos do tempo comum que vão até ao início da quaresma, há um texto sobre a tomada de posse do novo Bispo, D. António; mediatações sobre a sociedade e as atitudes que nos ligam aos outros, reflexão bíblica, notícias da paróquia, resumo da contabilidade paroquial, alguns números que caracterizam o ano pastoral de 2011, e imagens de outros tempos...

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





D. Jacinto Botelho: gratidão em final de missão


Prestes a terminar a missão episcopal na diocese de Lamego, os sentimentos que me apraz expressar são tão-somente de gratidão. Em primeiro lugar Ação de Graças a Deus, uno e trino, que me cumulou das Suas Bênçãos, ressalvando fraquezas pessoais e suprindo insuficiências.

       Mas o meu reconhecimento vai também para todas e todos os diocesanos que tantas vezes e de tão variados e expressivos modos testemunharam a sua comunhão para comigo, grande estímulo para a minha fidelidade.

       Sem nomear individualmente pessoas, não posso deixar de referir os mais próximos colaboradores, na reflexão sobre os problemas da Diocese e necessárias soluções, ou nos serviços dos vários departamentos da Cúria, designadamente o Conselho Episcopal, o Cabido, o Conselho de Arciprestes, o Conselho de Presbíteros, os responsáveis nas várias equipas de formação dos nossos seminários, ao longo destes 12 anos, os Assistentes eclesiásticos dos vários movimentos e associações da Diocese, todos os sacerdotes, dos quais sempre me senti próximo e irmão, e que nas paróquias ou em qualquer outro setor da pastoral, foram generosamente dedicados e dóceis.

       Uma palavra de profundo e reconhecido apreço para os religiosos, religiosas contemplativas ou de vida ativa, e Institutos Seculares e Sociedades de Vida Apostólica, cuja oração e trabalho, modelarmente inseridos nos programas pastorais da Diocese, são indiscutível fator de êxito apostólico. Não posso deixar de referenciar as Irmãs da Congregação da Divina Providência e Sagrada Família, que na Casa Episcopal garantem um verdadeiro espírito de família.

       Aos nossos leigos, nos movimentos e associações e nos serviços das comunidades paroquiais, num testemunho nunca suficientemente salientado de voluntariado, um sincero obrigado pela amizade que nos aproximou e por todos os projetos e iniciativas de formação, a torná-los responsavelmente fermento e sal nos ambientes que são os seus. Lembrando os leigos, destacaria os nossos jovens, esperança e certeza do futuro, com o seu entusiasmo e ousadia, que me enriqueceram e comunicaram juventude para nunca desfalecer. Aqui incluo também os nossos seminaristas, por quem agradecido não deixarei de rezar, para que sejam, depois de uma serena caminhada de discernimento e de empenhada e exigente formação, os padres de que Lamego precisa.

       O Senhor D. António Couto é a escolha providencial que trará à nossa querida diocese o dinamismo pastoral que merece. Que o manto da Mãe do Céu continue a ser para todos a tenda do encontro na nossa peregrinação para o Pai.

 

Lamego, 24 de janeiro, memória de S. Francisco de Sales, de 2012

D. Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, Administrador Apostólico de Lamego





Boletim Paroquial Voz Jovem - dezembro 2011


Na edição de dezembro, o Boletim Voz Jovem reflete, de uma maneira muito particular, a vivência à volta da solenidade da nossa padroeira, Nossa Senhora da Conceição, pelo que os textos apresentados, bem como as imagens, são testemunho desta festa, ou melhor, expressam a devoção á Imaculada Conceição e como deverá ser referência, modelo, guia para os cristãos, para os vários grupos paroquiais, e para toda a comunidade, como deverá inspirar-nos no nosso trabalho pastoral nesta ocasião e ao longo de todo o ano. Obviamente, que o boletim é feito também de outras informações e de outras reflexões, como o Olhar de um jovem...

        Mas poderá ler nos diversos formatos...

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Solenidade da Imaculada Conceição | Padroeira de Tabuaço e Madrinha dos Bombeiros


A Solenidade da Imaculada Conceição é, para a comunidade paroquial de Tabuaço, o acontecimento mais importante. Tem-n'A como Padroeira e cada ano, com carinho e muita devoção, esteja chuva, nevoeiro, frio, um número significativo de pessoas participa na novena e um maior número na Eucaristia e na Procissão em honra da Padroeira. No decorrer da novena alguns momentos que têm ganhado relevância, o Compromisso dos Acólitos, e as comemorações dos Bombeiros Voluntários de Tabuaço, de que Nossa Senhora da Conceição é Madrinha.

       Aqui ficam em formato de vídeo as imagens dos vários momentos, mas sobretudo da Eucaristia e da procissão. Parte das fotografias foram-nos gentilmente cedidas pela Nucha Martins. A música de fundo que escolhemos - Nossa Senhora do Sim, interpretada pelo Grupo Coral da Catequese de Gavião, de Famalicão.





Compromisso dos Acólitos - 2011


Os elementos do grupo de acólitos da paróquia de Tabuaço renovaram o seu compromisso de servir Jesus Cristo na comunidade, no dia 3 de dezembro. Durante a Eucaristia, inserida na novena da Imaculada Conceição, com a pregação do Pe. António Giroto, novos acólitos se comprometeram, a Inês Rocha, a Tatiana, a Daniela e a Mara. No dia 4 de dezembro foi a vez do Samuel fazer o seu compromisso e passar a integrar o grupo de Acólitos.




Início da Novena da Imaculada Conceição


O dia 29 de novembro marca o início da Novena de preparação para a Festa da Padroeira, Nossa Senhora da Conceição. Este ano tem como pregador o Pe. António Giroto, pároco de Alvite, Leomil e Sever, juntamente com o Pe. Bráulio. Para outras informações pode sempre visitar o respectivo perfil no FACEBOOK.

No início desta novena terá lugar também a bênção e a colocação de um nova coroa na Imagem de Nossa Senhora, oferecida para este efeito.

A novena enquadra-se no início do Advento e desta forma ajuda-nos a preparar mais intensamente a celebração do Natal que se avizinha.

Para o efeito, sublinhamos a temática do MAGNIFICAT como oração, acção de graças, louvor, em espera confiante, em alegria agradecida pela presença de Deus em nós, à nossa volta, no mundo em que vivemos.

Pode fazer o download aqui: PLANO PASTORAL - TEMA 2



Documento para download: Tema2_Plano_Pastoral.pdf



Boletim Paroquial Voz Jovem - novembro 2011


Aí está mais um boletim VOZ Jovem disponível nos diversos formatos. Neste mês de novembro, o boletim é dedicado à nomeação de D. António José da Rocha Couto, para Bispo de Lamego, sucedendo a D. Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho. No boletim poder-se-ão encontrar as mesnagens de D. António Couto e de D. Jacinto, bem como uma resenha biográfica do novo Bispo de Lamego. Como em números anteriores, espaço para as atividades próprias da comunidade paroquial de Tabuaço, com a reflexão bíblica n' "Olhar  de um jovem", as notícias da participação dos jovens no retiro para preparar o Advento, em Armamar, e do magusto paroquial da catequese, bem assim como outras informações para a comunidade.

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Ecografia - preparação dos jovens para o Advento


       O SDPJ de Lamego levou a efeito mais um dia de encontro, oração, reflexão, no passado dia 19 de novembro, em Armamar, para preparar o Advento. Da paróquia de Tabuaço estiveram presentes 17 jovens, acompanhados pela Catequista e responsável pelo grupo. Aqui ficam, em formato de vídeo, alguns desses momentos, através das fotos que o secretariado disponibiliza também na sua página no facebook.




Mensagem de D. Jacinto, Administrador da Diocese de Lamego


       Sua Santidade Bento XVI nomeou o Senhor D. António José da Rocha Couto para meu sucessor. Saúdo-o com a maior amizade e consideração e auguro-lhe um episcopado carregado de Bênçãos e êxitos pastorais. Tenho servido esta Igreja de Lamego que desposei, quase ao longo de 12 anos, como bispo diocesano e continuarei a servi-la, como administrador apostólico, até à tomada de posse do meu sucessor.

       Antes de mais agradeço ao Senhor a magnanimidade da Graça recebida, a confiança que o Beato João Paulo II e o actual Pontífice, Sua Santidade, Bento XVI, em mim depositaram; a vivência de fraternidade com os irmãos no episcopado; igualmente tenho de ser grato ao Senhor pela comunhão e docilidade do Presbitério, pelo testemunho sempre estimulante das religiosas e religiosos e dos membros dos Institutos de vida apostólica; e pela amizade, carinho, e dedicação dos nossos leigos. 

       Penaliza-me a debilidade e imperfeição da minha resposta e do meu serviço que, confiando na misericórdia de Deus, Ele me perdoará, e vós também sabeis desculpar, como tão generosamente tendes manifestado.

       Mas devo agradecer ainda ao Senhor a riqueza de que esta Diocese de Lamego vai beneficiar com a nomeação do Senhor D. António Couto. Natural de Vila Boa do Bispo, Marco de Canaveses, Porto, é membro da Sociedade Missionária da Boa Nova e até agora Bispo Auxiliar de Braga, que vários dos nossos sacerdotes conhecem, porque orientou um dos últimos retiros anuais do nosso clero. Trata-se de um Bispo de reconhecida cultura e competência teológica, nomeadamente no campo da Sagrada Escritura, que até ao momento tem sido professor na Faculdade de Teologia do Porto da Universidade Católica. Foi eleito na última Assembleia da Conferência Episcopal para presidir à Comissão agora reestruturada com o pelouro da Missão e Nova Evangelização. Cabe-lhe por isso a responsabilidade de coordenar toda a movimentação em que a Igreja de Portugal se encontra empenhada na linha da Nova Evangelização, o que é uma mais-valia para a nossa Diocese. Agradeço as orações que permanentemente por mim tendes feito chegar ao Céu, durante o meu ministério episcopal, prática a que continuareis a ser fiéis também pelo nosso novo Bispo que, se Deus quiser, em 29 de Janeiro tomará posse da Diocese, e receberemos com júbilo, numa manifestação viva de fé e de comunhão.

 

+ Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, Administrador Apostólico de Lamego





D. António José da Rocha Couto - novo Bispo de Lamego


      Foi nomeado pelo Papa Bento XVI como Bispo titular da Diocese de Lamego, sucedendo a D. Jacinto Botelho, que aguardava há mais de um ano pela nomeação do seus Sucessor à frente dos destinos da Diocese.

       A 2 de Outubro de 1963 entrou no Seminário de Tomar, da Sociedade Portuguesa das Missões Ultramarinas, hoje Sociedade Missionária da Boa Nova.

       Recebeu a ordenação sacerdotal em Cucujães, em 3 de Dezembro de 1980.

       Os primeiros anos de sacerdócio foram vividos no Seminário de Tomar, acompanhando os alunos do 11.º e 12.º anos. No ano lectivo de 1981-1982 foi Professor de Educação Moral e Religiosa Católica na Escola de Santa Maria do Olival, em Tomar.

       Em 1982 fez o curso de Capelães Militares, na Academia Militar, e foi nomeado capelão militar do Batalhão de Serviço de Material, do Entroncamento, e, pouco depois, também da Escola Prática de Engenharia, de Tancos.

       Transferiu-se depois para Roma, para a Pontifícia Universidade Urbaniana, onde, em 1986, obteve a licenciatura canónica em Teologia Bíblica. Na mesma Universidade obteve, em 1989, o respectivo Doutoramento, depois da permanência de cerca de um ano em Jerusalém, no Studium Biblicum Franciscanum. 

       No ano lectivo de 1989-1990 foi professor de Sagrada Escritura no Seminário Maior de Luanda. 

Regressou então a Portugal, e foi colocado no Seminário da Boa Nova, de Valadares, com o encargo da formação dos estudantes de teologia.

       É professor da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, núcleo do Porto, desde o ano lectivo de 1990-1991. De 1996 a 2002 foi Reitor do Seminário do Seminário da Boa Nova, de Valadares. Foi também Vigário Geral da Sociedade Missionária da Boa Nova (SMBN) de 1999 a 2002, ano em que foi eleito Superior Geral da mesma Sociedade Missionária da Boa Nova, cargo que ocupou até à data da sua Ordenação Episcopal, em 23 de Setembro de 2007.

       A SMBN é composta por sacerdotes diocesanos e leigos que se consagram à evangelização. Surgida em Portugal em 1930, dedica-se à evangelização ad gentes em Moçambique (desde 1937), Angola (desde 1970), Brasil (desde 1970), Zâmbia (desde 1980) e Japão (desde 1998).

       Em 2004, João Paulo II nomeou-o membro da Congregação para a Evangelização dos Povos.

       D. António Couto é colaborador do Programa ECCLESIA (RTP2), da Igreja Católica, tendo colaborado regularmente desde 2003, na sua qualidade de biblista.

       É autor dos seguintes livros: Até um dia (poemas) 1987; Raízes histórico-culturais da Vila Boa do Bispo (1988); A Aliança do Sinai como núcleo lógico-teológico central do Antigo Testamento (tese de doutoramento), 1990; Como uma dádiva. Caminhos de antropologia bíblica, 2002 (2.ª edição revista em 2005); Pentateuco. Caminho da vida agraciada, 2003 (2.ª edição revista, 2005). E também autor de inúmeros artigos em enciclopédias, colectâneas e revistas.

       É também presença habitual na Internet, no site www.boanova.pt, onde apresenta reflexões pessoais e estudos sobre a Bíblia.

 

Data Nascimento: 18 de Abril de 1952. 

Naturalidade: Vila Boa do Bispo, Marco de Canaveses, Porto 

Ordenação Sacerdotal: 3 de Dezembro de 1980, em Cucujães. 

Nomeação episcopal: 6 de Julho de 2007, para Bispo Auxiliar de Braga.Ordenação Episcopal: 23 de Setembro de 2007, no Seminário das Missões, Cucujães, Oliveira de Azeméis.

Nomeação para Bispo de Lamego: 19 de Novembro de 2011.

 

Fonte principal: Anuário Católico

 

       Pequena entrevista a D. António Couto, depois da Primeira Mensagem à Diocese de Lamego.



Documento para download: Mensagem_de_D_Antnio_Couto.pdf



Semana dos Seminários: 6 a 13 de Novembro de 2011


De 6 a 13 de Novembro decorre, como nos anos transactos, a Semana dos Seminários.

       Ela terá na nossa diocese este ano um particular significado, atendo à celebração jubilar da inauguração do novo edifício do Seminário Maior, realização dum sonho alimentado ao lon­go de gerações, depois do esbulho realizado pelo Governo a seguir à proclamação da República.

       Como há cinquenta nos testemunhou o Senhor D. João, o grande Prelado do empreendi­mento, aquela construção foi um milagre da Providência. Poderemos dizer que fruto da Graça é toda a missão que o Seminário ao longo dos anos vem desenvolvendo no serviço da formação dos novos sacerdotes. Tem todo o sentido a aplicação da Palavra da Escritura: Se o Senhor não edificar a Sua casa, em vão trabalham os que a constroem.

       Por isso voltamos a pedir-vos a riqueza da vossa oração, lembrando a recomendação de Jesus: Rezai ao Senhor da Messe para que envie operários para a Sua seara. Recordemos o pensamento que Sua Santidade, Bento XVI, escreveu no seu livro Jesus de Nazaré: “O chama­mento dos discípulos é um acontecimento de oração – são por assim dizer gerados na oração, na intimidade com o Pai. […] Os trabalhadores da messe de Deus não se podem escolher sim­plesmente como um empresário procura os seus operários: mas devem ser pedidos a Deus, e por Ele mesmo serem escolhidos para este serviço.” 

       Sabemos como sempre a piedade da oração é sumamente valorizada com o sacrifício voluntário, nomeadamente quando ele é expressão do esforço da conversão que nos é pedida, para garantir a autenticidade de cristãos.

       Contamos convosco, caríssimos diocesanos, com a solicitude das vossas preces e da vos­sa mortificação. Não podemos dispensar a caridade desta comunhão. Tomai consciência que os seminários são vossos, são casas que vos pertencem e as suas equipas formadoras e os nossos seminaristas ficam contentes com a vossa visita, sinal do vosso carinho e da vossa solidariedade.

       Há cinquenta anos, no discurso da inauguração, sublinhou o Senhor D. João os grandes sacrifícios pedidos aos cristãos da Diocese e a sua exemplar generosidade. Sempre os seminá­rios se mantiveram com a caridade dos fiéis. Num tempo tão difícil como o que vivemos e ex­perimentamos, limitadíssimos nas economias, compreendereis que a vossa esmola, muito mais sacrificada, dadas as circunstâncias, é particularmente necessária, mas, como o óbolo da viúva, provocará a resposta gratificante do Senhor que se não deixa vencer em misericórdia.

       Que Jesus, Maria, Senhora de Lurdes, Ana e José, padroeiros dos nossos seminários, os abençoem e cubram com a sua protecção todos os fiéis da Diocese de Lamego.

 

+ Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, Bispo de Lamego





Boletim Paroquial Voz Jovem - outubro 2011


       Com a aproximação do final do mês, o aparecimento do Boletim Paroquial da Paróquia de Tabuaço, neste mês de outubro dedicado sobretudo à programação pastoral para o ano de 2011/2012. Na primeira página quatro tempos, quatro temas, com indicação de algumas celebrações/datas específicas para cada tempo. Na segunda página, os mesmos quatro blocos com a fundamentação/ contextualização de cada um dos temas. Na terceira página, espaço para várias notícias que envolveram a comunidade paroquial: os jovens que participaram na iniciativa do SDPJ de Lamego, em Alvite; a oficialização do grupo de Tabuaço das Guias da Europa, e o início da Catequese, com a reunião dos vários grupos paroquais para preparar o novo ano pastoral. Na última página, a Festa de Acolhimento do 1.º Ano de catequese; a identificação da foto que saiu no número anterior, o Pe. Manuel Pinto Afonso, com os meninos da Primeira Comunhão, em 1992, e "o Olhar de um Jovem" sobre Jacob e Isaú.

 


     O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Festa do Acolhimento - 2011/2012


Os meninos e meninas do 1.º ano de catequese, deste novo ano pastoral, de 2011/2012, realizaram a sua primeira festa, no itinerário catequético, a FESTA do ACOLHIMENTO, no Sábado, dia 22 de Outubro.

Esta festa realiza-se há seis anos, e chegou com a reformulação dos programas de catequese, dos catecismos e com a passagem da Primeira Comunhão do 2.º para o 3.º ano de catequese. Aqui fica um vídeo com algumas das imagens da festa, que também pode visualizar na página do

FACEBOOK

Como música de fundo, no vídeo, Aleluia de Taizé...





Reunião Geral: preparação do Ano Pastoral


Iniciámos a Catequese Paroquial e o novo Ano Pastoral. Entretanto, e depois de reuniões específicas com alguns grupos paroquiais (Catequequistas, Conselho Económico e Jovens), reunião com os vários grupos e agentes de pastoral.

Oportunidade para reflectir em conjunto as preocupações da comunidade, da Igreja, e apresentação/propor algumas actividades para lá daquelas que são comuns a toda a Igreja das que são específicas da comunidade, como no caso presente, a solenidade da Imaculada Conceição, e tudo o que envolve a festa da padroeira.

O dia 8 de outubro foi comum para o primeiro dia da Catequese e para a reunião geral. Dois momentos que enriquecem a comunidade paroquial e que expressa a sua vitalidade.

 

Documentos para DOWNLOAD:



Documento para download: Tema1_Plano_Pastoral.pdf



Início da Castequese Paroquial


Outubro é o mês de retomar a Catequese Paroquial, bem assim como  as diversas actividades e celebrações que dinamizam a vida da paróquia.

Sábado, 8 de Outubro, voltámos em força ao Centro Paroquial , para num ambiente de festa e alegria nos sentirmos mais próximos uns dos outros. Os jovens, com as catequistas, ajudaram a ambientar os que vieram pela primeira ve, mas também todos os outros, para que o regresso pudesse ser apreciado por todos.

Depois de uma parte mais recreativa, a celebração da Eucaristia, parte integrante da Catequese, ou, dito de outra forma, a catequese procura levar o cristão à Eucaristia, e da Eucaristia nasce a melhor e mais autêntica catequese, como vivência, como anúncio, como testemunho de que Jesus Cristo vive em nós, no meio de nós, e Se nos dá na Palavra proclamada e no Pão repartido.





2 de Outubro - Oficialização do Grupo de Guias da Europa de Tabuaço


       As Guias e Escuteiros de Europa, de Tabuaço têm como padroeira Santa Teresa do Menino Jesus, padroeira das Missões, e cuja memória se celebra a 1 de Outubro. Um dia depois, 2 de Outubro, Domingo, Dia do Senhor, reuniram-se, com a comunidade paroquial de Tabuaço para a oficialização do Grupo de Tabuaço. Presentes elementos de vários grupos, de Pendilhe, Peso da Régua, da Lapa, de Arcos e, naturalmente, de Tabuaço. O Comissário de Província, Hermínio.

       A Igreja, em dia de Festa, como devem ser todos os DOMINGOS e todas as Eucaristias, encheu-se de alegria, de cor, de canto, de fé, para participar desta oficialização, incentivando a que outras crianças e jovens possam também tornar-se Guias e/ou Escuteiros.




SDPJ de Lamego - À primeira vista... Início das actividades pastorais juvenis


No início do ano pastoral, o SDPJ de Lamego (Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil) preparou e levou a efeito um encontro de oração, reflexão e convívio, em Alvite, no Concelho/Arciprestado de Moimenta da Beira, no primeiro dia de Outubro, para envolver os jovens da Diocese para as diversas actividades pastorais. O lema na base da programação pastoral juvenil é: PERMANECEI NO MEU AMOR (Jo 15,9).

       Aqui ficam algumas imagens do encontro:

 

 

 

Pode ver outras fotos no FACEBOOK do SDPJ de Lamego





Boletim Paroquial Voz Jovem - Setembro 2011


Com o mês de Setembro a terminar, regressa o Boletim Paroquial VOZ JOVEM. Em Agosto costuma descansar e como muitos portugueses também faz férias e quase que continuava em férias também em Setembro. Em formato de papel será distribuído no primeiro e segundo dias de Outurbo, mas os temas situam-se no período de Agosto e Setembro.

       Dois temas ocupam quase todo o Boletim, a Jornada Mundial da Juventude, em Madrid, em que partciiparam três jovens da nossa comunidade paroquial e que escrevem sobre a mesma, e a memória do Padre Manuel Pinto Afonso, pároco de Tabuaço durante 35 anos e uma vida dedicada à Igreja e ao ensino. Morreu com 95 anos de idade, com 71 de sacerdote. Revisitámos algumas datas que marcaram a sua vida e que fazem história para a comunidade, bem como uma ou outra imagem (fotos muito recentes).

       Pelo meio algumas informações próprias da comunidade ou da Liturgia da Igreja e ainda uma pequena história que convida a reflectir.


     O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Festa dos 100 anos de José Mendes - Pinheiros - 19/09/2011


Nasceu há um século, no dia 19 de de Setembro de 1911. 100 anos de vida, para o Sr. José Mendes, viúvo, que teve 8 filhos, dois dos quais morreram em acidentes com a natureza. Um homem paciente, trabalhador, honesto e respeitável.

       A família preparou-lhe uma festa de aniversário completa, 100 anos depois, no dia 19 de Setembro de 2011. Pelas 11h00, a celebração da Eucaristia, no altar de Santa Eufémia, Padroeira de Pinheiros.

        O Pregador convidado foi o mesmo das Festas anuais de Santa Eufémia e Santa Bárbara, Pe. António Jorge Giroto, que partindo do nome do homenageado, em celebração de Acção de Graças (= Eucaristia), para apresentar São José como modelo de vida e exemplo a seguir, pelo silêncio, trabalho, dedicação à família, humildade e descrição.

       Também desta vez usou letras para daí "fixar" palavras, atitudes. No dia de Santa Eufémia tinha sido o C, no dia de Santa Bárbara, o P, neste dia as vogais, A,E,I,O,U.:

A - de AMOR, a Deus e ao próximo. O amor e a amizade são fundamentais para dar sentido à vida;

E - de ESPERANÇA. O cristão tem razões para ser e viver alegre, porque confia, espera em Deus, acredita que Deus não lhe faltará;

I - de IMAGINAÇÃO. Criar, ser imaginativo, não estar à espera que os outros resolvam a sua vida;

O - de ORAÇÃO, como São José, uma oração que dialoga com Deus, não apenas que fala, mas sobretudo que escuta;

U - de UNIDADE, construindo laços de afecto e de amizade, dando sabor à vida, não apenas ~união, o estar juntos, uns ao pé dos outros, mas interagir com os outros, uns nos outros e em Deus.





Festa e Romaria de Santa Eufémia - 2011


O dia 16 de Setembro é um dia sempre memorável para a paróquia de Pinheiros, o dia da sua padroeira, que se alarga para outros dias. Na parte religiosa, a celebração da novena em honra de Santa Eufémia, as confissões, a romaria e festa de Santa Eufémia e, no dia seguinte, a Festa de Santa Bárbara.

       Aqui ficam algumas imagens que são acompanhadas com a música do SDPJ de Lisboa: "O Senhor é meu Pastor":





Faleceu o Pe. Manuel Pinto Afonso - 11 de Setembro de 2011


       Faleceu na manhã de hoje o Pe. Manuel Pinto Afonso, pároco de Tabuaço durante 37 anos, tendo sido também pároco em Barcos e em Pinheiros. As exéquias fúnebres realizar-se-ão amanhã, pela tarde, na sua terra natal: Ferreiros de Tendais, em Cinfães. Como é natural as comunidades paroquiais ao nosso encargo, e nas quais também foi pároco, Tabuaço e Pinheiros, associam-se em oração a toda a família e à Diocese de Lamego.

 

 

 

 

(Padre Manuel Pinto Afonso, na celebração presidida pelo Pe. Marcos, e com a presença do Pe. João Carlos e do actual pároco; nas duas últimas imagens, com o Pe. Cândido, pároco de Sernancelhe, na sua residência)

        Pe. Manuel Pinto Afonso: nasceu no dia 18 de Dezembro de 1915, em Cinfães, e foi ordenado sacerdote no dia 7 de Julho de 1940. Foi nomeado pároco de Tabuaço, em 1961, deixando nessa altura a paroquialidade de Barcos. Assumiu também a direcção do Externato de Tabuaço, sucedendo ao Pe. Abel Ferreira Alves.
       Nos últimos anos tinha a colaboração do Pe. Luís na paroquialidade de Tabuaço e Pinheiros.
 
Para mais detalhes consultar: Párocos de Tabuaço.




Boletim "Santa Eufémia", da Paróquia de Pinheiros - 1.º número


Aproxima-se a grandiosa Festa em honra de Santa Eufémia, na paróquia de Pinheiros. É das festas mais concorridas do Concelho, por ser a última das festas populares, com que se termina o verão, mas também pela forte implantação da devoção a Santa Eufémia nas paróquias vizinhas, do nosso concelho/arciprestado, mas também de paróquias de Moimenta da Beira e de Armamar.

Porque recordar é viver, também num plano espiritual, dicidimos levar à estampa um boletim que desse conta da festa de Santa Eufémia, mas também de outras actividades, iniciativas e celebrações da comunidade paroquial.

Este primeiro número estará disponível on-line e será distribuído durantes as festividades aos paroquianos de pinheiros, aos emigrantes, e aos peregrinos de Santa Eufémia.



Documento para download: Santa_Eufmia_n_1.pdf



Paróquia de Pinheiros - 2.ª Festa do Emigrante


Realizou-se, no segundo domingo de Agosto, no dia 14 de Agosto, a 2.ª Festa do Emigrante, da comunidade paroquial de Pinheiros, um mês antes da festa anual da Padroeira, possibilitando que alguns que não podem estar no mês de Setembro, possam encontrar-se num momento de oração, de convívio, de festa, com toda a comunidade de Pinheiros. Ficam o registo com algumas das imagens, sobretudo da Eucaristia e da Procissão.




JMJ Madrid 2011 - também vamos...


       No plano espiritual, todos  nos ligamos em Jesus Cristo. Onde está Cristo está toda a Igreja. Nós somos Igreja. Vamos na pessoa do Papa, Bento XVI. Onde está o Papa está a Igreja e os católicos de todo o mundo. Vamos com o nosso Bispo. D. Jacinto. Onde está o Bispo está toda a Diocese (representada). Vamos com os jovens da nossa Diocese. Vamos com os jovens da nossa comunidade paroquial de Tabuaço, com a Margarida, com a Márcia e com a Carolina. Ainda há pouco, juntamente com os colegas de ano (10.º de catequese) celebravam o Sacramento da Confirmação.

       Vão incluídos no Grupo de Jovens da Sé de Lamego. Nos dias 1, 2 e 3 de Agosto, realizaram um pequeno retiro no Santuário de Fátima. Pode ver algumas das imagens do encontro/retiro:

        Ontem, juntamente com todos os jovens da Diocese de Lamego que vão à XXVI Jornada Mundial da Juventude, foram "enviados" pelo Sr. Bispo, D. Jacinto Botelho, que presidiu à Vigília de Preparação e Envio para a JMJ 2011. Os nossos jovens foram acompanhados pelas respectivas famílias e pelas catequistas.

       No final da Vigília, os jovens partiram ao encontro dos outros jovens, vindos de todo o mundo, para acolherem o Papa Bento XVI, e fortalecerem a sua fé e o compromisso em Igreja.

 

       Abaixo pode ler e meditar na Mensagem do Papa Bento XVI, para a XXVI Jornada Mundial da Juventude.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Julho 2011


       Aí está mais uma edição do Boletim Paroquial VOZ JOVEM. Em formato de papel, distribuído gratuitamente no final das Eucaristias de fim de semana, e aqui em formato virtual, à disposição de todos os que acharem por bem acederem-lhe.

       Neste mês de Julho, destacamos alguns dos acontecimentos que marcaram o ritmo pastoral do mês de Junho, mormente a celebração da Primeira Comunhão, na solenidade de Corpo de Deus, no dia 23 de junho, e o Sacramento da Confirmação, no dia 19 de Junho. Há depois os temas habituais, do editorial - o poder curativo que há em nós - e o Olhar de um Jovem, sobre a Esposa de Isaac, bem como outras informações respeitantes à comunidade paroquial.

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





23 de Junho: Primeira Comunhão - Corpo de Deus


       Os meninos do 3.º Ano de catequese realizaram a sua Primeira Comunhão, no passado dia 23 de junho, solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo (Corpo de Deus). Tivemos entretanto acesso às fotos da Foto M&P, e aqui fica a foto de grupo e um pequeno filme com alguns dos momentos desta celebração festiva, durante a Eucaristia e a Procissão do Santíssimo.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Junho 2011


       O Boletim da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição reflecte, como é óbvio, o que vai acontecendo na comunidade, celebrações, actividades diversas, encontros, reuniões. Neste mês de Junho, um pouco à semelhança do mês passado, ocupam um lugar especial as festas da cateques, da Palavra, da Profissão de Fé e da celebração do Sacramento da Confirmação, com a presença do Sr. Bispo, D. Jacinto Botelho. Mas há outros motivos de interesse, a Peregrinação Nacional das Crianças a Fátima, no passado dia 10 de junho, e o Futsal de Saltos Altos. De fora outros momentos em que a paróquia esteve envolvida, directa ou indirectamente, a XXVI Jornada Diocesana da Juventude, no Touro, em Vila Nova de Paiva, no dia 28 de Maio, o torneiro de Futsal Fair Play, para rapazes, que se realizou em Tabuaço, no dia 11 de junho, e ainda o acampamento das Guias e escuteiros da Europa, em Ourém. Sempre incluído, as informações paroquiais e a reflexão bíblica, em "O Olhar de um Jovem".

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Sacramento da Confirmação - 19 de junho de 2011


A Igreja Paroquial de Tabuaço encheu-se de alegria para fazer festa, reunindo-se para celebrar Eucaristia, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, a Santíssima Trindade, e acompanhar os 9 jovens do 10.º ano de catequese, que pela imposição das mãos do nosso Bispo, D. Jacinto Botelho, receberam em plenitude o Espírito Santo, Dom de Deus.

Os Confirmados:

       Leandro, Margarida, Daniel, Flávia, Ângela Cristina, Inês, Ângela Marita, Carolina, Márcia.

As Catequistas:

       Eva la Salette, Graça Ferraz.





Festa da Vida - Tabuaço 2011


Mais um Sábado e mais uma das Festas da Catequese. Celebrando a solenidade da Santíssima Trindade, a celebração da Festa da Vida, pelos adolescentes do 8.º ano. Estas festas são oportunidade para salientar em cada ano um aspecto importante da vida humana, da vida cristã, num convite permanente a imitar Jesus Cristo e a viver da Sua vida.

       A referência à CRUZ de Jesus, como expressão máxima do amor, mostra-nos até que ponto Jesus dá a vida para que nós tenhamos vida e vida em abundância. Aqui ficam algumas imagens, com a música de fundo do Pe. Marcos Alvim, "Chama da Vida", num convite a escolhas com sentido e promotoras da vida e do bem.





Festa da Profissão de Fé - 2011


Hoje, como há um ano, na solenidade do Pentecostes, a celebração da Festa da Catequese dos meninos do 6.º anos, a Profissão de Fé, para valorizar a participação de todos numa das maiores celebrações litúrgicas, no envio do Espírito Santo, e, ao mesmo tempo, acentuar o compromisso daqueles que celebram a Profissão de Fé, preparando-se para a celebração do CRISMA, que é, sem dúvida, o Sacramento pelo qual os jovens professam a fé em Jesus Cristo e na Sua Igreja e se comprometem a dar testemunho do Evangelho, inserindo-se mais na comunidade crente e ajudando outros a viver a Palavra de Deus.

 





Peregrinação das Crianças a Fátima - 10 de Junho de 2011


Pela primeira vez fomos à Peregrinação Nacional das Crianças a Fátima. Dos vários anos de catequese, de Tabuaço e Távora, com as catequistas, pais e outros familiares, lá estivemos entre as milhares de crianças de todo o país, com muitos pais, muitos sacerdotes, muitas pessoas adultas. Um dia bem especial para todos.

 Em vídeo vários imagens das crianças de Tabuaço, de Távora, do Santuário, da Bsílica, e a palvra de D. António Marto, Bispo de Leiria-Fátima:





Festa das Bem-aventuranças 2011 - 28 de maio


Prosseguindo com as festas da Catequese, chegou a vez dos adolescentes do 7.º ano realizarem a sua festa, no Sábado, 28 de Maio. As Bem-aventuranças são um projecto de vida, um compromisso com a verdade, com o bem, com a justiça, com a honestidade, com a caridade. É um compromisso para todos os cristãos.




Boletim Paroquial Voz Jovem - Maio 2011


Com o mês de Maio na sua parte final, aí está o Boletim Paroquial Voz Jovem, com as informações habituais do movimento próprio da comunidade Paroquial. Neste mês de Maio destacámos a SANTIDADE, no Editorial, salientando as duas beatificações realizadas de importância para a Igreja e para o mundo, uima mais global que outra: a beatificação de João Paulo II, já do nosso tempo, pois morreu a 2 de abril de 2005, e foi beaticado pelo Papa Bento XVI, no Vaticano, no passado dia 1 de Maio, e a beatificação de Madre Clara de Jesus, do nosso Portugal, beatificada no dia 21 de Maio, no Estádio de Futebol do restelo, em Lisboa.

       No boletim, destacamos também as festas da Catequese: Pai-nosso, Palavra e Credo, e o Fátima Jovem, com a participação dos jovens adolescentes do 10.º ano de Catequese. Na última página, o Olhar de um Jovem sobre Abrão e Isaac, e as datas que importa reter, bem como o movimento á volta do empréstimo do Centro Paroquial.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Festa do CREDO 2011 - Tabuaço


Mais um sábado e mais uma festa da Catequese, desta feita, a Festa do Credo, dos meninos e meninas do 5.º Ano de Catequese. A música (de inspiração cristã) é do grupo Laetare, com o CD editado "Ao Teu sopro", e com o tema: Desce sobre nós. Aqui ficam algumas das imagens, em formato de diaporama/filme.




Festa da Palavra 2011 - 14 de maio


Maio e Junho são meses de grande intensidade catequética, onde se concentram as diversas festas da catequese. No Sábado, 14 de maio, foi a vez dos meninos do 4.º ano de catequese. Aqui ficam alguns momentos da celebração, com uma música muito apropriada da Comunidade de Jovens Shalom.




10.º ano da Catequese, de Tabuaço, no Fátima Jovem 2011


A Diocese de Lamego respondeu à chamada, mais uma vez.

       A paróquia de Tabuaço também lá esteve no Santuário de Fátima, com o 10.º ano de Catequese, nos dias 7 e 8 de Maio, integrando-se para participar neste encontro nacional dos jovens portugueses. Aqui ficam algumas imagens dos elementos da nossa comunidade, da diocese (e outras) deste fim de semana de encontro e de festa.





Festa do Pai-nosso - 2.º Ano de Catequese


O itinerário catequético é constituído por 10 anos. Em cada ano, uma festa que assume uma temática aglutinadora. No primeiro ano de catequese, a Festa do Acolhimento e que em Tabuaço realizamos no início de cada ano pastoral - em 2010/2011, realizou-se no dia 7 de Novembro de 2010.

       Maio e Junho concentram as restantes Festas da Catequese.

       No dia 7 de Maio, na Missa com Crianças, realizou-se a Festa do Pai-nosso, para o 2.º Ano de Catequese. Neste vídeo, algumas imagens ilustrativas com a música sempre agradável do Pe. Marcos Alvim, com o tema "Pai-nosso".





Face4Jesus: Com o seu rosto preencha o rosto de Jesus


Foi lançado no dia 24 de Abril -Domingo de Páscoa, o site www.face4jesus.com, onde cada pessoa pode construir o rosto de Cristo com a própria fotografia, usando o seu perfil do facebook ou carregando um ficheiro com a sua fotografia.

O projeto face4jesus é uma iniciativa da Terra das Ideias que convida os cristãos a “dar a cara pela ressurreição de Jesus”.

“Os cristãos são chamados a dar a cara pela ressurreição de Jesus, usando o seu perfil do Facebook ou carregando uma fotografia sua do computador”, esclarece a Terra das Ideias num comunicado enviado à Agência Ecclesia.

O nome do projeto indica também o objetivo que levou esta empresa de comunicação a lança-lo neste dia de Páscoa: dar a face por Jesus, afirmando-se como testemunha da sua ressurreição.

Criado por iniciativa da Terra das Ideias, este projeto conta com a parceria da Ecclesia, da Diocese do Porto e do lent2face (grupo de partilha da Quaresma no Facebook).

O projeto é lançado em espanhol, francês, italiano, inglês e português com o objetivo de reunir faces de todo o mundo na afirmação de um rosto de Cristo ressuscitado.

“A organização espera agora que os cristãos neste tempo pascal tão importante, adiram e divulguem a iniciativa” e, no site www.face4jesus.com,  “deem a face por Jesus”, sublinha o comunicado enviado à Agência ECCLESIA.
 
Terra das Ideias, empresa cuja autoria pertence este projecto é também a autora da nossa página: www.tbcparoquia.com 




Boletim Paroquial Voz Jovem - Abril 2011


       Quase a findar o mês de Abril, não poderia falar o boletim VOZ JOVEM que faz a ressonância de tudo o que acontece de mais relevante na comunidade paroquial de Tabuaço. Nesta edição em particular há um tempo que percorre todo o boletim, com visões diferentes: a celeração da SEMANA SANTA, com informação e com reflexão dos diversos autores.

       A edição digital já está disponível nos formatos habituais.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Celebrações pascais nas comunidades


O acontecimento fundante do cristianismo e da Igreja é a Páscoa de Jesus Cristo. Do seu lado aberto, na Cruz, saiu sangue e água, símbolos dos Sacramentos do Baptismo e da Eucaristia, mas validados pela ressurreição de Jesus. Daí que a Liturgia da Igreja acentue a vivência da Semana Santa e da Páscoa, como oportunidade de reflectir e de se deixar envolver pelo mistério de Amor de Deus por nós, na entrega de Jesus até ao limite, ou melhor, para lá de qualquer, e a certeza, na ressurreição, de que Deus Se coloca do lado do Amor, da Vida, da Ressurreição, Se coloca do lado do ser humano, acolhendo a nossa natureza à Sua direita, em Jesus Cristo.

       Neste vídeo, com a música suave e envolvente da Irmã Glenda, algumas imagens das celebrações nas comunidades de Tabuaço e de Pinheiros.





Início da SEMANA SANTA com o Domingo de Ramos


Iniciámos a Semana Santa, a maior da nossa fé, em que celebramos o mistério redentor da morte e ressurreição de Jesus. A Semana inicia em o Domingo de Ramos na Paixão do Senhor. Em todas as comunidades, a bênção de Ramos.

Em Tabuaço e como tradicionalmente, a bênção dos Ramos na Capela de Santa Bárbara, com procissão até à Igreja Paroquial, onde foi celebrada a Eucaristia, com a leitura dialogada do Evangelho da Paixão do Senhor.

Ainda neste dia, a Via-sacra, encenada pelas crianças, adolescentes e jovens da catequese, procurando tornar mais expressiva cada uma das 14 estações da via-sacra. A 15.ª estação celebra-la-e-mos na grande Vigília de Sábado Aleluia e com a celebração jubilosa da ressurreição no Domingo de Páscoa.

Em baixo, algumas das imagens, em formato de vídeo, com a música de fundo do filme de Mel Gibson, "A Paixão de Cristo"





Horários da Semana Santa 2011


A Semana Santa merece-nos sempre a maior das atenções, nela se realiza para nós o maior dos mistérios da nossa fé: Jesus Cristo entrega a Sua vida como resgaste pela Humanidade inteira, mostrando-nos o quanto o amor de Deus por nós é sem limites. A morte, como dádiva, é a oferta suprema de Jesus Cristo. A ressurreição é a certeza de que Deus sanciona o projecto de Jesus Cristo, elevando-O à Sua direita, onde Se encontra a nossa humanidade em Jesus Cristo ressuscitado e elevado ao Céu.

Na Imagem, o programa da SEMANA SANTA, em Tabuaço, Clique sobre a Imagem, para a ampliar...

 





São Vicente Ferrer - 5 de abril de 2011


Nasceu em Valencia, Espanha, em 1350. Entrou para os Dominicanos (Ordem dos Pregadores de S. Domingos) com 17 anos. Nesta época, a Igreja Ocidental vivia o grande cisma, com dois Papas, um em Avinhão, na França, e outro em Roma, em Itália.

       Mestre em teologia, Vicente coloca-se ao lado dos papas de Avinhão. Mas para que a unidade seja alcançada, incentiva o papa Bento XIII, último Papa de Avinhão, a renunciar ao cargo para que a Igreja se possa unir à volta de um novo e único Papa.

       Em Avinhão cai gravemente enfermo, quase moribundo. É então que tem uma visão de Nosso Senhor, acompanhado de São Domingos e São Francisco, a entregar-lhe a missão de pregar o evangelho por todo o mundo.

       Pregador popular, percorre a França, a Espanha, a Itália e a Suiça. As “massas” seguem-no. Ele exorta as pessoas à conversão: a vinda de Jesus Cristo está próxima, as calamidades da época, como a Grande Peste, anunciam esse fim próximo. Vicente é, para a imaginação popular, “o pregador do fim do mundo”.

       O auditório das suas pregações chegava a ultrapassar as 15 mil pessoas.

       Muitas vezes era chamado a intervir como árbitro de paz.

       Morreu em 5 de Abril de 1419, em Vannes, na Bretanha, território de França.

       Nos lugares onde pregou, as populações, que o veneram ainda em vida, invocam-no após a sua morte.

       Em Tabuaço venera-se desde o séc. XV ou XVI. A própria Vila terá nascido à volta do lugar de São Vicente, expandido-se a partir de então.

       Na Capela, do mesmo nome, uma belíssima imagem, como se pode ver, que representa S. Vicente, com o traje dominicano. Na imagem original, teria asas, ainda tens dois buracos na parte superior das costas, onde estariam incrustadas as duas asas que entretanto desapareceram, por ser apelidado de “anjo do apocalipse”. Sentado aos pés, uma judia que ele entretanto ressuscitara e que se converteu ao cristianismo.

        Apresentamos também um desdobrável a destribuir na celebração da Eucaristia comunitária, em PDF, com a biografia, o texto que dá corpo à notícia, um comentário de São Vicente e uma oração.

       Abaixo pode ver vídeo com algumas imagens da Capela e da Imagem de São Vicente. Quer a Capela quer a Imagem foram beneficiados há pouco com intervenções de conservação e restauro. A música de fundo, foi escolhida/proposta pelo Youtube:



Documento para download: Desdobrvel So Vicente Ferrer.pdf



Boletim Paroquial Voz Jovem - Março 2011


       O Boletim paroquial de Março é uma ressonância das actividades pastorais desta época bem assim como da Liturgia do tempo de Quaresma. O editorial parte do texto da Transfiguração, do II Domingo da Quaresma. O Olhar de um Jovem, continua com a Patriarca e Pai na fé, Abraão. Faz-se também memória com o Encontro Diocesano da Catequese e da Solenidade de São José e Dia do Pai, bem assim como informações pertinentes para a comunidade paroquial.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





Mensagem de D. Jacinto Botelho para a Quaresma 2011


Na recente Mensagem para a Quaresma deste ano, recorda-nos Sua Santidade Bento XVI, a todos nós, cristãos - partindo do pensamento de S. Paulo na Carta aos Colossenses: sepultados com Ele no Baptismo, foi também com Ele que ressuscitastes - o que frequentemente meditamos nesta altura, que “um vínculo particular liga o Baptismo com a Quaresma como momento favorável para experimentarmos a Graça que nos salva”. Somos assim convidados a aproveitar este longo Retiro espiritual que a Mãe Igreja nos oferece para consolidarmos reflectidamente e no comportamento a nossa identidade de cristãos.

       A Palavra de Deus tão rica e abundante que a Liturgia propõe à nossa reflexão todos os dias, mas muito especialmente aos Domingos e sobretudo no Ano A, “guia-nos para um encontro particularmente intenso com o Senhor, fazendo-nos repercorrer as etapas do caminho da iniciação cristã: para os catecúmenos, na perspectiva de receber o Sacramento do renascimento, para quem é baptizado, em vista de novos e decisivos passos no seguimento de Cristo e na doação total a Ele”. Cada um saberá aproveitar a oportuna reflexão sobre o Evangelho de cada Domingo que o Santo Padre partilhou connosco na referida mensagem, ajudando-nos a empenharmo-nos seriamente na reconciliação com Deus e com os outros que este itinerário para a Páscoa nos sugere.

       Pela prática tradicional do jejum, esmola e oração, “expressões do empenho de conversão” que realizaremos devotamente, “a Quaresma educa para viver de modo cada vez mais radical o amor de Cristo”. Num ambiente marcado pelo individualismo, a par do desânimo e desencanto que as pessoas deixam transparecer, sem perspectivas a curto prazo de que o panorama se modifique para melhor, antes pelo contrário, a nossa vida de cristãos deverá traduzir um clima lúcido de esperança e serenidade. As práticas quaresmais criam o clima para uma autêntica vivência cristã. Pelo jejum e espírito de sobriedade que com ele se relaciona, com a contenção em despesas às vezes exclusivamente para dar lugar a caprichos sumptuários, contrariamos os apetites do homem velho e abrimos o coração a uma generosidade que nos liberta do egoísmo e nos abre para uma partilha solidária. E o jejum e a esmola, são no dizer de S. Agostinho, “as duas asas da oração”, como referiu Bento XVI na Audiência Geral de 4ª feira de Cinzas, recordando o seu pensamento: “Desta maneira a nossa oração, feita com humildade e caridade, no jejum e na esmola, na temperança e no perdão das ofensas, dando coisas boas e não restituindo as más, afastando-se do mal e realizando o bem, procura a paz e consegue-a. Com as asas destas virtudes voa segura e mais facilmente chega ao céu, onde Cristo, nossa paz, nos precedeu”.

       A celebração bem preparada do sacramento da Confissão e o corajoso cumprimento dos propósitos firmes de emenda, alimentado na recepção frequente da Santíssima Eucaristia, tornar-nos-á verdadeiros e conscientes cristãos pascais que poderão e saberão celebrar devidamente a alegria da Ressurreição do Senhor.

       Que a Mãe do Céu que acompanhou Jesus até ao Calvário e assistiu de pé à Sua Morte na Cruz, nos conduza nesta Quaresma por um caminho de conversão para com Cristo ressuscitarmos também.

       O contributo penitencial deste ano reverterá em favor do Fundo Solidário Diocesano.

 

D. Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, bispo de Lamego.





Mensagem do Papa Bento XVI para a Quaresma 2011


       Como em anos anteriores, também neste o Papa propôs, na Sua Mensagem para a Quaresma, pistas de reflexão que nos ajudam a preparar melhor a grande e jubilosa celebração da Santa Páscoa de Jesus Cristo. Vejamos algumas das passagens da Mensagem.

Sobre o jejum:

       "Através das práticas tradicionais do jejum, da esmola e da oração, expressões do empenho de conversão, a Quaresma educa para viver de modo cada vez mais radical o amor de Cristo. O Jejum, que pode ter diversas motivações, adquire para o cristão um significado profundamente religioso: tornando mais pobre a nossa mesa aprendemos a superar o egoísmo para viver na lógica da doação e do amor; suportando as privações de algumas coisas – e não só do supérfluo – aprendemos a desviar o olhar do nosso «eu», para descobrir Alguém ao nosso lado e reconhecer Deus nos rostos de tantos irmãos nossos. Para o cristão o jejum nada tem de intimista, mas abre em maior medida para Deus e para as necessidades dos homens, e faz com que o amor a Deus seja também amor ao próximo (cf. Mc 12, 31)".

Sobre a esmola:

       "No nosso caminho encontramo-nos perante a tentação do ter, da avidez do dinheiro, que insidia a primazia de Deus na nossa vida. A cupidez da posse provoca violência, prevaricação e morte: por isso a Igreja, especialmente no tempo quaresmal, convida à prática da esmola, ou seja, à capacidade de partilha. A idolatria dos bens, ao contrário, não só afasta do outro, mas despoja o homem, torna-o infeliz, engana-o, ilude-o sem realizar aquilo que promete, porque coloca as coisas materiais no lugar de Deus, única fonte da vida. Como compreender a bondade paterna de Deus se o coração está cheio de si e dos próprios projectos, com os quais nos iludimos de poder garantir o futuro? A tentação é a de pensar, como o rico da parábola: «Alma, tens muitos bens em depósito para muitos anos...». «Insensato! Nesta mesma noite, pedir-te-ão a tua alma...» (Lc 12, 19-20). A prática da esmola é uma chamada à primazia de Deus e à atenção para com o próximo, para redescobrir o nosso Pai bom e receber a sua misericórdia".

Sobre a Oração:

       "Em todo o período quaresmal, a Igreja oferece-nos com particular abundância a Palavra de Deus. Meditando-a e interiorizando-a para a viver quotidianamente, aprendemos uma forma preciosa e insubstituível de oração, porque a escuta atenta de Deus, que continua a falar ao nosso coração, alimenta o caminho de fé que iniciámos no dia do Baptismo. A oração permite-nos também adquirir uma nova concepção do tempo: de facto, sem a perspectiva da eternidade e da transcendência ele cadencia simplesmente os nossos passos rumo a um horizonte que não tem futuro. Ao contrário, na oração encontramos tempo para Deus, para conhecer que «as suas palavras não passarão» (cf. Mc 13, 31), para entrar naquela comunhão íntima com Ele «que ninguém nos poderá tirar» (cf. Jo 16, 22) e que nos abre à esperança que não desilude, à vida eterna".

       Na Sua Mensagem, o Papa percorre connosco os vários Domingos da Quaresma, acentuando a dinâmica baptismal, como dom de vida nova que nos é oferecido por Deus, fazendo, com a Palavra de Deus, a estreita ligação entre Baptismo e Quaresma.

       "O facto que na maioria dos casos o Baptismo se recebe quando somos crianças põe em evidência que se trata de um dom de Deus: ninguém merece a vida eterna com as próprias forças. A misericórdia de Deus, que lava do pecado e permite viver na própria existência «os mesmos sentimentos de Jesus Cristo» (Fl 2, 5), é comunicada gratuitamente ao homem"...

       ..."O Baptismo, portanto, não é um rito do passado, mas o encontro com Cristo que informa toda a existência do baptizado, doa-lhe a vida divina e chama-o a uma conversão sincera, iniciada e apoiada pela Graça, que o leve a alcançar a estatura adulta de Cristo".

       "Em síntese, diz-nos Bento XVI, o itinerário quaresmal, no qual somos convidados a contemplar o Mistério da Cruz, é «fazer-se conformes com a morte de Cristo» (Fl 3, 10), para realizar uma conversão profunda da nossa vida: deixar-se transformar pela acção do Espírito Santo, como São Paulo no caminho de Damasco; orientar com decisão a nossa existência segundo a vontade de Deus; libertar-nos do nosso egoísmo, superando o instinto de domínio sobre os outros e abrindo-nos à caridade de Cristo. O período quaresmal é momento favorável para reconhecer a nossa debilidade, acolher, com uma sincera revisão de vida, a Graça renovadora do Sacramento da Penitência e caminhar com decisão para Cristo".

 



Documento para download: MensagemBentoXVIquaresma2011.pdf



Botetim Paroquial Voz Jovem - Fevereiro 2011


       Em fevereiro, o boletim Voz Jovem está centrado na Bíblia, desde logo no Editorial, sobre o Sermão da Montanha, que temos vindo a escutar nos últimos domingos e nos próximos, notícia sobre a Semana Bíblica, sobre a Apresentação de Jesus no templo, um pequeno texto de Bento XVI, e o Olhar de um Jovem. Mas outros acontecimentos importantes são assumidos pelo Boletim mensal, o Concerto de Oração, do Pe. Marcos Alvim, ainda ligado à Semana de Formação Bíblica, um um texto/reflexão sobre o ANO LITúRGICO e as suas incidências na vida da comunidade e dos cristãos e outras informações para a comunidade paroquial.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:





18 de Fevereiro: mmorável Concerto de Oração, com o Pe. Marcos Alvim


Realizou-se ontem, 18 de fevereiro de 2011, na Igreja Paroquial de Tabuaço, o Concerto de Oração com o Pe. Marcos Alvim. Com a Igreja repleta, foi uma oportunidade de rezar cantando, e de reflexão à volta dos temas propostos pelo Pe. Marcos. Encerrámos assim, neste concerto memorável, uma Semana dedicada à Bíblia.

       "Aceita o meu sim", foi uma das canções interpretadas para lá do reportório da noite, que se centrava no CD/Livro "Bom Mestre". Este tema faz partde de outro CD, "Seguir-Te". Aqui fica a canção até onde a máquina permitiu gravar.





Pe. Marcos Alvim, em Concerto de Oração, na Igreja de Tabuaço


Como corolário da SEMANA DE FORMAÇÃO BÍBLICA, de 13 a 18 de Fevereiro de 2011, o concerto de oração do Pe. Marcos Alvim, no último dia, sexta-feira, 18 de Fevereiro, na Igreja Paroquial de Tabuaço. Para já ouça este tema utilizado na Semana Bíblica.




Semana de Formação Bíblica - 13 a 18 de Fevereiro


Ao longo dos anos, a paróquia de Tabuaço tem proporcionado uma Semana de Formação. No Ano Paulino, um fim de Semana com São Paulo.

Este ano e uma vez mais a formação bíblica, entre o dia 13 de Fevereiro, Domingo, e o dia 18, sext-feira. O último dia, como corolário, o concerto de oração do reverendo Pe. Marcos Alvim, na Igreja Paroquial. Toda a reflexão nos conduz, como crentes, à oração, neste caso, oração através da música, em que a Palavra de Deus estará em evidência.





Pe. Marcos Alvim em Concerto de Oração


No próximo dia 18 de fevereiro, sexta-feira, na conclusão da SEMANA de Formação BÍBLICA, está entre nós o reverendo Pe. Marcos Alvim, em concerto de Oração, na Igreja Paroquial de Tabuaço, pelas 21h00.

Depois dos CD's "Presença" e Seguir-Te", o último trabalho, em pareceria com o SDPJ de Lamego e com as Edições Salesianas, é "Bom Mestre" e reúne os Hinos das Jornadas Diocesanas da Juventude, da nossa Diocese de Lamego.

O reportório para este concerto de oração privilegiará as onze canções deste último trabalho.

Contará com a presença de Alberto Mendonça, que colabora de perto com o Pe. Marcos.

 Veja mais sobre o padre Marcos em: www.myspace.com/padremarcos e sobre Alberto Mendonça em: www.myspace.com/albertomendonca



Documento para download: bom_mestre.pdf



Visita Pastoral de D. Jacinto Botelho em Pinheiros e Carrazedo


       30 de Janeiro, IV Domingo do Tempo Comum (ano A), realizou-se a conclusão da Visita Pastoral do Sr. Bispo, D. Jacinto Botelho, Bispo da nossa Diocese de Lamego, às comunidades paroquiais de Pinheiros e de Carrazedo.

       Na passada Quinta-feira, 27 de Janeiro, tinha estado nas duas comunidades, na visita aos doentes, terminando com a celebração da Santa Missa e com o Sacramento da Santa Unção, na Igreja Paroquial de Pinheiros.

       Da parte de manhã de Domingo, a presença na paróquia de Pinheiros, com a recepção ao Sr. Bispo, com a celebração da Eucaristia solene, com o empenho de toda a comunidade, e que incluía também a celebração do Sacramento da Confirmação, a 10 pessoas (nove na Igreja, e uma, a Andreia, em casa, pelas condições de saúde, que impossibilitavam a deslocação à Igreja).

       No final da celebração, o almoço de convívio para toda a paróquia e para alguns convidados, das autoridades camarárias, Sr. pPesidente da Câmara Municipal, Sr. Presidente da Assembleia Municipal, este natural de Pinheiros.

       Da parte de tarde de Domingo, a presença na paróquia de Carrazedo, com a celebração solene da santa Missa, com um ofertório recheado de produtos da terra, para o Sr. Bispo D. Jacinto.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Janeiro 2011


       Muitas são as formas das pessoas comunicarem entre si. Numa comunidade paroquial, o contacto humano é parte essencial, pessoa a pessoa, o encontro em celebrações, encontro, reuniões, em que a celebração da Eucaristia Diminical é incontornável. Mas ao serviço deste comunicação, podem ser usados outros instrumentos informativos e formativos.

       No caso da paróaquia de Tabuaço, há 15 anos, que o boletim paroquial Voz Jovem é um intrumento de informação e de refelxão ao serviço da pastoral, ao serviço da comunidade.

       Neste mês de janeiro de 2011, no boletim Voz Jovem destaca-se a dinâmica do Plano Pastoral, com a dinâmica sinodal proposta pela Conferência Episcopal Portuguesa, "Repensar a Patoral da Igreja em Portugal", destacando-se ainda a Visita Pastoral do nosso Bispo, D. Jacinto, como oportunidade para aprofundar a auscultação aos vários grupos paroquais. O boletim apresenta outros motivos de interesse, uma carta de Jesus, a todos nós, um pequena história sobre a existência de Deus, a participação de catequistas em encontro do Secretariado Diocesano da Catequese, a contabilidade paroquial do ano 2010, e outras informações para a comunidade.

       Leia nos formatos propostos...

 

       O boletim VOZ JOVEM pode ser lido a partir daqui e/ou fazendo o download nos formatos respectivos:





Mártir São Sebastião - Festa do Padroeiro de Lamego


Padroeiro da Diocese de Lamego.

       Juntamente com Santa Bárbara é dos mártires com mais popularidade no Concelho e na Diocese. Muitas das paróquias têm imagens de São Sebastião e algumas têm capelas em sua honra.

       Terá nascido em Narbona, sul de França, de uma família nobre, em meados do século III. Os seus pais seriam de Milão, onde cresceu até se mudar para Roma.

       Em nome da religião enveredou por uma carreira militar. O imperador Diocleciano, desconhecendo a sua religião, nomeou-o capitão general da Guarda Pretoriana. Ajudava a que os condenados se mantivessem fiéis a Jesus Cristo. Cada mártir que surgia era um alento para Sebastião. Foi denunciado por Fabiano, então Governador Romano. Diocleciano acusou-o de ingratidão. Foi cravado por flechas, até o julgarem morto. Santa Irene encontrou-o e tratou-o. Depois de restabelecido voltou junto do imperador. Este mandou que fosse chicoteado até à morte e depois deitado à Cloaca Máxima, o lugar mais imundo de Roma. O corpo foi recuperado e sepultado nas catacumbas da Via Ápia.

       Faleceu a 20 de Janeiro de 288.





15.º Aniversário da Ordenação Episcopal de D. Jacinto Botelho, Bispo de Lamego


       D. Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, natural de Moimenta da Beira (Prados de Cima - Vila da Rua), nasceu em 11 de Setembro de 1935.

       Entrou para o Seminário de Resende em 1946 e foi ordenado, no dia 15 de Agosto de 1958, ano em que morreu o Papa Pio XII. Celebrou os 50 anos de Sacerdócio no dia 15 de Agosto de 2008. Depois da Ordenação foi estudar para Roma.

       Concluídos os estudos em Hsitória da Igreja, regressou à Diocese de Lamego, concretamente ao Seminário Maior, sendo professor e integrando-se na Equipa Formadora, vindo a asumir a responsabilidade do Seminário. Entretanto, assumiu outras missões, como Vigário Geral Adjunto e Vigário Geral da Diocese. Durante algum tempo foi pároco de Sande (Lamego).

       Foi nomeado Bispo Auxiliar de Braga e a sua ordenação Episcopal, na Sé Catedral de Lamego, foi no dia 20 de Janeiro de 1996, dia de S. Sebastião, Padroeiro de Lamego.

       Depois da morte de D. Américo Couto de Oliveira, Bispo antecessor, viria a assumir a responsabilidade da Diocese, tomando posse no dia 19 de Março de 2000. No dia 8 de Julho de 2000, seria ordenado o primeiro padre, na Diocese, pelas suas mãos, e que é o Pároco de Tabuaço, Pe. Manuel Gonçalves.

       Parabéns D. Jacinto e que a Senhora dos Remédios, a Senhora da Lapa, a Senhora da Conceição, a Senhora da Assunção, a Mãe de Jesus Cristo, continue a velar pelo seu ministério sacerdotal e episcopal.





Repensar a pastoral da Igreja em Portugal


"Repensar a Pastoral da Igreja em Portugal". Este é o propósito da Conferência Episcopal Portuguesa, que depois da Visita Ad Limina, ao Vaticano, e depois das chamadas de atenção do Papa Bento XVI, nessa ocasião e na Sua Viagem Apostólica a Portugal, procurando auscultar as Dioceses, Paróquias, Movimentos, Grupos paroquiais, sobre os desafios e interpelações da sociedade actual, descobrindo os sinais da presença e actuação do Espírito Santo e, por outro lado, os sinais e indicadores do Espírito Santo na vida da Igreja, potencialidades, calores, necessidades das pessoas e das comunidades, propostas para um melhor acolhimento e vivência da Palavra de Deus.

       Foi com esta preocupação que ontem, pela tarde, se realizou um encontro de reflexão, na paróquia de Tabuaço, com os diversos grupos paroquiais, zeladoras da Igreja e altares, grupos corais, catequistas, acólitos, conselho económico, escuteiros, leitores.

       Posteriormente a síntese será feita, a nível paroquial, arciprestal e diocesana e depois enviada para o Comissão Nacional que coordena este estudo...





Boletim Paroquial Voz Jovem - Dezembro 2010


       O mês de Dezembro tem sido intenso, com diversos momentos importantes na vida da comunidade.

       O Boletim Voz Jovem deste mês é especial, com as rubricas habituais, mas com muitas fotografias sobre a Visita Pastoral do nosso Bispo, D. Jacinto Botelho, à comunidade paroquial. Diversos os momentos, as celebrações, os gestos, os encontros, diversas as imagens que documentam esta presença do Pastor da Diocese de Lamego. Dê uma espreitadela.

       O boletim VOZ JOVEM pode ser lido a partir daqui e/ou fazendo o download nos formatos respectivos:





Festa de Natal da Catequese


No último Sábado de catequese, antes da celebração festiva do Natal, e tal como em muitos anos anteiores, a Festa de Natal da Catequese, para toda a comunidade paroquial, no passado dia 18 de Dezembro, no Auditório do Centro de Promoção Socail de Tabuaço.

A Festa iniciou com a celebração da Eucaristia. No momento de Acção de Graças, um gesto simbólico pela Paz, com as Velas da Paz acesas e com uma oração, da campanha Caritas a favor das pessoas mais carenciadas, "10 Milhões de Estrelas - Um Gesto pela Paz".

De seguida, os diversos anos de catequese, apresentaram músicas, poemas, textos, pequenas encenações alusivas à quadra de Natal.





Capela de São Pedro de Canidelo, entre nós


A paróquia de Tabuaço esteve, de novo, em festa, com a visita de um grupo de pessoas da Capela de São Pedro, da paróquia de Santo André, do Canidelo, em Vila Nova de Gaia, no III Domingo de Advento, no passado dia 12 de Dezembro. Participaram na animação litúrgica, no canto, nas leituras e a acolitar juntamente com os nossos acólitos. Na celebração eucarística, estiveram os vários movimentos da nossa comunidade, entre os quais, leitores, grupo coral, acólitos, Escuteiros e Guias da Europa.

       O grupo que nos visitou, durante a tarde, esteve no Lar da Santa Casa da Misericórdia, para apresentar um encenação, com São Francisco de Assis...





Momentos significativos da Visita Pastoral e da Imaculada Conceição


       A Solenidade da Imaculada Conceição é, sem dúvida, a festa das festas na nossa paróquia de Tabuaço. Precedida de uma novena de prepação, que funciona como retiro aberto, prepara também a celebração do Natal. Em 2010, a novena e a festa da padroeira ficaram enriquecidas com a presença de D. Jacinto, Bispo de Lamego, entre os dias 2 e 8 de Dezembro, em Visita Pastoral.

       Veja em formato de diaporama/vídeo alguns dos momentos da Visita Pastoral, das diversas celebrações, da Solenidade da Imaculada Conceição e da Procissão, acompanhada com a belíssima música do grupo Laetare: 





Festa da Imaculada Conceição - Reflexão do Sr. Bispo D. Jacinto Botelho


A Imaculada Conceição é um dos privilégios com que Deus adornou Nossa Senhora: "ter sido imune de toda a mancha de pecado original no primeiro instante da Sua Conceição, por uma singular graça e privilégio de Deus omnipotente, em atenção aos méritos de Jesus Cristo, Salvador do género humano". Queremos todos, paroquianos desta comunidade que a tem como padroeira, de modo consciente e agradecido, ser a ressonância e o eco da saudação que o Arcanjo Gabriel trouxe do Céu à Virgem de Nazaré Ave Maria, cheia de Graça, o Senhor é convosco.

       É flagrante o contraste do comportamento das duas mulheres que a leitura do Génesis e do Evangelho, escolhidas pela liturgia para esta solenidade, tão expressivamente evidenciam. A disponibilidade da Virgem - eis a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a Tua palavra - redime a desobediência de Eva. Ela é a nova Eva que Deus pôs defronte ao novo Adão-Cristo, como nos ensinou João Paulo II. Como a nova Eva A cantaram os Padres da Igreja, cujos textos a Liturgia oferece à nossa meditação. Recordemos aquele belíssimo de S. Ireneu: "Enquanto Eva seduzida pela mensagem de um anjo desobedeceu à Palavra divina e se afasta de Deus, Maria, ao contrário, guiada pela anunciação de outro anjo, obedeceu à palavra divina e mereceu trazer a Deus no Seu seio. Aquela, portanto, deixou-se seduzir para não obedecer a Deus, e esta deixou-se persuadir a obedecer-lhe. Deste modo a Virgem Maria tornou-se a advogada da Virgem Eva".

       E que lucro auferiu o homem com a desobediência original? Diz-no-lo também a leitura do Génesis. Foi o fim da felicidade querida por Deus e desfrutada até então, e a consciência clarividente de todas as limitações. É a nudez absoluta, com todo o realismo da expressão, a evidência do desequilíbrio, mas pior, é o medo, a angústia, a desconfiança. Adão sente-se miserável, despido e inseguro, e o medo é o sentimento frustrante que o invade e confessa a Deus que o procura e interroga. Tive medo. É a condição duma humanidade decaída que se sente completamente perdida, baralhada, que se esconde incapaz de encontrar-se com Deus, mas igualmente incapaz de encontrar-se consigo e com os demais. E, para cúmulo, não assume responsabilidades. Foi a mulher, foi a serpente, e a culpa vai passando para outro que não eu. Não será este o panorama que experimentamos à nossa volta e a que nos habituamos já a relacionar irreflectidamente com a crise?

       E a resposta de Deus qual é? É o próprio Deus que vem ao encontro do homem, que o procura, impelido pelo Seu coração de Pai como nos recordava o Servo de Deus, João Paulo II. A Encarnação de Jesus, o Filho do Homem, testemunha que Deus procura o homem. É uma busca que nasce no íntimo de Deus e tem o seu ponto culminante na Encarnação do Verbo. Consequentemente a mensagem de Deus tão insistentemente repetida por Jesus é a recomendação que não tenhamos medo. Não tenhais medo. A mesma palavra pronunciada pelo Anjo da Anunciação é o prenúncio da complacente misericórdia do Pai em relação aos homens e a confirmação da plenitude dos tempos.

       A solenidade da Imaculada Conceição é a prova irrefutável da vitória da Graça sobre o pecado, é certeza de que Deus está do nosso lado, de que Deus amou de tal modo o mundo que lhe enviou o Seu próprio Filho para nos revelar o Seu mistério que é mistério de amor. "A Redenção permeia toda a história do homem" e concretiza o admirável desígnio de Deus explanado na por São Paulo na Carta aos Efésios. A Nossa Senhora podem aplicar-se com toda a propriedade essas palavras. Em Cristo, Ela foi escolhida antes da criação do mundo para ser santa e irrepreensível, em caridade na Sua presença, para ser um hino de louvor da Sua glória. Talvez aqui possamos fundamentar a confidência de João Paulo II, reportando-se ao momento da eleição para o Sumo Pontificado: "Enquanto entrava nos problemas da Igreja universal com a eleição para Papa, trazia comigo esta convicção: nesta dimensão universal a vitória será trazida sempre por Maria. Cristo vencerá por meio d'Ela, porque Ele quer que as vitórias da Igreja no mundo contemporâneo e no mundo futuro estejam unidas a Ela". Esta presença maternal há-de contribuir para que na consciência de cada um, neste tempo de tanta insegurança e de tanto desânimo, se revigore a certeza de que existe alguém que tem nas mãos o destino do mundo que passa; alguém que tem as chaves da morte e dos abismos; alguém que é o Alfa e o Ómega da História, tanto colectiva como individualmente. E este alguém é Amor, entre os homens; Amor fonte inesgotável de comunhão. Só Ele é a plena garantia das palavras: não tenhais medo. As palavras não foram ditas para anular aquilo que é penosamente exigente, mas para confirmar toda a verdade do Evangelho e todas as exigências nele contidas, assegurando-nos o Senhor a Sua muito particular intervenção, quando a experiência das nossas limitações nos inibe, porque a Deus nada é impossível.

+ Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, Bispo de Lamego

Visita Pastoral à paróquia de Tabuaço





Boletim Paroquial Voz Jovem - Novembro 2010


       O Boletim Paroquial Voz Jovem, ao longo dos anos, tem sido um instrumento de informação mas também de formação, de evangelização. Os textos nele apresentados registam as datas significativas da vivência comunitária da fé, mas também a reflexão de temas da actualidade, de assuntos relacionados com a Bíblia, com a catequese...

       Neste mês de Novembro, atenção especial para a celebração da festa da Padroeira, Nossa Senhora da Conceição, com a novena e a solenidade, e, em simultâneo, a Visita Pastoral do nosso Bispo, D. Jacinto Botelho, entre os dias 2 e 8 de Dezembro.

Outros texos muito relevantes: reflexão bíblica, Apelo, actividades da comunidade, nomeadamente da Catequese e, pela segunda vez, um desenho para colorir...

 

       O boletim VOZ JOVEM pode ser lido a partir daqui e/ou fazendo o download nos formatos respectivos:





2 a 8 de Dezembro: Visita Pastoral de D. Jacinto a Tabuaço


Entre os dias 2 e 8 de Dezembro, o Sr. Bispo estará entre nós, naquela que é a 2.ª Visita Pastoral de D. Jacinto à nossa paróquia. A primeira foi, pela mesma altura, em 2003.  esteve entre nós em outras ocasiões mas durante a Visita Pastoral, permanece mais tempo e o contacto é mais profundo, com pessoas e grupos, com instituições e movimentos, recolhendo os sinais positivos da vivência da fé, deixando indicações para que a prática cristã seja mais consciente, confirmando a comunidade na fé católica.

Cada diocese é uma porção do povo de Deus, a Igreja, cujo primeiro responsável é o Bispo, como Sucessor dos Apóstolos, em comunhão com os outros Bispos e com o Papa (Bispo de Roma).

A nossa Diocese - Lamego - é anterior à nacionalidade. E é a única diocese portuguesa que não é distrito, precisamente pela sua antiguidade e pela sua importância histórica.

É constituída por 14 Arciprestados/Concelhos: Armamar; Castro Daire; Cinfães; Lamego; Moimenta da Beira; Meda; Penedono; Resende; São João da Pesqueira; Sernancelhe; Tabuaço; Tarouca; Vila Nova de Foz Côa, e Vila Nova de Paiva.

 

»»»» Todo o Programa da Vista Pastoral, o horário, as iniciativas e a justificação da Vista Pastoral estão disponíveisna "Programação Pastoral" e clicando sobre a frase que está a seguir:

»» VISITA PASTORAL DE D. JACINTO A TABUAÇO ««



Documento para download: VisitaPastoral2010.pdf



10 Milhões de Estrelas 2010 - Um Gesto pela Paz


Como em anos anteriores, está a desenrolar-se a campanha de Natal, , que a Caritas Portuguesa e as Cáritas Diocesanas levam a efeito cada ano, procurando recolher fundos para auxiliar as pessoas mais carenciadas, este ano mais voltada para o apoia a crianças desfavorecidas.

Abaixo a participação de José Mourinho na Campanha.

Veja o desenvolvimento da notícia em

CARITAS PORTUGUESA





Estandartes de NATAL 2010


Esta é mais uma forma de ajudarmos os mais carenciados. O primeiro objectivo é que o NATAL tenha uma expressão cristã. Decoramos as casas com luzes, com árvores, com pais-natais, com renas, com estrelas. Com a colocação do estandarte de Natal, fazemos sobressair a personagem principal: Jesus.

       Por outro lado, os lucros revertem a favor de obras sociais.

       Veja a apresentação deste projecto:

»» AQUI ««

Ou na página que se segue. Para ler carregue em fullscreen, no cimo da página, ou no sinal +, no final da mesma.


EstandartesDeNatal2010_Apresentação_2010.09.25



Dia da Igreja Diocesana e apresentação da Planificação Pastoral


A Dedicação da Sé Catedral celebra-se no Domingo a seguir ao dia 20 de Novembro (a sagração da Catedral foi no dia 20 de Novembro de 1776), que é coincidente com a solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, rei do Universo.

Com o último Domingo do Ano Litútrgico, preparamo-nos para um novo ano pastoral. É neste dia que habitualemente é apresentado a Programação Pastoral da Diocese para o ano pastoral que se inicia, neste caso, 2010-2011.

Pode aceder à planificação pastoral a partir da página da Diocese de Lamego, ou fazendo aqui o download aqui.





Semana dos Seminários - 7 a 14 de Novembro


       A Semana dos Seminários, proposta de oração e de partilha em todas as comunidades cristãs, propõe como tema para este ano: "SEMINÁRIO, Comunidade dos Discípulos de Cristo e Irmãos no Presbitério.

       O nosso Bispo, D. Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, e como em anos transactos, dirgiu a todos os sacerdotes uma carta de sensibilização. No final a invocação dos patronos dos dois seminários diocesanos:

       "Que, sob a protecção de Jesus, Maria e São José, padroeiros do Seminário Maior de Lamego, esta Semana seja oportunidade de crescimento na fé das nossas paróquias, e consequentemente elas se tornem alfobres de vocações sacerdotais. A Senhora de Lourdes, que nos habituamos a sentir e a amar como Mãe, desde o Seminário de Resende, faça com que a nossa resposta ao chamamento, seja rica de generosidade e contagie de entusiasmo o coração dos que o Senhor quer a trabalhar na sua vinha".

(Seminário Maior de Lamego)

(Catequese paroquial no Seminário de Resende)





Valença do Douro e Dsejosa com novo Pároco


No início da Semana dos Seminários, 7 de Novembro, o Pe. Marcos Alvim tomou posse das paróquias que lhe são confiadas pelo Sr. Bispo, Desejosa e Valença do Douro, ambas no Arciprestado de Tabuaço.

Numa tarde solarenga, a comunidade de Valença do Douro aguardou, em festa, a chegada do novo pároco e do pároco que se despedia, passados 33 anos de serviço à comunidade.

Pouco a pouco as pessoas aproximaram-se da Igreja Paroquial. O Pe. Marcos Alvim e o Pe. Frederico Martins, juntamente com o Sr. Vigário Geral e outros convidados, estavam para chegar da Desejosa.

Tudo preparado, os bombos davam colorido à espera. Entretanto foram chegando ilustres convidados, o Sr. Governador de Viseu, o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Tabuaço, o Sr. Presidente da Junta de Freguesia. Num contexto eclesial, a presença dos reverendos Pe. Albano, Pe. Ildo, Pe. Manuel, párocos do Arciprestado de Tabuaço, o pároco de Cinfães, Pe. Francisco Marques, com alguns jovens, Pe. Hermínio, colega de ano do Pe. Marcos, Pe. Ponciano, natural de Valença, e Pe. Libório, Arcipreste de Armamar e pároco de Fontelo de São Domingos, de onde é natural o Pe. Marcos, e o seminarista Ricardo Barroco, natural de Penude.

O Sr. Vigário Geral deu posse ao reverendo Pe. Marcos, no início da celebração eucarística, agradecendo, em nome do Sr. Bispo e da Igreja, ao Pe. Frederico Martins pelo seu serviço ao longo de muitos anos e também ao pároco que toma posse pela disponibilidade em ter aceitado mais esta missão para lá das que já vem acumulando.

Durante a celebração da Eucaristia tomaram a palavra o Pe. Frederico, para sublinhar o trabalho realizado ao longo dos anos e a colaboração da comunidade, permitindo, entre outras obras, a construção da Igreja paroquial; o Presidente da Junta, para agradecer ao pároco que cessou a sua missão e dar as boas vindas ao novo pároco; o Pe. Marcos Alvim, para agradecer a presença de todos, da sua família, de seus amigos, dos colegas, da comunidade, disponibilizando-se para trabalhar com a ajuda de todos.

Durante a homilia o reverendo Vigário Geral da nossa diocese sublinhou que a missão do novo pároco, Pe. Marcos Alvim, seria precisamente anunciar a palavra de Deus, o Evangelho de Jesus Cristo, testemunhando a ressurreição de Jesus, e encaminhando as pessoas para a vida eterna.

Tomou também a palavra um paroquiano de Valença do Douro para homenagear o reverendo Pe. Frederico Martins e igualmente manifestar o ensejo de que a missão do novo pároco fosse profícua.

Depois da Eucaristia, o convívio à volta de outras mesas.

E, como referiu o novo pároco de Valença do Douro, que seja tudo para maior glória de Deus Pai.





Festa do Acolhimento - 1.º Ano de Catequese


Dia 6 de Novembro:

       Os meninos do 1.º Ano de Catequese tiveram direito à primeira festa neste itenerário, a Festa do Acolhimento, para se sentirem acolhidos em Igreja e para aprenderem a acolher Jesus Cristo, como amigo e como irmão.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Outubro 2010


Está disponível o Boletim Paroquial Voz Jovem, do corrente mês de Outubro, nos formatos habituais, na internet e distribuído gratuitamente nas Eucaristias de fim de Semana. Como entrada, o Editorial sobre o lema pastoral para o ano de 2010/2011, "Confirmados na fé, para viver na caridade". E depois com outros textos significativos: o valor da amizade, a esperança em Abraão, uma reflexão de Augusto Cury, "Jesus tinha tudo para ser uma pessoa feliz", e algumas informações, sobre o início da catequese, visto pelos protagonistas, e as promessas das Guias da Europa de Tabuaço, também pelas protagonistas, sobre actividades da paróquia, e ainda um desenho para colorir para os mais pequenos, e também um foto das gentes de Pinheiros, em Santiago de Compotela.

       O boletim VOZ JOVEM pode ser lido a partir daqui e/ou fazendo o download nos formatos respectivos:





Promessas das Guias da Europa, em Tabuaço


As Guias da Europa fizeram as suas promessas no dia de ontem, 17 de Outubro. Participaram na Eucaristia, com outros escuteiros pertencentes aos Escuteiros e Guias da Europa, e no final as promessas, no adro da Igreja Paroquial.

       Algumas das imagens que documentam este momento importante para as Guias da Europa, em Tabuaço. A canção - Somos Um - que serve de música de fundo foi também cantada na Eucaristia pelo Grupo Coral.

       Veja as imagens e reflicta nas palavras da canção:





Confirmados na Fé, para viver na Caridade


A Diocese de Lamego, tal como as demais dioceses portugueses, vai procurar, ao longo deste ano pastoral, "Repensar juntos a Pastoral da Igreja em Portugal".

As paróquias são um espaço concreto para ouvir, para reflectir e para viver na dinâmica da pastoral proposta pela Conferência Episcopal Portuguesa. Por um lado, todo o Plano Pastoral deve ater-se às preocupações fundamentais da Igreja Católica, da Igreja em Portugal, da sua Diocese e, por outro, assumir os aspectos específicos do seu meio, das suas vivências, das suas experiências mais importantes.

Um dos aspectos importantes a ter em conta é a celebração do Sacramento da Confirmação (e da Visita Pastoral), com a presença do Sr. Bispo, D. Jacinto Tomaz Botelho.

Um primeiro esboço da calendarização do ano pastoral levou-nos a concentrar-nos no lema: "Confirmados na fé, para viver na caridade". Viver a fé de forma mais conciente há-de conduzir-nos à partilha e ao serviço. Repensar a Pastoral, implica naturalmente auscultar as preocupações, os anseios, as necessidades das pessoas e do ambiente em que vivem, sem esquecer esta dimensão importantíssima da fé, da religiosidade que nos caracteriza. O Pastor da Diocese vem para confirmar, isto é, para abalizar das nossas vivência, para desafiar ao aprofundamento da fé, lançando desafios para o futuro.

No amadurecimento da fé a presença constante da caridade. O cristão vive em atitude de caridade permanente, em cada gesto, em cada palavra, em cada encontro, com cada pessoa. Assim o cristão, assim a comunidade.

Fica para já o primeir esboço, clique em PROGRAMAÇÃO PASTORAL.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Setembro 2010


O Boletim Voz Jovem é de edição mensal. Tira férias, como os portugueses que podem, em Agosto. Regressa ao trabalho em Setembro.

       Nesta edição, que disponibilizamos em formato digital, os assuntos são variados, desde logo o Editorial, que se reporta à Viagem Apostólica de Bernto XVI ao reino Unido, com a beatificação do Cardeal Newman, o documento da Comferência Episcopal Portuguesa, "Repensar juntos a Igreja em Portugal", e o Plano Pastoral Paroquial que englobará a preocupação do referido documento, bem como o balanço do trabalho pastoral na Diocese, com os 10 anos de pintificado de D. Jacinto, que atingiu em Setembro os 75 anos, altura de solicitar ao Papa a resigniação. Outros assuntos em destaque: pelos caminhos de Santiago (Compostela), em ano de Jubileu, com um testemunho na primeira pessoa; iniciativas na comunidade de Pinheiros durante o Verão; homenagem ao Rev. Pe. Luís Ribeiro da Silva, pelos 50 anos de sacerdócio, em Barcos e com maior visibilidade na Festa de Santa Eufémia, em Pinheiros; na última página, temas bíblicos, O livro da Verdade - 7, e o Olhar de um Jovem. E outras informações pertinentes....

O boletim VOZ JOVEM pode ser lido a partir daqui e/ou fazendo o download nos formatos respectivos:





Santa Eufémia 2010 - festa e romaria


A última e a maior das festas populares do concelho de Tabuaço, é a Festa e Romaria de Pinheiros, em honra de Santa Eufémia. O dia 16 de setembro, em cada ano, traz à paróquia de Pinheiros um mar de gente, para rezar, para agradecer, para cumprir promessas, para invocar a intercessão de Santa Eufémia. O dia seguinte, dedicado a Santa Bárbara é sobretudo para as nossas gentes...

Veja algumas imagens da festa, acompanhadas com a Música do grupo Laetare...





Festa de Santa Eufémia de Pinheiros


 O 16 de Setembro é o grande dia de Festa e Romaria em honra de Santa Eufémia, com a participação de pessoas dos Concelhos de Moimenta da Beira, Armamar e das várias paróquia de Tabuaço. Como manda a tradição, uma priora para abrilhantar ainda mais a festa, este ano a Mariana Silva, filha do Tony, que além de pai de três meninas e marido, é também elemento do Conselho Económico, da Comissão de Festas e acólito dedicado.
       O pregador: Pe. Amadeu da Costa e Castro, natural de Gosende, Castro Daire, Pároco de Trevões, Pereiro, e muitas outras paróquias...
       No momento de Acção de Graças, a homenagem merecida ao reverendo Pe. Luís Ribeiro da Silva, Pároco de Barcos, Adorigo, Santa Leocádia e Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Tabuaço, e durante anos pároco também de Pinheiros (e outras comunidades paroquiais), pelos seus 50 anos de sacerdócio, completados no passado dia 15 de Agosto. A lembrança oferecida foi levada ao altar pelas adolescentes por ele baptizadas.




Novena em Honra de Santa Eufémia - Pinheiros


Do dia 7 ao dia 15 de setembro, decorre, na paróquia de Pinheiros, a novena em honra da padroeira, Santa Eufémia. 

      Como proposta para a novena de Santa Eufémia, foi editado um pequeno livro, editado pela Paróquia de Pinheiros há um ano, e que procura fazer a ligação entre a liturgia da Palavra, a vida de Santa Eufémia e a liturgia católica, seguindo os seguintes itens:

       Clicando em cada item, acederá a pistas de reflexão para cada um dos nove dias de novena. Também no nosso blogue Escolhas & Percursos tem oportunidade de (re)ver a reflexão proposta para cada dia desta novena.

       A grande festa e romaria será no dia 16 de setembro.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Julho


Está disponível em formato digital o Boletim Voz Jovem referente a este mês de Julho, em tudo semelhante ao boletim impresso.

Em Julho, a figura de primeira página, continuando a apresentar testemunhos de vivência de sacerdócio, o Padre Américo de Aguiar, conhecido como Pai Américo; informações sobre a apresentação do CD Bom Mestre, do Pe. Marcos Alvim, e ainda da Visita ao Seminário de Resende, e textos de reflexão bíblica entre outros temas específicos da comunidade paroquial.

O boletim Voz Jovem pode ser lido a partir daqui e nos formatos que se seguem:

formato PDF

formato XPS





Sacerdotes de Lamego in Rio Douro


Meia centena de sacerdotes da Diocese, incluindo alguns dos seminaristas maiores, aderiu ao convite do Seminário Maior de Lamego, para este encontro/convívio entre os sacerdotes da diocese, com a presença também do Sr. Bispo D. Jacinto e do Sr. Vigário-Geral. O encontro centrou-se no Rio Douro, com a deslocação em barco do Pinhão ao Pocinho e o regresso de comboio, do Pocinho ao Pinhão. O final do encontro sacerdotal no Seminário Maior de Lamego.




Apresentação do CD e Livro, BOM MESTRE, de Pe. Marcos Alvim


O Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil de Lamego (SDPJ Lamego) promoveu, no dia 2 de Julho de 2010, a apresentação do CD e Livro BOM MESTRE..., da autoria do Pe. Marcos Alvim e das Edições Salesianas/SDPJ Lamego, no Auditório do Centro Paroquial de Almacave. Uma sala cheia para ouvir e delciar-se com as músicas, as melodias, as letras inspiradas no Evangelho e a boa disposição do Pe. Marcos. Uma colectânia dos Hinos das Jornadas Diocesanas da Juventude, de 2000 a 2010. O livro, além das letras, dos acordes e das pautas, traz ainda uma proposta de reflexão e oração para cada uma das canções.

O Hino da XVI Jornada Diocesana da Juventude de 2001 diz-nos mais respeito, uma vez que se realizou em Tabuaço, no Santuário de Santa Maria do Sabroso... Em baixo propomos o hino desta jornada interpretado pelo Pe. Marcos Alvim.

Poderá também ouvir/ver:

Queremos ver Jesus.

Viemos adorá-Lo.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Junho 2010


O número de Junho, do Boletim Voz Jovem, apresenta como figura do mês Santo António, o mais popular dos santos portugueses, venerado em todo o mundo. Mais uma estrela para o Ano Sacerdotal que terminou no dia 11 de Junho, solenidade do Sagrado Coração de Jesus.

Nas páginas centrais, destaque para a Primeira Comunhão, para a Profissão de Fé e para a visita da Catequese ao Seminário Menor de Resende. Na última página, alem de informações específicas, também textos de reflexão bíblica.

 

O boletim Voz Jovem pode ser lido a partir daqui e nos formatos que se seguem:

formato PDF

formato XPS





Solenidade de São João Baptista - Festa do Município


   O dia 24 de Junho é dedicado ao grande Precusor de Cristo, São João Baptista  O Seu nascimento celebra-se em toda a Igreja. É o Padroeiro do Município de Tabuaço e, por conseguinte, feriado, dia de festa. No que toca à dimensão religiosa, a celebração centra-se na Eucaristia, Pregação e Procissão, em honra de São João Baptista. O pregador, deste ano, foi o Pe. António José Ferreira, Vice-reitor do Seminário Menor de Resende.




Encontro da Catequese com o Seminário de Resende


Sábado, 5 de Junho de 2010: A Catequese, meninos e meninas, adolescentes e jovens, catequistas e pároco, passaram o dia no Seminário Menor de Resende, ou Seminário de Nossa Senhora de Lourdes. Apresentamos um vídeo com vários momentos em que participaram catequizandos, catequistas, seminaristas. Como música de fundo o Hino da Jornada da Juventude realizada em Tabuaço há 9 anos, em junho de 2001...





Corpo de Deus e Primeira Comunhão


       Na Paróquia de Tabuaço, a Primeira Comunhão realiza-se na solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, no CORPO DE DEUS (ou ainda, Corpus Christi). Se há celebração em que se coloca com mais evidência a presença real do Corpo de Jesus é nesta solenidade. Nesse sentido também a Primeira Comunhão é festa do Corpo de Deus.

       Foram 10 os meninos do 3.º ano de Catequese que realizaram hoje a sua Primeira Comunhão:

Ana Rita; Ana Sofia; Daniela, Guilherme; Hugo André; Mariana Lemos; Mariana Ferreira; Neuza Sofia; Paula Margarida, e Tiago Rafael.

       As suas catequistas: Ofélia Santos e Tuxa Parente.

       Parabéns aos meninos e meninas do terceiro ano de Catequese, pela sua Primeira Comunhão. A comunidade sente-se enriquecida. Que também eles, connosco, contribuam para o verdadeiro Corpo de Cristo que é a Igreja.





Boletim Paroquial Voz Jovem - especial Maio 2010


O grande acontecimento do Ano Pastoral para a Igreja em Portugal foi, sem dúvida, a Viagem Apostólica do Sucessor de Pedro, o Papa Bento XVI, entre os dias 11 e 14 de Maio, passando por Lisboa, Fátima e Porto, sendo que a motivação principal era fazer-se "peregrino entre peregrinos" de Nossa Senhora de Fátima.

O boletim paroquial faz ressonâncioa destes dias. A foto escolhida para primeira página, retirada da página oficial "bentoXVIemportugal", mostra o Papa Bento XVI, encaminhando-se para o altar para a celebração da Santa Missa no Santuário de Fátima, com o olhar recolhido, com a CRUZ em grande destaque, como muitas vezes o Papa quer acentuar. Jesus crucificado e ressuscitado é o verdadeiro CENTRO.

Recolhemos um testemuno do encontro com o Papa em Fátima e outro do encontro com o Papa na cidade do Porto. Fazedmos também uma breve ressonância da avaliação que Bento XVI fez da Viagem Pastoral a Portugal.

Outros temas presentes nesta edição: o Dia da Mãe; a celebração da Profissão de Fé; "O Olhar de um Jovem" sobre a construção da Torre de Babel; a Festa da palavra; as contribuições para o Centro Paroquial e as próximas actividades pastorais e celebrações da comunidade.

 

Pode aceder ao Boletim Voz Jovem, aqui, ou fazendo o donwload nos formatos respectivos:

 

FORMATO PDF

FORMATO XPS

 





Profissão de Fé em dia de Pentecostes


       Em dia de Pentecostes, as comunidades paroquiais de Tabuaço e de Pinheiros viveram a Profissão de Fé. Com efeito, como nos lembra São Paulo, a Confissão de Fé só é possível se antes o Espírito Santo nos inspirou. Assim o diz Jesus a Pedro quando este confessa que Jesus é o Filho de Deus vivo. Jesus diz-lhe que não foram o sangue e a carne que lho revelaram, mas o Pai do Céu, acrescentaríamos, através do Espírito Santo.

       Foram 17 jovens adolescentes, 15 de Tabuaço, dois de Pinheiros, que na Eucaristia dominical realizaram esta festa de catequese, num passo importante no itinerário catequético:

Alexandra Santos; Ana Catarina Barradas; Ana Catarina Silva; Ana Catarina Rogério; Ana Margarida; Ana Sofia; Bárbara Silva; Carolina Silva; Cláudia Raquel; Cláudio de Jesus; Inês Gonçalves; Jéssica Macedo; Jorge Baltazar; Mariana Silva; Marcelo Marques; Tatiana Margarida, e Tatiana Raquel.

       A Catequista: Goretti Ribeiro.

       Ontem realizou-se a Festa do Credo; no próximo Sábado, a Festa das Bem-aventuranças; no dia 19 de Junho, a Festa da Vida, e no dia 26 de Junho, a Festa do Envio e Compromisso. A Primeira Comunhão, como habitual, será na solenidade do Corpo de Deus, no dia 3 de Junho. No dia 5 de Junho a catequese vai ao Seminário Menor de Resende.

Veja as imagens da festa da Profissão de Fé, em baixo:





Bento XVI em Portugal: 4 dias memoráveis


       Bento XVI, Bispo de Roma e Papa para a Igreja Católica, esteve em Portugal, como peregrino de Fátima, nos dias 11 a 14 de maio, passando por Lisboa, Fátima e Porto. Depois da sua partida, há que tirar lições, aceitar desafios, procurar viver na provocação do Evangelho.

       Qualquer acontecimento importante na nossa vida deve valer por si mesmo, pelo envolvimento que nos atrai e pelas sequelas que desencadeia. Assim também a Viagem Apostólica de Sua Santidade a Portugal.

  Vale por si mesmo, como festa, como celebração, como encontro com o Sucessor de Pedro, que nos confirma na fé, nos conforta na esperança e nos desafia à caridade. Aliás, o Bispo de Roma, é Bispo com os demais Bispos da Igreja, sucessores dos Apóstolos, mas, como a Igreja de Roma, o Seu Bispo preside na caridade ao colégio episcopal e, consequentemente, a toda a Igreja.

      O encontro entre os portugueses e Bento XVI vale como festa, como partilha e celebração da mesma fé, como testemunho de vivência cristã, na fidelidade a Cristo e à Igreja, como compromisso na transformação do mundo em que vivemos e no tempo que atravessamos. A festa deveria ser uma constante na vida do cristão, na certeza de que Ele está connosco, mesmo no meio da adversidade.

       Vale pelos preparativos, sobretudo espirituais. As grandes comunidades de Lisboa, de Fátima, para onde peregrinam comunidades de todo o país e de várias partes do mundo, e do Porto, que já há muito se encaminham para este encontro e para esta festa de fé e de partilha espiritual. Jovens, crianças, adultos, idosos, entidades públicas e privadas, grupos, associações, movimentos eclesiais, comunicação social, são às centenas de milhar as pessoas que desde Outubro se mobilizavam para estes dias.

       Vale pela renovação que se opera (ou pode operar) em pessoas, em comunidades. Pessoas que se deixam tocar pelo testemunho. Algum "clique" que funciona como alavanca para a conversão de vida. Compromisso de grupos e comunidades que se reuniram, envidaram esforços, quiseram participar no encontro com o Sucessor de Pedro e que voltarão a juntar-se para avaliar, para conviver, para aprofundar amizades, para propor e assumir novos momentos de oração, de celebração e de festa.

       É óbvio que pelo meio haverá alguns para quem estes dias foram apenas de folia, para terem uma folga, para faltarem às aulas, para estarem onde outros estavam, mas em todo o caso, mudará a vida de muitas pessoas, a maneira de verem o Papa, de viverem a fé - de uma fé/religião de normas para uma fé de alegria, de encontro, de partilha, de festa - de saborearem a pertença a uma comunidade crente...

       Em baixo pode encontrar algumas das imagens, em formato de vídeo, e com a música do Coro do Santuário de Fátima, sobre a presença de Bento XVI em Portugal, em diversos momentos...

       Para outros dados sobre esta viagem poderá (re)visitar o nosso blogue Caritas in Veritate.





Bento XVI: peregrino de Fátima


Bento XVI está em Portugal, numa Visita de 4 dias ao nosso país, com passaagem por Lisboa, Fátima, como peregrino de Fátima e Porto. A paróquia de Tabuaço, com cerca de 20 pessoas participará na Eucaristia de encerramento da viagem Apostólica, na cidade do Porto.

No blogue Caritas in Veritate pode ver alguns dos momentos mais sgnificativos, bem como curisidades várias sobre a Viagem Apostólica de Bento XVI e de tudo o que envolve este acontecimento  extraordinário na vida da Igreja em Portugal.





Dia da Mãe


O dia da Mãe é sempre um dia especial. Na comunidade paroquial de Tabuaço, como habitual ao longo dos anos, assinalámos o dia com a intervenção da catequese e do grupo coral da catequese, na Missa Dominical, com alguns gestos e interveções, no acto penitencial, no ofertório, no momento de acção de graças. Abaixo pode ver-se um vídeo com algumas imagens e com a música de fundo da Claudine Pinheiro, muito sugestiva...




Boletim Paroquial Voz Jovem - Abril 2010


Mês a mês, o Boletim Paroquial Voz Jovem chega às mãos dos paroquianos de Tabuaço e de Pinheiros. É mais um meio de comunicação entre as pessoas da comunidade, sublinhando as actividades pastorais, mas também como oportunidade de formação desenvolvendo algumas temáticas.

Neste mês de Abril, o Voz Jovem é dedicado à Semana Santa, com textos noticiosos mas também de reflexão sobre o acontecimento maior da nossa fé: Jesus Cristo, morto e crucificado.

Na última página, destaque para a Sagrada Escritura: o Olhar de um Jovem, sobre Noé, e o Livro da Verdade.

Outras informações constantes: festas da catequese e donativos.

Pode aceder ao Boletim Voz Jovem, aqui, ou fazendo o donwload nos formatos respectivos:

 

FORMATO PDF

FORMATO XPS





Celebrações da Semana Santa


       A Semana Maior ou Semana Santa é preenchida de celebrações que nos colocam no centro da mensagem cristã. O centro da nossa fé é Jesus Cristo, a Sua vida, a Sua mensagem e, sobretudo, o mistério da Sua Morte e da Sua Ressurreição, que celebramos solenemente nestes dias.       

       Iniciámos com o Domingo de Ramos na Paixão do Senhor, com a bênção dos Ramos, com a celebração da Eucaristia, fazendo-se a proclamação do Evangelho da Paixão. Ao fim do dia, a encenação da Via-sacra, pelos meninos da Catequese e, ainda, a "inauguração" da nova via-sacra.
       Na Quinta-feira Santa, a comemoração da Última Ceia, com a Instituição da Eucaristia e com a Cerimónia do Lava-pés... Na Sexta-feira Santa, a Adoração da Santa Cruz... no Sábado Aleluia, a grande Vigília Pascal, que nos recorda o início da Igreja, o Baptismo, a Luz que é Cristo... o Domingo de Páscoa da Ressurreição do Senhor...
        Vejam-se as imagens...




Cartaz/programa da Semana Santa 2010


A programação da Semana Santa não difere muito de ano para ano. Há ritmos que acentuam a solenidade e a importância dos acontecimentos. A paróquia de Tabuaço, como as diversas comunidades cristãs, procura viver intensamente esta Semana Maior, convidando à maior participação possível. Daí que se acentue também a divulgação dos horários das celebrações.

Aqui fica o programa em forma de cartaz, com a imagem de Cristo crucificado, que se encontra na Igreja Paroquial e com a parte de baixo a ser preenchida por parte da vila/paróquia.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Março 2010


Pontualmente, aí esta o Boletim Paroquial de Março. Distribuído, como habitualmente, em papel e disponibilizado, de igual forma, para os internautas. Neste mês, destacamos a figura do Santo Padre Cruz, mais uma estrela do ano sacerdotal;a celebração de São José, a reflexão sobre a Bíblia, ou Livro da Verdade; o Olhar de Um Jovem; A programação da Semana Santa, e os itinerários da Semana Santa e outras informações específicas para a comunidade paroquial.

Pode aceder ao Boletim Voz Jovem, aqui, ou fazendo o donwload nos formatos respectivos:

 

FORMATO PDF

FORMATO XPS





Estandarte da Páscoa


Depois do Estandarte da Quaresma, a paróquia de Tabuaço disponibiliza o "Estandarte da Páscoa". Com muita cor, com uma imagem utilizada na paróquia, na nova Via-sacra, com a frase popular: "Cristo Ressuscitou. Aleluia", podendo ser adquirido por pessoas de outras paróquias.

O Estandarte da Quaresma permaneceu nas nossas janelas ou varandas, entre a Quarta-feira de Cinzas e a Sexta-feira Santa. O Estandarte da Páscoa permanecerá entre o Sábado Aleluia e o Domingo de Pentecoste.

A vivência da fé é, antes de mais, interior, mas tem e há-de ter uma expressão exterior, pela vida, mas também pelos símbolos.





Solenidade de São José. Dia do Pai


O dia 19 de Março é especial para toda a Igreja e, por conseguinte, também para a nossa comunidade paroquial.

Nestes dias a Igreja torna-se maior, com a participação em grande número das crianças e adolescentes, da catequese, dos pais que os acompanham, e das mães que marcam positivamente a sua presença.

No últimos anos, esta solenidade como outras tem sido preparada generosamente pelas catequistas e com a presença alegre do Grupo Coral da Catequese.

Deixamos, de seguida o ofertório preparado para esta celebração festiva:

 

Ofertório São José | 19 de Março de 2010

Martelo e serrote (TRABALHO): "Aceita, Senhor, estes instrumentos de trabalho, que simbolizam o ofício de um grande homem, São José, pai adoptivo de Jesus.

São José ensinou a seu filho as virtudes da justiça, da bondade, da segurança e também do trabalho. José foi um modelo de pai, operário, protector da Sagrada Família e da grande família de Deus que é a Igreja.

Coração (AMOR): "Senhor, nós Te oferecemos o nosso coração, com um gesto de amor e carinho em honra do nosso pai, de todos os pais, como uma participação humana no amor do Pai que está nos Céus.

Família (SOLIDARIEDADE): "Apresentamos-Te, Senhor, esta família que simboliza a comunhão conjugal, nascida do amor que o homem e a mulher decidem partilhar um com o outro, para que construam a mais ampla comunhão da família e que se torne um exemplo de humanidade e de verdadeira solidariedade.

Elos (UNIÃO): Oferecemos-Te, Senhor, estes elos como símbolo da união entre os membros da nossa família, para que as correntes sejam fortes e que encontrem a grande alegria e felicidade, que podemos desfrutar por meio da prática aos princípios do Evangelho.

Cartazes (RESPEITO, PARTILHA, DIÁLOGO E PAZ): Senhor, abençoai todas as famílias, para que nelas haja Respeito Mútuo, Diálogo, Partilha e Paz na plena observância da Vossa Lei e gratidão para com Deus Pai. Que o respeito  entre todos os membros, dentro de casa, seja fonte de sabedoria na vida, uma sementeira de paz e motivo de muita alegria.

 

Na celebração, valorizámos o Acto Penitencial, tomando consciência das nossas falhas em relação à família; o ofertório, agradecendo a Deus tudo o que de bom nos oferece pelos pais e pela família e simultaneamente como desafio; na Acção de Graças, com um poema e com a oferta de uma flor aos pais presentes...





Estandarte da Quaresma


Os Estandartes de Natal tiveram uma forte adesão de muitas comunidades, substituindo este símbolo religioso a outros símbolos modernos. Pegamos nessa ideia e fomos propondo-a aos diversos grupos comunitários e pedindo oraçamentos que nos permitissem ter o estandarte da Quaresma nas nossas varandas e janelas, e na Páscoa o estandarte respectivo.

O nosso estandarte é o que aparece na imagem.

Entretanto, na página da Agência Ecclesia encontramos a mesma ideia desenvolvida a partir da Arquidiocese de Braga. Se temos tido informação atempada talvez tívessemos optado por aqueles.

Mas o mais importante é o símbolo que nos aponta para a vivência da Quaresma, como preparação para a Páscoa de Jesus Cristo, nosso Salvador e Senhor.

Veja os estandartes colocados no Centro Paroquial, na Lanterna, e na Igreja Paroquial, no nosso blogue: Caritas in Veritate.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Fevereiro 2010


Passados 65 anos da libertação do campo de extermínio de Auschwiz, propomos, na primeira página do Boletim Paroquial Voz Jovem, a figura de São Maximiliano Kolbe, que se ofereceu para morrer em lugar de um pai de família, que anos mais tarde estaria presente na canonização de quem lhe salvou a vida.

É também mais uma figura do ano sacerdotal.

Nas páginas centrais, os aspectos mais importantes da Festa da Apresentação e a reflexão sobre a Eucaristia, outra das realidades importantes neste ano pastoral.

Na última página, impera os temas bíblicos, sobre Noé e sobre a estrutura interna da bíblia, e outras informações da comunidade paroquial.

 

FORMATO PDF

FORMATO XPS





Mensagem de D. Jacinto para a Quaresma 2010


D. Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, Bispo de Lamego, dirigiu, como em anos anteriores a Sua Mensagem para esta Quaresma, a toda a Diocese, relembrando a Mensagem do Papa Bento XVI, e desafiando-nos à oração, à Adoração do Santíssimo e à caridade, nomeadamente a favor das vítimas do Hait.
 
 
       Iniciamos hoje, Quarta-feira de Cinzas, o longo Retiro que todos os anos a Igreja nos proporciona. Percorremos o tempo favorável e de salvação da Quaresma, para que “pela oração mais intensa, pela caridade mais diligente, participando nos mistérios da renovação cristã”, cheguemos, revigorados e confirmados na fé, à Páscoa do Senhor.

       Em Ano Sacerdotal, preparando já a Visita do Santo Padre e com os olhos no Santo Cura de Ars, referência e modelo que nos é proposto, ponhamos na celebração do Sacramento da Penitência, particular solicitude pastoral. Seja, para nós sacerdotes, a Confissão Sacramental, séria e cuidadosamente preparada, determinante da conversão a que todos somos chamados e meio privilegiadíssimo da renovação espiritual das nossas comunidades.

       Comungaremos assim os sentimentos da mensagem que Bento XVI nos envia para esta Quaresma. Partindo da afirmação de S. Paulo: A justiça de Deus está manifestada mediante a fé em Jesus Cristo, o Santo Padre reflecte sobre a justiça que implica, como a define o direito romano, “dar a cada um o que é seu – dare cuique suum; e, iluminado pela Palavra do Senhor do Evangelho de S. Marcos sobre o que torna o homem impuro, detém-se no desenvolvimento do seu significado o qual, segundo o pensamento do Papa, é o resultado da troca consciente e exigente do meu, marcado pela limitação e pelo pecado do homem velho, expressão da minha indigência e auto-suficiência, pelo seu, que me é dado gratuitamente - a riqueza da Graça que me regenera como nova criatura e me aproxima do projecto de Deus ao criar-me à Sua imagem e semelhança. Diz o Santo Padre: “Isto acontece particularmente nos sacramentos da Penitência e da Eucaristia”, os quais portanto iremos celebrar e viver com especial fervor e devoção.

       A prática das Quarenta Horas, tradicional em várias paróquias que a vivem com tanta intensidade, e os tempos de Adoração ao Santíssimo Sacramento, por altura da celebração das Confissões Quaresmais nas comunidades, seguindo a orientação proposta no Plano de Pastoral para a Diocese, muito contribuirão para o cumprimento daquela recomendação que nos faz o Santo Padre.

       Não esqueceremos a partilha fraterna, através duma caridade mais diligente, como rezamos na Liturgia, e que autentica o nosso testemunho de cristãos. Fomos certamente já muito generosos para com os nossos irmãos do Haiti, vítimas da tragédia que está longe de ultrapassar-se; e continuaremos a sê-lo, porque o destino da renúncia quaresmal deste ano é precisamente este, como pareceu bem no último Conselho de Arciprestes.

       Concluo com os votos de Sua Santidade na referida mensagem e que me atrevo a formular também como meus: “ A Quaresma culmina no tempo Tríduo Pascal, no qual também este ano celebraremos a justiça divina, que é plenitude de caridade, de dom, de salvação. Que este tempo penitencial seja para cada cristão tempo de autentica conversão e de conhecimento intenso do mistério de Cristo que veio para realizar a justiça.”

 

Lamego, 17 de Fevereiro, Quarta-feira de Cinzas, de 2010.

+ Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, bispo de Lamego



Documento para download: MensagemDjacintoQuaresma2010.pdf



Mensagem de Bento XVI para a Quaresma 2010


Publicada em 30 de Outubro, de 2009, esta é a mensagem do Papa Bento XVI para a Quaresma de 2010, que inicia com a quarta-feira de Cinzas e culmina no Tríduo Pascal, o acontecimento maior da nossa fé: celebração da morte e ressurreiçãod e Jesus Cristo, nosso guia e Senhor.

(Mensagem de Bento XVI, em formato PDF)

A justiça de Deus está manifestada mediante a fé em Jesus Cristo

(cfr Rom 3, 21-22)

Queridos irmãos e irmãs,

Todos os anos, por ocasião da Quaresma, a Igreja convida-nos a uma revisão sincera da nossa vida à luz dos ensinamentos evangélicos. Este ano desejaria propor-vos algumas reflexões sobre o tema vasto da justiça, partindo da afirmação Paulina: A justiça de Deus está manifestada mediante a fé em Jesus Cristo (cfr Rom 3,21-22).

 

Justiça: "dare cuique suum"

Detenho-me em primeiro lugar sobre o significado da palavra "justiça" que na linguagem comum implica "dar a cada um o que é seu - dare cuique suum", segundo a conhecida expressão de Ulpiano, jurista romano do século III. Porém, na realidade, tal definição clássica não precisa em que é que consiste aquele "suo" que se deve assegurar a cada um. Aquilo de que o homem mais precisa não lhe pode ser garantido por lei. Para gozar de uma existência em plenitude, precisa de algo mais íntimo que lhe pode ser concedido somente gratuitamente: poderíamos dizer que o homem vive daquele amor que só Deus lhe pode comunicar, tendo-o criado à sua imagem e semelhança. São certamente úteis e necessários os bens materiais - no fim de contas o próprio Jesus se preocupou com a cura dos doentes, em matar a fome das multidões que o seguiam e certamente condena a indiferença que também hoje condena à morte centenas de milhões de seres humanos por falta de alimentos, de água e de medicamentos -, mas a justiça distributiva não restitui ao ser humano todo o "suo" que lhe é devido. Mais do que o pão ele de facto precisa de Deus. Nota Santo Agostinho: se "a justiça é a virtude que distribui a cada um o que é seu... não é justiça do homem aquela que subtrai o homem ao verdadeiro Deus" (De civitate Dei, XIX, 21).

 

De onde vem a injustiça?

O evangelista Marcos refere as seguintes palavras de Jesus, que se inserem no debate de então acerca do que é puro e impuro: "Nada há fora do homem que, entrando nele, o possa tornar impuro. Mas o que sai do homem, isso é que o torna impuro. Porque é do interior do coração dos homens, que saem os maus pensamentos" (Mc 7,14-15.20-21). Para além da questão imediata relativa ao alimento, podemos entrever nas reacções dos fariseus uma tentação permanente do homem: individuar a origem do mal numa causa exterior. Muitas das ideologias modernas, a bem ver, têm este pressuposto: visto que a injustiça vem "de fora", para que reine a justiça é suficiente remover as causas externas que impedem a sua actuação: Esta maneira de pensar - admoesta Jesus - é ingénua e míope. A injustiça, fruto do mal, não tem raízes exclusivamente externas; tem origem no coração do homem, onde se encontram os germes de uma misteriosa conivência com o mal. Reconhece-o com amargura o Salmista: "Eis que eu nasci na culpa, e a minha mãe concebeu-se no pecado" (Sl 51,7). Sim, o homem torna-se frágil por um impulso profundo, que o mortifica na capacidade de entrar em comunhão com o outro. Aberto por natureza ao fluxo livre da partilha, adverte dentro de si uma força de gravidade estranha que o leva a dobrar-se sobre si mesmo, a afirmar-se acima e contra os outros: é o egoísmo, consequência do pecado original. Adão e Eva, seduzidos pela mentira de Satanás, colhendo o fruto misterioso contra a vontade divina, substituíram à lógica de confiar no Amor aquela da suspeita e da competição; à lógica do receber, da espera confiante do Outro, aquela ansiosa do agarrar, do fazer sozinho (cfr Gn 3,1-6) experimentando como resultado uma sensação de inquietação e de incerteza. Como pode o homem libertar-se deste impulso egoísta e abrir-se ao amor?

 

Justiça e Sedaqah

No coração da sabedoria de Israel encontramos um laço profundo entre fé em Deus que "levanta do pó o indigente (Sl 113,7) e justiça em relação ao próximo. A própria palavra com a qual em hebraico se indica a virtude da justiça, sedaqah, exprime-o bem. De facto sedaqah significa, de um lado a aceitação plena da vontade do Deus de Israel; do outro, equidade em relação ao próximo (cfr Ex 29,12-17), de maneira especial ao pobre, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva (cfr Dt 10,18-19). Mas os dois significados estão ligados, porque o dar ao pobre, para o israelita nada mais é senão a retribuição que se deve a Deus, que teve piedade da miséria do seu povo. Não é por acaso que o dom das tábuas da Lei a Moisés, no monte Sinai, se verifica depois da passagem do Mar Vermelho. Isto é, a escuta da Lei, pressupõe a fé no Deus que foi o primeiro a ouvir o lamento do seu povo e desceu para o libertar do poder do Egipto (cfr Ex s,8). Deus está atento ao grito do pobre e em resposta pede para ser ouvido: pede justiça para o pobre (cfr Ecli 4,4-5.8-9), o estrangeiro (cfr Ex 22,20), o escravo (cfr Dt 15,12-18). Para entrar na justiça é portanto necessário sair daquela ilusão de auto-suficiência, daquele estado profundo de fecho, que é a própria origem da injustiça. Por outras palavras, é necessário um "êxodo" mais profundo do que aquele que Deus efectuou com Moisés, uma libertação do coração, que a palavra da Lei, sozinha, é impotente para a realizar. Existe portanto para o homem esperança de justiça?

 

Cristo, justiça de Deus

O anúncio cristão responde positivamente à sede de justiça do homem, como afirma o apóstolo Paulo na Carta aos Romanos: " Mas agora, é sem a lei que está manifestada a justiça de Deus... mediante a fé em Jesus Cristo, para todos os crentes. De facto não há distinção, porque todos pecaram e estão privados da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente pela Sua graça, por meio da redenção que se realiza em Jesus Cristo, que Deus apresentou como vítima de propiciação pelo Seu próprio sangue, mediante a fé" (3,21-25)

Qual é portanto a justiça de Cristo? É antes de mais a justiça que vem da graça, onde não é o homem que repara, que cura si mesmo e os outros. O facto de que a "expiação" se verifique no "sangue" de Jesus significa que não são os sacrifícios do homem a libertá-lo do peso das suas culpas, mas o gesto do amor de Deus que se abre até ao extremo, até fazer passar em si " a maldição" que toca ao homem, para lhe transmitir em troca a "bênção" que toca a Deus (cfr Gal 3,13-14). Mas isto levanta imediatamente uma objecção: que justiça existe lá, onde o justo morre pelo culpado e o culpado recebe em troca a bênção que toca ao justo? Desta maneira, cada um não recebe o contrário do que é "seu"? Na realidade, aqui manifesta-se a justiça divina, profundamente diferente da justiça humana. Deus pagou por nós no seu Filho o preço do resgate, um preço verdadeiramente exorbitante. Perante a justiça da Cruz o homem pode revoltar-se, porque ele põe em evidência que o homem não é um ser autárquico, mas precisa de um Outro para ser plenamente si mesmo. Converter-se a Cristo, acreditar no Evangelho, no fundo significa precisamente isto: sair da ilusão da auto-suficiência para descobrir e aceitar a própria indigência - indigência dos outros e de Deus, exigência do seu perdão e da sua amizade.

Compreende-se então como a fé não é um facto natural, cómodo, óbvio: é necessário humildade para aceitar que se precisa que um Outro me liberte do "meu", para me dar gratuitamente o "seu". Isto acontece particularmente nos sacramentos da Penitência e da Eucaristia. Graças à acção de Cristo, nós podemos entrar na justiça " maior", que é a do amor (cfr Rom 13,8-10), a justiça de quem se sente em todo o caso sempre mais devedor do que credor, porque recebeu mais do que aquilo que poderia esperar.

Precisamente fortalecido por esta experiência, o cristão é levado a contribuir para a formação de sociedades justas, onde todos recebem o necessário para viver segundo a própria dignidade de homem e onde a justiça é vivificada pelo amor.

 

Queridos irmãos e irmãs, a Quaresma culmina no Tríduo Pascal, no qual também este ano celebraremos a justiça divina, que é plenitude de caridade, de dom, de salvação. Que este tempo penitencial seja para cada cristão tempo de autêntica conversão e de conhecimento intenso do mistério de Cristo, que veio para realizar a justiça. Com estes sentimentos, a todos concedo de coração, a Bênção Apostólica.

 

Vaticano, 30 de Outubro de 2009



Documento para download: MensagemBentoXVIQuaresma2010.pdf



Apresentação de Jesus no Templo


Cumprindo as prescrições da Lei de Moisés, José e Maria levam Jesus ao Templo a fim de O consagrarem a Deus. O sumo sacerdote, o velho Simeão, que estava de serviço ao Templo, ao receber o Menino em seus braços louva o Senhor, dizendo: "Agora, Senhor, segundo a vossa palavra, deixareis ir em paz o vosso servo, porque os meus olhos viram a vossa salvação, que pusestes ao alcance de todos os povos: luz para se revelar às nações e glória de Israel, vosso povo... e disse a Maria, sua Mãe: "Este Menino foi estabelecido para que muitos caiam ou se levantem em Israel e para ser sinal de contradição; - e uma espada trespassará a tua alma - assim se revelarão os pensamentos de todos os corações" (Lc 2, 22-40).

Para nós hoje foi dia de Festa com as crianças da catequese e outras crianças que ainda não frequentam a catequese. Primeiro a bênção das Velas e, depois, durante o ofertório a bênção de crianças e adolescentes... O Evangelho foi encenado... No ofertório, as crianças levaram uma candeia, lembrando-nos que esta festa era considerada a Festa das Candeias; A Bíblia, Palavra de Deus para a humanidade; o pão e o vinho, que se transformam na Eucaristia em Corpo e Sangue de Jesus, e um para de pombas, lembrando a oferenda na apresentação de Jersus no Templo..





Voz Jovem: janeiro 2010


O mês de Janeiro está a chegar ao fim e como habitualmene, a distribuição do Boletim Voz Jovem, à comunidade celebrante, em formato de papel. Dsponível ambém em formato digital na respectiva página online, ou fazendo o download em baixo.

Este mês destacamos a figura de Sâo Sebastião, padroeiro da Diocese de Lamego, e como figura sacerdotal enquanto, sendo soldado e não sacerdote, mas mostrando com o testemunho da sua vida, o rosto de Deus; informações várias da paróquia, reflexão sobre a Bíblia e sobre a Eucaristia.

FORMATO PDF

FORMATO XPS





14.º Aniversário da Ordenação Espiscopal de D. Jacinto Botelho


       D. Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, natural de Moimenta da Beira (Prados de Cima - Vila da Rua), nasceu em 11 de Setembro de 1935.

       Entrou para o Seminário de Resende em 1946 e foi ordenado, no dia 15 de Agosto de 1958, ano em que morreu o Papa Pio XII. Celebrou os 50 anos de Sacerdócio no dia 15 de Agosto de 2008. Depois da Ordenação foi estudar para Roma.

       Concluídos os estudos em Hsitória da Igreja, regressou à Diocese de Lamego, concretamente ao Seminário Maior, sendo professor e integrando-se na Equipa Formadora, vindo a asumir a responsabilidade do Seminário. Entretanto, assumiu outras missões, como Vigário Geral Adjunto e Vigário Geral da Diocese. Durante algum tempo foi pároco de Sande (Lamego).

       Foi nomeado Bispo Auxiliar de Braga e a sua ordenação Episcopal, na Sé Catedral de Lamego, foi no dia 20 de Janeiro de 1996, dia de S. Sebastião, Padroeiro de Lamego.

       Depois da morte de D. Américo Couto de Oliveira, Bispo antecessor, viria a assumir a responsabilidade da Diocese, tomando posse no dia 19 de Março de 2000. No dia 8 de Julho de 2000, seria ordenado o primeiro padre, na Diocese, pelas suas mãos, e que é o Pároco de Tabuaço, Pe. Manuel Gonçalves.

       Parabéns D. Jacinto e que a Senhora dos Remédios, a Senhora da Lapa, a Senhora da Conceição, a Senhora da Assunção, a Mãe de Jesus Cristo, continue a velar pelo seu ministério sacerdotal e episcopal.





São Sebastião, Padroeiro da Diocese de Lamego


       Padroeiro da Diocese de Lamego. Juntamente com Santa Bárbara é dos mártires com mais popularidade no Concelho e na Diocese. Muitas das paróquias têm imagens de São Sebastião e algumas têm capelas em sua honra.

       Terá nascido em Narbona, sul de França, de uma família nobre, em meados do século III. Os seus pais seriam de Milão, onde cresceu até se mudar para Roma.

       Em nome da religião enveredou por uma carreira militar. O imperador Diocleciano, desconhecendo a sua religião, nomeou-o capitão general da Guarda Pretoriana. Ajudava a que os condenados se mantivessem fiéis a Jesus Cristo. Cada mártir que surgia era um alento para Sebastião. Foi denunciado por Fabiano, então Governador Romano. Diocleciano acusou-o de ingratidão. Foi cravado por flechas, até o julgarem morto. Santa Irene encontrou-o e tratou-o. Depois de restabelecido voltou junto do imperador. Este mandou que fosse chicoteado até à morte e depois deitado à Cloaca Máxima, o lugar mais imundo de Roma. O corpo foi recuperado e sepultado nas catacumbas da Via Ápia.

       Faleceu a 20 de Janeiro de 288.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Dezembro


O boletim paroquial Voz Jovem, de Dezembro de 2009 está disponível em formato impresso no primeiro dia do ano e também em formato digital/electrónico. Pode ler os diversos textos, informações, comentários a partir da página do BOLETIM, ou fazendo o respectivo download abaixo indicado. O assunto principal é a celebração da Festa da Padroeira, com a novena e com a celebração festiva, a Festa de Natal da Cateques e, no Editorial, uma reflexão sobre a Eucaristia e os silêncios litúrgicos, o olhar de um jovem e outras informações da paróquia.

Formato PDF

Formato XPS





Cantar das Boas-festas 2009


Iniciámos, ontem, Festa da Sagrada Família, 27 de Dezembro de 2009, o cantar das Boas-festas, de casa em casa. Pelas 14h30, encontramo-nos no Lar da Terceira Idade da Santa Casa de Misericórdia, de Tabuaço, e durante a tarde fomos batendo às portas e cantando a quem nos abria. Mas a todos procurámos deixar um cartão de boas festas.

Em anos anteriores a preocupação principal era a angariação de fundos para o Centro Paroquial. No anoa passado e este ano, apreocupação é sobretudo levar uma palavra de alegria, de esperança e de paz, a todoas as famílias.





A nossa Festa de NATAL


Escolhemos o dia 19 de Dezembro para realizarmos a tradicional Festa de Natal da Catequese. O local foi o auditório do Centro de Promoção Social de Tabuaço, a quem agradecemos. Iniciámos a festa com a celebração da Santa Missa, seguindo-se a intervenção dos vários anos de catequese.

No final todos os presentes receberam uma lembrança, simbólica mas muito significativa, a imagem do Menino Jesus,sobre um fundo bordô, preparada pelas catequistas.

Depois da festa de Natal, a Caminhada da Paz. Já alguma dispersão instalda, mas não deixámos de fazer o percurso do Auditório até à Capela de Santa Bábara, onde se encontra uma imagem de Nossa Senhora da Paz, fazendo uma pequena oração pela paz.

No final do dia realizar-se-á a CEIA de NATAL...





Mensagem de NATAL de D. Jacinto


A mensagem de Natal do nosso Bispo, D. Jacinto Tomaz de Carvalho Botelho, está disponível em formato de vídeo, no canal da Diocese de Lamego no YouTube. Mas pode ser vista a partir daqui. A mensagem sublina a necessidade de não perdermos a nossa identidade cristã bem assim como não colocarmos de lado os símbolos cristãos do Natal: Presépio, Velas da Paz.




Mensagem de Bento XVI para o 43.º Mundial da Paz


Foi divulgada, hoje, 15 de Dezembro, a tradicional Mensagem do Papa Bento XVI para o 43.º Dia Mundial da Paz, no próximo dia 1 de Janeiro de 2010, com uma preocupação muito ecológica: "Se queres a paz, preserva a criação".

O Papa alerta para a nossa responsabilidade com o meio ambiente. Alguns dias depois da Cimeira de Copenhaga, sobre a necessidade dos países se tornarem menos poluentes, a Mensagem de Bento XVI é um apelo ao compromisso com a obra da crianção, Copenhaga terá sido um fiasco, mas o nosso compromisso na fé, há-de levar-nos a cuidar desta casa comum, o mundo, e sobretduo a responsabilidade com o ser humano.

Veja a notícia desenvolvida na página da Agência Ecclesia, e pode ler a Mensagem na página Oficial do Vaticano.





Presépio em construção


O presépio feito na Igreja Paroquial de Tabuaço centra-se nas figuras de Maria, Mãe de Jesus, de São José, Pai adoptivo, e de Jesus, o Deus Menino. E tal como no ano passado, iniciámos a construção do presépio colocando as imagens de Nossa Senhora e de São José, para no próximo domingo colocarmo a imagem do Menino Jesus.




Nossa Senhora da Conceição - Festa da Padroeira


O dia 8 de Dezembro congrega à volta de Nossa Senhora da Conceição, a Virgem Mãe Imaculada, um mar de gente, por todo o mundo cristão e, em particular, em terras portugueses, uma vez que é a Padroeira de Portugal.

Em muitas dioceses do país e em muitas das paróquias é também a PADROEIRA, como acontece na nossa paróquia de Tabuaço.

Depois da Novena de oração, de reflexão, de preparação, chega o grandedia da Festa, o dia 8. Com chuva ou com neve, com sol ou com frio, é sempre um dia de grande júbilo à volta de Nossa Senhora. Nestes dias até a Igreja é pequena para acolher tantas pessoas.

O ideal é que cada domingo se pudesse fazer festa à volta de Jesus, morto e ressuscitado, e honrando o Filho se honraria a Mãe, como quando se honra a Mãe também o Filho se honra.

Este é também um tempo de prepação para a Festa do aniversário natalício de Jesus, o NATAL.





Imagens de Santo André e de Nossa Senhora da Conceição


Em vésperas da celebração da Solenidade da Imaculada Conceição, a Signinum, Gestão de Património Cultural, entregou mais duas peças de escultura que sofreram intervenção de limpeza, conservação e restauro: imagem de Nossa Senhora da Conceição, em miniatura, e que actualmente se encontra no Centro Paroquial, e Santo André, que se encontra na Capela de Santo André, na Igreja Paroquial.

Desta forma vamos valorizando o património que nos foi legado.

Veja imagens do vasto património religioso e cultural que a paróquia possui, aqui, ou em Património





Novena da Imaculada Conceição


Iniciámos cada novo ano litúrgico com o tempo do Advento e na nossa comunidade especificamente com a Novena em honra de Nossa Senhora da Conceição, nossa Padroeira, Padroeira de Portugal e Madrinha da Corporação dos Bombeiros Voluntários de Tabuaço.

Assim, entre o dia 29 de Novembro e o dia 7 de Dezembro, todos os dias, à noite, pelas 20h30, com excepção do Sábado, cuja pregação ocorre na Eucaristia com crianças, pelas 17h00, nos congregamos na Igreja Paroquial para a recitação do Terço, para a celebração da Santa Missa, e para a pregação. Ao Sábado, a recitação do Terço é um pouco antes da Eucaristia; nos demais dias, a recitação do Terço e a Eucaristiaintegra a mesma celebração. O domingoé especial também na Novena. A Eucaristia é no horário habitual dos Domingos. A Novena é à noite com exposição e bênção do Santíssimo Sacramento.

O pregador deste ano é o Frei António Andrade Café, franciscano, e vem de Lamego, do Convento de São Francisco. É caboverdiano. Está em Portugal desde 1963. Depois disso, esteve ainda 7 anos em Moçambique. Editou um CD de música: "Cantarei enquantoeu viver", no âmbito do Ano Paulino. E para breve sairá um outro com temas inspirados no Novo Testamento, em particular no Evangelho. É uma feliz coincidência o termos entre nós um frade franciscano quando decorre os 800 anos do franciscanismo, isto é, 800 anos da aprovação papal da Regra de São Francisco de Assis. E, por outro lado, duasdas imagens de santos, dos altares da Igreja Paroquia, são de dois franciscanos re reconhecido nome e mérito: o próprio São Francisco de Assis e o nosso Santo António de Lisboa.

Na véspera da Solenidade da Imaculada, haverá, como é da tradição, um tempo de Confissões, preprando-nos interiormente, pela graça do Sacramento da Penitência, para esta celebração maior, mas também para a celebração do Natal do Senhor.

Sobre os Franciscanos pode visitar a página que está na internet: UMF  = União Missionária Franciscana.





Boletim Paroquial Voz Jovem - Novembro


O Boletim Voz Jovem de Novembro está disponível em formato impresso mas também em formato digital/electrónico. Pode ler os diversos textos, informações, comentários a partir da página do BOLETIM, ou fazendo o respectivo download abaixo indicado.

Este mês, além das notícias, na primeira página, um texto sobre a vida de São francisco de Assis, mais uma personagem importante do Ano Sacerdotal, motivados também pela presença do Frei Andrade Café durante a novena da Imaculada Conceição, um poema dos familares do Pe. Manuel Gonçalves Pereira, 10 anos depois do seu falecimento, o olhar de um jovem e outras informações da paróquia.

Formato PDF

Formato XPS





Património


A Igreja tem um vasto e riquíssimo património imóvel, nas Igrejas, nas Capelas, nas imagens com invocações de vários santos. A riqueza maior das comunidades são as pessoas. Mas estas, ao longo de gerações, vão deixando as suas marcas no património artístico. A paróquia de Tabuaço, e após conclusão do grande projecto paroquial da reconstrução e ampliação do Centro Paroquial, aposta agora na conservação de imagens/esculturas. Foram intervencionadas as imagens de Santa Frebena, que se encontra na Capela de São Vicente, e de Nossa Senhora das Dores, que se encontra na Igreja Paroquial. Foram para restauro e conservação as imagens de Nossa Senhora da Conceição, pequena, e a de Santo André, que integra a Capela de Santo André que está no corpo da Igreja Paroquial.

Umas com ofertas sas pessoas, outras com investimento paroquial, vamos preservando o património que outros nos legaram, em concreto na conservação e restauro das imagens, enquanto o empréstimo bancário, efectuado para o Centro Paroquial, continua a ser cumprido. As capelas de São Vicente, de Santa Bárbara e de São Plácido sofreram obras de beneficiação durante os últimos anos.

Veja o slideshow com imagens das Capelas, da Igreja Paroquial, do Centro Paroquial, e das diversas esculturas de santos espalhadas pelos vários locais de culto, aprofundando esta temática na página respectiva: Património Paroquial.





Magusto da Catequese


Realizou-se o Magusto da catequese, no Sábado seguinte ao 11 de Novembro de 2009, dia de São Martinho de Tours. Como em anos anteriores o Magusto é aberto à participação de toda a comunidade paroquial. No entanto, a presença é sobretudo das crianças e dos adolescentes da catequese.

É sempre uma oportunidade para estreitar laços e a certeza que também nestes eventos se pode experimentar a alegria, a partilha, a comunhão.

Veja o vídeo com as imagens do Magusto, aqui.





Semana dos Seminários 2009


Estamos a celebrar a Semana dos Seminários, de 8 a 15 de Novembro. Cada ano esta é uma oportunidade para nos lembrarmos e sublinharmos a importância dos Seminários na vida da Igreja. Neste ano sacerdotal, esta relevância é ainda mais notória.

Os seminários são edifícios físicos, mas também espaços de descoberta, de aprofundamento, de crescimento e de discernimento vocacional, de de formação de jovens (ou menos jovens) que se preparam para o sacerdócio ordenado.

A nossa Diocese de Lamego tem dois seminários. Seminário de Nossa Senhora de Lourdes, ou Seminário Menor de Resende, e o Seminário Maior de Lamego.

O tema aglutinador escolhido para este ano é: "Seminário, Palavra que chama e envia".

Pode encontrar a mensagem para esta semana, textos imagens e vídeos aqui. Uma das orações propostas:

Oração dos Seminários 2009

Palavra incriada e criadora,

Palavra incarnada e reveladora,

Palavra do Pai, salvadora,

Palavra no Espírito Presente,

Palavra que convoca e provoca,

Palavra que chama e envia.

 

És Tu, Senhor Jesus, a Palavra definitiva da História;

És Tu, Senhor Jesus, a Palavra do Pai que se faz ouvir pela força do Espírito Santo;

És Tu, Senhor Jesus, a Palavra que toda a humanidade espera.

 

Faz de nós instrumentos audazes e fortes

Para que a tua Palavra se faça ouvir

Na autenticidade do nosso testemunho,

Na coerência da nossa vida.

 

Faz de nós mensageiros fiéis e credíveis

Para que a tua Palavra seja recebida

Nos corações de tantos jovens

Que querem construir um mundo melhor,

Que querem colaborar na edificação do Reino,

Que querem encontrar o seu lugar na Igreja.

 

Faz, Senhor, que estejamos atentos à tua voz

Para que à primeira Palavra nos levantemos sem demora

E avancemos de imediato para a missão.

Faz, Senhor, que o nosso testemunho seja a nossa oração

Pelos Seminários e pelos seminaristas

E por todos os jovens a quem a tua Palavra chama e envia.

Ámen.

 





Boletim Paroquial Voz Jovem - Outubro


A edição do boletim paroquial, Voz Jovem,sai em formato de papel, mensalmente. Mas pode também ser consultado em formato digital, em PDF ou XPS, na página da paróquia referente ao boletim ou fazendo o download nas linhas de baixo.

A primeir página é dedicada ao Pe. Damião. Depois do Santo Cura d'Ars, mais uma figura sacerdotal. Nas páginas centrais, alguns acontecimentos da vida da comunidade e na última página um texto bíblico, este mês sobre Adão e Eva, e algumas das datas das actividades pastorais e celebrações do ano pastoral.

Pode ler o Voz Jovem em formato PDF aqui, ou em formato XPS aqui!





Plano Pastoral Paroquial


A paróquia de Tabuaço, seguindo o Plano Pastoral da Diocese de Lamego, tem procurado envolver toda a comunidade em celebrações, acontecimentos, actidades pastorais, para que Jesus Cristo se entranhe na vida pessoal e comunitária, e para que todos nos sintamos mais próximos em Deus.

Cada paróquia tem as suas especificadades e os seus momentos próprios. A liturgia da Igreja centra-se à volta da Páscoa de Jesus Cristo e do Natal. Assim também as comunidades. Depois surgem outros momentos aglutinadores, na nossa comunidade, a Festa da Padroeira, Nossa Senhora da Conceição. É a nossa festa maior. A novena congrega-nos à volta de Nossa Senhora; a solenidade da Imaculada Conceição envolve-nos em alegria.

O Plano Pastoral da Diocese segue a proposta da Carta Pastoral do Sr. Bispo, D. Jacinto Botelho para os três triénios do seu pontificado, sendo este o último ano do terceiro triénio, abordando os Sacramentos e neste particular o Sacramento da Eucaristia, Por outro lado, como pano de fundo, o ANO SACERDOTAL, convovado pelo Papa Bento XVI, por ocasião dos 150 anos da morte do Santo Cura d'Ars.

Desta forma, escolhemos dois temas, recolhendo duas expressões bíblicas, que fazem a ligação entre o Ano Sacerdotal e a Eucaristia, bem assim como a necessidade caritativa: "Fazei isto em memória de Mim" | "Dai-lhes vós mesmo de comer".

Mas muitas outras actividades pastorais caracterizam a nossa vivência cristã. Consulte o Plano Pastoral Paroquial.





Dia Mundial das Missões


O Dia Mundial das Missões lembra-nos que a Igreja é sempre missionária, isto é, anunciadora permante da boa notícia que Deus nos ama e que em Jesus Cristo desceu à terra para viver connosco, para assumir a nossa condição humana.

Todo o mês de Outubro é considerado Missionário, sendo iniciado no dia 1, com a festa de Santa Teresinha do Menino Jesus, Padroeira das Missões, não tanto por ir de terra em terra a anunciar o Evangelho, mas pelo zelo apostólico presente na sua oração.

O tema deste ano é: "Missão: testemunho e serviço".

A mensagem do Papa Bento XVI para o Dia Miundial das Missões, a 18 de Outubro, pode ser lida aqui! ou faço o download em formato de pdf, abaixo.

 

Para rezar:

Espírito Santo,

que desceste sobre os Apóstolos e os fizeste anunciadores do Evangelho:

derrama os teus dons sobre cada um de nós e torna-nos sensíveis aos apelos e às necessidades dos nossos irmãos;

desperta em muitos corações (crianças, jovens e adultos...) o ideal missionário;

dá força e coragem a todos quantos se entregam totalmente ao serviço da MISSÃO.

Amen

 



Documento para download: MensagemBentoXVI.pdf



Cinco novos Diáconos na Diocese de Lamego


O dia de São Francisco de Assis foi o escolhido para a Ordenação diaconal de cinco jovens: o André Pereira e o António Giroto, de Castro Daire; o Bernardo, do Porto; o José Filipe, de Cinfães, e o Tiago Cardoso, da Sé, Lamego.

A Sé Catedral, uma vez mais, repleta de cristãos para partilhar esta alegria para a Diocese e para a Igreja, familiares, pessoas amigas, cristãos das comunidades originárias dos ordinandos,e muitas outras pessoas que quiseram participar. À volta do Bispo da Diocese, D. Jacinto Tomás de Carvalho Botelho, também um número significativo de sacerdotes.

Em ANO SACERDOTAL, é um acontecimento meritório e profundamente significativo.

Neste intinerário, o dia 5 de Outubro, aparece como mais uma data marcante, III Assembleia do Clero da Diocese de Lamego, no Seminário Maior de Lamego.





Início da Catequese e do Ano Pastoral


O início do ANO PASTORAL coincide habitualmente, em Tabuaço, com o arranque na catequese paroquial. Na véspera um tempo de Adoração do Santíssimo, na Igreja Paroquial, com a presença dos Escuteiros e Guias da Europa de Tabuaço e de Arcos, e das paróquias de Tabuaço e Arcos, numa iniciativa do Secretariado Diocesano da pastoral Juvenil de Lamego (SDPJ de Lamego). Nos 14 Arciprestados da Diocese de Lamego, este tempo de oração foi também uma oportunidade de rezar pelos novos 5 Diáconos a serem ordenados 2 dias depois, a 4 de Outubro.

Os vários grupos da catequese juntaram-se no Centro Paroquial e, depois de um momento de oração inicial, todos juntos, seguiram para as respectivas salas de catequese. esperamos que o tempo da catequese seja de uma alegre foramção e vivência cristã.





Bento XVI vem a Portugal, em Maio de 2010


O Papa Bento XVI, depois de ter sido convidado pelos Bispos portugueses e pelo Presidente da República, deu uma resposta positiva.

Em Fátima, o porta-voz do Papa e da Santa Sé tinha reafirmado a vontade de Sua Santidade, o Papa Bento XVI, se deslocar a Portugal e, naturalmente, ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima.

A Presidência da República deu conhecimento da aceitação do convite endereçado.

Será a quarta viagem de um Papa a Fátima. Primeiro o Papa Paulo VI, depois o Papa João Paulo II, e agora o Papa Bento XVI.

Diga-se também que o Papa actual, enquanto Cardeal, já visitou Portugal e concretamente o Santuário de Fátima, em Outubro de 1996, presidindo à Peregrinação Internacional, e mais recentemente, em Março 2001, a convite do Director Adjunto da Faculdade de Teologia da Universidade Católica, o actual Bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, esteve numa Conferência, na cidade do Porto

Diga-se ainda, que o então Cardeal Joseph Ratzinger, fez a leitura eclesial da 3.ª parte do segredo de Fátima.

Vejam-se mais informações na Agência Ecclesia.





Romaria a Santa Eufémia de Pinheiros


Como tradicionalmente, o dia 16 de Setembro é o dia da grande festa em honra de Santa Eufémia. É a última das festas populares e muito marcada pela romaria, cumprindo as promessas feitas por intercessão de Santa Eufémia, e oportunidade para pedir graças, pela mesma intercessão.

Depois tem, como todas as festas, a parte dos comes e bebes e da música e dos bailes.

Hoje uma vez mais cumpriu-se a tradição, com pessoas vindas de várias paróquias vizinhas. A parte matinal, entre as nove e as onze horas foi dedicada às confissões, com o Pe. Luís da Silva, de Barcos, Pe. Luís António, de Sendim, Pe. Ponciano, natural de valença do Douro, concelho de Tabuaço, ordenado este verão, sendo também o pregador deste ano.

Pelas 11 horas, a celebração da Santa Missa, seguindo-se a magestosa procissão em honra de santa Eufémia.

No dia seguinte, a comunidade paroquial reúne-se para honrar Santa Bábara. Este segundo dia de festa é mais intimista, sobretudo para as pessoas de Pinheiros, sem que participem também pessoas de outras comunidades, mas em número mais reduzido.





Aniversário natalício de D. Jacinto, Bispo de Lamego


O Sr. Bispo, D. Jacinto Tomás de Carvalho Botelho, celebra o seu aniversário natalício. Nasceu no dia 11 de Setembro de 1935, em Prados, Vila da Rua, concelho de Moimenta da Beira, completa portanto 74 anos de idade.
Em 15 de Agosto de 1958, foi ordenado sacerdote, na Sé Catedral, pelas mãos do então Bispo da Diocese, D. João da Silva Campos Neves. Festejámos no ano anterior, em toda a Diocese, os 50 anos do seu sacerdócio.
Em 20 de Janeiro de 1996, foi ordenado Bispo, na Sé Catedral, como Bispo Auxiliar de Braga.
No dia 19 de Março de 2000, tomou posse como Bispo de Lamego.
Unimo-nos em oração pelo nosso Bispo, neste serviço em Igreja e à Igreja.




Novena de Santa Eufémia, de Pinheiros


A Paróquia de Pinheiros iniciou, ontem, 7 de setembro, a Novena em honra de Santa Eufémia, padroeira. Como habitualmente em anos anteriores, a Festa de Santa Eufémia (e Santa Bárbara), é precidida de uma novena, como forma de preparar e viver mais intensamente a festa, ou por outras palavras, para que a festa não seja apenas pagã e e exterior.

Este ano com uma novidade,

A novena que seguida era uma edição da Diocese de Lamego, da autoria do Cónego José Cardoso de Almeida, "A Vida de Santa Eufémia. Em Forma de Novena". Este ano, a paróquia de Pinheiros dá à estampa uma nova novena, devedora da primeira, com 39 anos de existência, desta feita, da responsabilidade do pároco.

As festas de Pinheiros, em hjonra de Santa Eufémia e de Santa Bárbara, encerram as festas dos santos populares no Concelho de Tabuaço. A romaria a Santa Eufémia continua a ser uma agradável tradição, com a presença numerosa de pessoas das paróquias vizinhas, do Arciprestado de Tabuaço, de Armamar ede Moimenta da Beira.





Ruínas da Capela de Nossa Senhora do Calfão


Há muito que ouvíramos falar e tínhamos lido sobre a Capela de Nossa Senhora do Calfão, na Serra do Calfão, onde terá havido um castro, o castelo do Calfão. Metemo-nos a caminho, o pároco, o Bruno Silva, o Sr. António Manuel, de Távora, e o seu filho José.

Como os caminhos estão mais ou menos intransitáveis, cheios de silvas, fomos por Paradela. oportunidade para vermos os estragos feitos pelo incêndio que lavrou nos dias anteriores. Entramos em estrada/caminho de terra batida e lá fomos arripiando caminho.

Chegámos à encosta do Calfão, onde testámos a memória do Sr. António Manuel e do Bruno. Por meio de silvas, de pinhal, de arbustos, fomos procurando, o Cabeço das Freias, uma ou outra ruína, mas nada que tivesse a ver como igrejas ou capelas. Percorremos a encosta, e nada. Insistimos, ao voltar atrás...

A voz do Bruno alertou-nos, tinha encontrado as ruínas. Passáramos lá perto. Tínhamos apontado naquela direcção, mas as memórias apontavam mais para a encosta.

Lá nos encaminámos todos em direcção ao achado. Fotografámos, medimos, e recolhemos os dados para inventariar, e para que o bruno possa fazer um croqui com a Capela.

Regressámos satisfeitos por termos encontrado as ruínas da Capela de Nossa Senhora do Calfão, em tempos um lugar muito concorrido, mas que continua a fazer parte da história da freguesia e da paróquia de Távora.

O dia 7 de setembro também faz história. Reencontrámos as ruínas.

Podem ver-se as imagens em formato de vídeo, no Youtube, nos Blogue da paróquia de Tabuaço e no blogue Caritas in Veritate.





Morte do Pároco de Valdigem, Pe. João Rodrigues


Ao início da tarde de hoje, entrou na Casa do Pai o Rev. Sr. Pe. João Ferreira Rodrigues, Pároco de Valdigem, de onde era natural, e Capelão Militar no Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE), sediado em Santa Cruz, na Cidade de Lamego.

Nascido a 10 de Março de 1958, em Valdigem, concelho de Lamego, frequentou os Seminários Diocesanos desta Diocese. Foi ordenado diácono a 01 de Dezembro de 1982 e Sacerdote a 20 de Agosto de 1983, pelas mãos de D. António Xavier Monteiro. Nesse mesmo ano, em Dezembro, começou a auxiliar o Rev. Pe. João Cardoso dos Santos mas só em 1990 seria nomeado Pároco da sua terra natal.

Em 1985, foi nomeado Capelão Militar. Actualmente era Capelão junto do Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE).

O seu estado de saúde foi ficando debilitado ao longo dos últimos meses e, em particular, depois da morte da sua mãe, ocorrida há pouco tempo.

O Sr. Bispo, todo o Presbitério e os fiéis da Diocese de Lamego unem-se à dor da família do Sr. Pe. João Rodrigues, e da Paróquia de Valdigem, agradecendo a Deus o dom do seu fecundo ministério sacerdotal e não deixará de elevar-Lhe orações de sufrágio pela sua alma.

O seu corpo estará em câmara ardente na sua casa, em Valdigem, de onde partirá, amanhã, pelas 17.30h para a Igreja Paroquial, onde se realizarão as Exéquias solenes, presididas pelo Sr. D. Jacinto Botelho, Bispo de Lamego.

Notícia da Diocese de Lamego, página Oficial e Blogue.




Momentos mais significativos do Ano Pastoral


O Ano Paulino foi preenchido de actividades e celebrações. Iniciando-se a 11 de Outubro de 2009, com a Adoração do Santíssimo, como proposta ao SDPJ de Lamego, e terminando nas festas da catequese. A última das celebrações deste ano dedicado aos 2000 anos do nascimento do Apóstolo São Paulo, foi a festa em honra dos Apóstolos Pedro e Paulo, no dia 29 de Junho, encerrando-se dessa forma o ano pastoral. Pode revisitar alguns dos momentos mais importantes na galeria de imagens, ou na página da paróquia no Youtube.




Nove anos de sacerdócio... em Tabuaço


Há nove anos atrás, no dia 8 de Julho de 2000, fui ordenado sacerdócio, pelo Senhor Bispo D. Jacinto, Bispo da Diocese de Lamego.
Fui o primeiro sacerdote da Diocese a ser ordenado pelo actual Bispo.
D. Jacinto Tomás de Carvalho Botelho tomou posse, da Diocese, em 19 de Março de 2000, e em Julho ordenava-me presbítero para a Diocese de Lamego.
Fui ordenado Diácono em 8 de Agosto de 1998, pelo então Bispo da Diocese, D. Américo Couto de Oliveira, em conjunto com três ordenações de presbíteros, colegas de ano, Pe. Tozé Ferreira, Pe. Leontino e Pe. José Manuel Correia.
O estágio pastoral foi no Seminário de Nossa Senhora de Lourdes, Seminário Menor de Resende.
Em Outubro/Novembro de 2000, fui enviado para Tabuaço. E aqui estou... com muita alegria.
O pároco.




São Pedro e São Paulo


Dia 29 de junho, a Igreja celebra os martírios de São Pedro (+ 67) e São Paulo (+ 64). Na Basília de São Paulo Extra-muros foi encerrada a Porta Santa do Ano Paulino.
Em Tabuaço, celebra-se também o Encerramento do Ano Paulino. Em simultâneo e no final do ano catequético, as festas da catequese, do 9.º e 10.º anos, Festa do Envio e Compromisso, e Festa do Espírito.




Festa do Município


Celebrou-se no 24 de Junho, em toda a Igreja, a solenidade do Nascimento de São João Baptista. É o Padroeiro do Município de Tabuaço e, por conseguinte, é feriado e dia de festa. No que toca à dimensão religiosa, a celebração centra-se na Eucaristia, Pregação e Procissão, em honra de São João Baptista. O pregador, este ano, foi o reverendo Pe. Diamantino José Alvaíde, Pároco in solidum (com o Pe. Bráulio) nas paróquias de Barreira, Chãs, Coriscada, Gateira, Muxagata, Ranhados, Santa Comba e Valflor, e Colaborador no Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil  de Lamego.




Profissão de Fé


Fizeram a Profissão de Fé os adolescentes: Ana Rute, Bebiana, João Pedro, Francisco, Bruno Guedes, Bruno Maia, Patrícia, Leandro, Adriano, Xavier e Edgar
A catequista deste ano: Fernanda Cardoso.
Oportunidade para em comunidade e com a comunidade proclamar a fé em Jesus Cristo, Deus feito homem, que nos revela Deus como Pai, Filho e Espírito Santo.

Pode rever as fotos na respectiva Galeria, ou na página da Paróquia no Youtube.





VI Assembleia Diocesana da Família


Realizou-se em Tabuaço a VI Assembleia Diocesana da Família. Uma oportunidade para destacar o papel da família na construção de uma sociedade mais solidária, mais fraterna, mais compreensiva.
       A família é fundamental para a sociedade. A família é fundamental para a Igreja. É nela que se aprendem os sentimentos, é nela que se aprende a amar.
       O tema vem de encontro aos 50 anos do Monumento ao Cristo Rei, em Almada, celebrando o Sagrado Coração de Jesus, que celebrámos, em toda a Igreja, no dia anterior (19 de Junho) e do Imaculado Coração de Maria, que se celebrava hoje.
       Iniciou-se o encontro pelas 10 horas, no Auditório do Centro de Promoção Social de Tabuaço, com a Oração da Manhã. Para depois tomar a palavra o Professor universitário Juan Ambrósio, procurando desenvolver a temática proposta: "Família: do Coração de Deus ao Coração do Homem.
       Estiveram representadas várias paróquias do Arciprestado de Tabuaço (Arcos, Chavães, Távora, Pinheiros, Tabuaço), do Arciprestado de Moimenta da Beira, do Arciprestado de Sernancelhe e do Arciprestado de Lamego.
       Da parte de tarde, uma caminhada que se realizou no Parque Abel Botelho, mais conhecido como lugar do Calvário, onde se representaram alguns quadros e onde famílias deram o seu testemunho de vida cristã. A parte de tarde contou também com os meninos da catequese paroquial de Tabuaço. Seguiu-se a Eucaristia, presidida pelo nosso Bispo, D. Jacinto.

Veja as imagens na respectiva Galeria, ou no Youtube.





Primeira Comunhão


No dia em que a Igreja celebra a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Corpo de Deus, a comunidade Paroquial de Tabuaço celebra também, com os meninos do 3.º Ano da Catequese, a Primeira Comunhão. Comungaram pela primeira vez 14 crianças: a Letícia, a Ana Balsa, a Ana Almeida, a Bárbara, a Daniela, a Eliana, a Emma, a Érica, a João Bernardo, a Luana, a Maria Francisca, a Mariana, a Sofia e o Xavier. As catequistas deste ano: Clara Castro e Ana Rita Castro.

Pode ver as fotos na respectiva Galeria ou no Youtube.





Bênção dos Ramos


Bênção dos Ramos: 5 de Abril de 2009. É sem dúvida uma das celebrações mais queridas da população de Tabuaço. Inicia-se na Capela de Santa Bárbara, onde tem lugar precisamente a bênção dos dos ramos, e encaminha-se em procissão para a Igreja, onde se celebração da Eucaristia, no Domingo da Paixão do Senhor.

Vejam-se as fotos, em formato de vídeo no Youtube.





XXX Domingo do Tempo Comum - ano A - 26 de outubro

1 – Se dúvidas houvesse sobre a primazia do amor a Deus concretizável e traduzido no amor ao próximo, ficariam desfeitas com a resposta de Jesus aos fariseus: «‘Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todo o teu espírito’. Este é o maior e o primeiro mandamento. O segundo, porém, é semelhante a este: ‘Amarás...  VER +

Share